Início » Cultura » Relíquias do Titanic podem ser levadas ao Reino Unido
ARTEFATOS HISTÓRICOS

Relíquias do Titanic podem ser levadas ao Reino Unido

Museus estão fazendo uma campanha para arrecadar US$ 19,2 milhões para adquirir os artefatos

Relíquias do Titanic podem ser levadas ao Reino Unido
Os artefatos ficariam expostos no Titanic Belfast (Foto: Wikipédia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um grupo de museus do Reino Unido está tentando comprar uma coleção de 5,5 mil itens que estava a bordo do Titanic em abril de 1912, quando a embarcação afundou e mais de 1,5 mil pessoas morreram.  Os museus estão fazendo uma campanha para arrecadar US$ 19,2 milhões pelos artefatos.

O grupo conta com apoio de dois importantes nomes da história do Titanic: o diretor de cinema James Cameron, que dirigiu o premiado filme Titanic, e Robert Ballard, ex-comandante do navio que encontrou o local do naufrágio em 1985 e liderou as expedições de mergulho em 1987.

“O naufrágio do Titanic foi um momento de partir o coração da história. Assegurar a coleção insubstituível de artefatos – protegendo-os e preservando-os para as gerações futuras, colocando-os na confiança do público – é uma oportunidade única e importante para homenagear os 1.503 passageiros e tripulantes que morreram”, apontou Cameron.

A oferta foi feita porque a empresa Premier Exhibitions, proprietária da RMS Titanic Inc., que tem a coleção nos Estados Unidos, entrou com um pedido de falência. Dessa forma, os artefatos poderiam ser vendidos para diferentes empresas, separando a coleção.

Caso os museus do Reino Unido consigam manter a coleção unida, o grupo também tentará ficar responsável pela proteção do naufrágio, que fica a uma profundidade de 3,6 quilômetros (12 mil pés) no Atlântico Norte. Os museus, porém, revelaram que ainda não tem a intenção de recuperar novos itens do fundo do mar, desejando manter esse direito para impedir que outras empresas o façam.

“Esta oferta é a única opção viável para manter a integridade da coleção Titanic. A coleção merece ser devolvida para casa onde sua jornada começou”, explicou Ballard, destacando que a coisa certa a fazer é manter os artefatos reunidos num mesmo lugar.

Os itens, que vão desde estatuetas até sapatos, ficariam expostos no museu Titanic Belfast, na Irlanda do Norte, que fica próximo do local onde o Titanic foi construído. Já o Museu Marítimo Nacional do Reino Unido seria o responsável pela conservação dos artefatos.

A negociação entre os museus britânicos e a empresa americana já acontece há meses. No fim do ano passado, quando a oferta conjunta aconteceu, a companhia dos Estados Unidos suspendeu uma tentativa de permissão para vender os itens separadamente. Outros dois grupos, formados por acionistas da Premier Exhbitions, apresentaram ofertas concorrentes.

 

Leia também: Cientistas apontam que Titanic pode desaparecer em breve
Leia também: Titanic colide com iceberg em sua viagem inaugural

Fontes:
The Guardian-Museums join forces to bring Titanic relics to the UK
National Geographic-James Cameron: Getting Titanic Artifacts to U.K. Would Be 'a Dream'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *