Início » Cultura » Programa ‘Umas palavras’ comemora dez anos no ar com cinco especiais
TV brasileira

Programa ‘Umas palavras’ comemora dez anos no ar com cinco especiais

Canal Futura, Bia Correa do Lago e escritores festejam o sucesso da atração, parte do projeto social de comunicação da emissora. Por Solange Noronha

Programa ‘Umas palavras’ comemora dez anos no ar com cinco especiais
Apresentadora do programa 'Umas Palavras', Bia Correa do Lago (Fonte: Futura)

Quando Hugo Barreto, da Fundação Roberto Marinho, a convidou para fazer entrevistas de oito minutos, que seriam inseridas no “Afinando a língua”, de Tony Belloto, Bia Correa do Lago não imaginava que acabaria ganhando um programa só seu: “Elas ficaram bem bacanas. Então, a Lucia Araújo (gerente geral do Canal Futura) teve a ideia e, em 2 de abril de 2001, nasceu o ‘Umas palavras’. A primeira entrevista a ir ao ar foi a do Chico Buarque e sou muito grata a ele pela força que me deu naquele momento. Há um grande público a ser conquistado para o mundo dos livros, e espero estar colaborando nesse sentido.”

Num país de ainda poucos leitores, “Umas palavras” conquistou um público fiel, “de vários estados e meios socioculturais diferentes” — o que, para Bia, “é uma prova de que há lugar para programas com temas culturais na televisão brasileira”. Os entrevistados são gente que escreve — não apenas poesia, crônicas, contos ou romances, mas também letras de música, roteiros de cinema e peças teatrais. “É sempre alguém que escreve como forma privilegiada de expressão”, diz a apresentadora. “Com isso, temos um cardápio bem amplo. E tentamos fugir dos lançamentos, já que nosso objetivo não é falar de um livro ou de uma peça, mas sim traçar um perfil do entrevistado, abordando sua obra como um todo.”

A seleção das entrevistas que serão reprisadas nos cinco especiais comemorativos deu trabalho, segundo Bia: “Tive que ver muitas horas de programa para decidir quais seriam os escolhidos. Ao mesmo tempo, foi um prazer revisitar as entrevistas para esta retrospectiva e me emocionei revendo os escritores que nos deixaram, como Rachel de Queiroz, Mauro Rasi e Moacyr Scliar. Foi difícil deixar de fora outros tantos artistas admiráveis, mas viver é escolher.”

Educação e entretenimento

Quando “Umas palavras” estreou, o Futura tinha três anos e meio de existência, como lembra Vanessa Jardim, gerente de produção da emissora: “Foi também em 2001 que, seguindo a orientação do nosso presidente, José Roberto Marinho, deixamos de tratar de educação no sentido estrito para ser um canal de ‘edutainment’. O programa faz parte do nosso horário nobre, ao lado de ‘Tempo de escola’, ‘Afinando a língua’, ‘Um pé de quê?’, ‘Globo ciência’, ‘Globo Educação’, ‘Globo ecologia’ e ‘Passagem para…’. Neles, aprendemos um pouco do idioma, de geografia, história, cultura, ciências e botânica, aprofundamos a questão do aquecimento global, passeamos pelo mundo e nos deliciamos com as mais variadas histórias que escritores, compositores, roteiristas e poetas têm a nos contar.”

Vanessa destaca que o Futura não é apenas um canal de TV: “Ele é um projeto social de comunicação, pois nossa programação também é exibida em escolas, presídios e hospitais, com a ajuda de mobilizadores.” Para a produtora, trabalhar no Futura é desafiador: “Educar um filho é a tarefa mais difícil da vida e ser professor, no Brasil ou em qualquer outro lugar, é de uma coragem e entrega sem igual. Nossa missão é contribuir com essa empreitada nada simples de educar, sendo, ao mesmo tempo, suficientemente atraente para fazer o telespectador parar no canal, entre tantas outras opções. É extremamente recompensador quando, por meio de depoimentos, percebemos que provocamos uma mudança, mesmo que pequena, na vida de alguém.”

Convidados também celebram

O romancista e contista Cristovão Tezza, que está no especial do dia 15, celebra o aniversário do programa: “Fico muito contente por saber que ‘Umas palavras’ está completando dez anos. É uma felicidade a televisão brasileira contar com um programa de entrevistas literárias com a qualidade que a Bia Correa do Lago vem mantendo em seu trabalho. Ele tem sido um dos bons e raros espaços encontrados na TV de divulgação da nossa literatura, do livro e da importância da leitura.”

A felicidade de Cristovão é compartilhada pela escritora portuguesa Inês Pedrosa, cuja entrevista poderá ser revista no dia 29: “Este é um programa de televisão que transforma a literatura em vida partilhada. O segredo desses dez anos de sucesso está no talento de Bia Correa do Lago para avançar por dentro da alma de cada entrevistado, iluminando-lhe os recantos mais obscuros e autênticos. Mais do que uma excelente conversadora, Bia é uma grande conhecedora do ser humano. E uma leitora séria, inteligente, apaixonada. Só se contagia o que se tem — por isso ’Umas palavras’ tem tanta sabedoria e vitalidade. E alegria, também. Sem o riso que relativiza o acessório e acende o essencial, a cultura não serve para nada. E a Bia sabe disso como ninguém”, diz Inês.

O poeta Eucanaã Ferraz, que está na retrospectiva do dia 8, também festeja o aniversário do programa: “Ele é uma prova de que a televisão pode ser algo simples e, ao mesmo tempo, inteligente. É curioso observar que seu recorte em torno de algo específico, a literatura, desmente a idéia de que, na tela, a variedade deve ser buscada a qualquer custo. Embora a escolha dos entrevistados determine grande parte do acerto do programa, penso que é igualmente decisiva a presença de Bia Correa do Lago, inteligente, interessada, sem jamais competir com seus convidados. ‘Umas palavras’ chegou aos dez anos sem alarde, com um nome antitelevisivo e modesto. Mas a palavra, no império da imagem, é um luxo. O verdadeiro.”

Programação completa

1º/4
Compositores: Chico Buarque, Paulinho da Viola, Lenine, Adriana Calcanhoto, Caetano Veloso, Milton Nascimento, Erasmo Carlos e Gilberto Gil.

8/4
Poetas: Ferreira Gullar, Affonso Romano de Sant’Anna, Adélia Prado, Arnaldo Antunes, Augusto de Campos, Paulo Henriques Brito, Antonio Cícero e Eucanaã Ferraz .

15/4
Prosadores: João Ubaldo Ribeiro, Luis Fernando Veríssimo, Ligia Fagundes Telles, Rachel de Queiroz, Moacyr Scliar, Milton Hatoum, Sergio Sant’Anna e Cristovão Tezza.

22/4
Autores de teatro, cinema e TV: Millôr Fernandes, Arnaldo Jabor, Maria Adelaide Amaral, Manoel Carlos, Mauro Rasi, Cacá Diegues, Nelson Pereira dos Santos, Aderbal Freire-Filho e Ariano Suassuna.

29/4
Os prêmios Nobel de Literatura José Saramago e Mario Vargas Llosa, os africanos Mia Couto e José Eduardo Agualusa, os portugueses Antonio Lobo Antunes e Inês Pedrosa e o indiano Salman Rushdie.

“Umas palavras” é exibido sempre às sextas-feiras, às 21h30, com reprise aos sábados, às 22h30, e segundas, às 14h, no Canal Futura.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Umas Palavras disse:

    Eu gosto muito do programa (deve ser a coincidência do nome com o meu blog)

  2. Simone disse:

    Oi, Bia.

    Sou sua fã, assito a seus programas. Adoro-o, na verdade.

    Sou uma aspirante a escritora, e como sou do sul de Santa Catarina meu conhecimento com este universo literário (no sentido de profissionais) é muito restrito, praticamente nulo. Então para poder me sentir um pouco próxiam ao “céu” assisto seu programa e me delicio com os comentários.

    Em certas ocasiões, até, chego a me ver em algumas situações que os autores passam. Estou na luta, a procura de uma editora que venha a ter interesse por minhas obras, mas no Brasil, a literatura nacional não é muito interessante, então cabe a mim esperar… esperar… esperar.

    Sucesso, sempre.

    Simone Medeiros

  3. marcia antunes disse:

    adoro o programa muito bem conduzido pela Bia C. lago – que possa se manter no ar por muitos anos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *