Início » Vida » Comportamento » O sucesso improvável do cinema ao ar livre na Grã-Bretanha
CULTURA AO AR LIVRE

O sucesso improvável do cinema ao ar livre na Grã-Bretanha

Mesmo com temperaturas não tão amenas, constante risco de chuva, pouco conforto e taxas de ingressos por filmes repetidos, a tendência cresce no Reino Unido

O sucesso improvável do cinema ao ar livre na Grã-Bretanha
O desconforto não desencoraja o público, que só cresce (Foto: Wikipedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os cinemas ao ar livre em Melbourne são uma tradição consagrada. Em dezembro, quando a temperatura aumenta, as cadeiras portáteis, pufes e toalhas de piquenique saem de casa. Cerca de 60 mil pessoas por ano assistem filmes nos telões do Royal Botanic Gardens. Filmes cult, blockbusters de Hollywood e antigos clássicos são assistidos em uma temperatura agradável, mesmo depois do pôr do sol.

Mas o verão na Austrália é bem diferente do verão na Grã-Bretanha, quando a temperatura em julho é de aproximadamente 15°C e as pancadas de chuvas são comuns. Uma entrada de cinema de £10 ou mais que dá direito a sentar no chão duro e, às vezes, a assistir um filme já visto antes, em circunstâncias normais atrairia um público menor no verão britânico. No entanto, as empresas que atuam no setor de exibição de filmes estão expandindo, com grande sucesso, o número de cinemas ao ar livre no paí­s.

Luna Cinema, a principal empresa da Grã-Bretanha, teve um crescimento de 20% a cada estação. Agora, dizem os empresários, o cinema ao ar livre é um programa imperdí­vel no verão. A programação deste ano exibiu filmes em lugares inusitados: “Star Wars: O despertar da força” na Torre de Londres, “Uma linda mulher” no Hampton Court Palace e “Harry Potter” em Alnwick Castle (o terreno do castelo foi cenário dos dois primeiros filmes da série).

Durante o mês de agosto, o festival de cinema Film4 Summer Screen, que se vangloria de ser o cinema ao ar livre mais bonito de Londres, exibiu sua série de filmes no pátio do palácio neoclássico de Somerset House.

Segundo os organizadores do festival, os cinemas ao ar livre não são um modismo, e sim um “destaque na programação de verão da cidade”.

Fontes:
The Economist-The unlikely rise of the British outdoor cinema

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *