Início » Cultura » Artes Plásticas » Portinari entrega os painéis Guerra e Paz à ONU
Nesta Data

Portinari entrega os painéis Guerra e Paz à ONU

Em 4 de janeiro de 1956, Portinari entrega os painéis 'Guerra' e 'Paz' à ONU

Portinari entrega os painéis Guerra e Paz à ONU
Os mais famosos quadros do artista Portinari, que morreu em 1962 por intoxicação (Foto: Reprodução/Internet)

Em 4 de janeiro de 1956, o pintor brasileiro Cândido Portinari concluiu suas duas mais famosas obras e as entregou na sede das Organizações das Nações Unidas (ONU). Nascido no interior de São Paulo em 1903, Portinari se tornou um dos mais famosos pintores do Brasil. Formou-se na Escola de Belas-Artes do Rio de Janeiro, onde se destacou também na música e na poesia.

“Guerra” e “Paz” foram dois painéis encomendados pelo governo brasileiro para presentear a ONU. Iniciados em 1952, os trabalhos só foram concluídos em 1956. Antes de serem entregues à organização, foram expostos no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. No dia 4 de janeiro de 1956 chegaram à entidade, onde permanecem até hoje.

Os quadros de Portinari ganharam destaque em um dos principais salões da sede, porém, mesmo nas visitas guiadas, não é possível vê-los. A exceção ocorreu em 2010, quando uma obra no local permitiu que fossem trazidos de volta ao Brasil para serem expostos novamente no Theatro Municipal. Após a exposição, passaram por um trabalho de restauração e retornaram à entidade.

Cândido Portinari morreu em 1962, devido a uma intoxicação por substâncias presentes em algumas da tintas que utilizou em seus trabalhos.

Fontes:
Estudos Guerra e Paz-GUERRA E PAZ, DE PORTINARI [ESTUDOS] EM EXPOSIÇÃO NO ESPAÇO CULTURAL UNIFOR

1 Opinião

  1. Elmer C. Corrêa Barbosa disse:

    João Candido Portinari viveu de 1903 a 1962 deixando como legado centenas de quadros e paineis pintados; morreu no apogeu de sua carreira; que só começou a dar bons frutos depois que voltou do premio de viagem à Europa ganho em 1928, com o retrato de Clemente Mariane. Em 1931 , no famoso Salão de Belas Artes organizado pela Escola de Belas Artes, então sob a direção de Lucio Costa, expôs e ganhou destaque, graças Mario de Andrade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *