Início » Cultura » Thomas Mann
Nesta data

Thomas Mann

Em 12 de Agosto de 1955, morre Thomas Mann, Prêmio Nobel de Literatura

Thomas Mann
Seu livro “Doutor Fausto”é tido como um dos maiores romances jamais escritos sobre a arte da música (Foto: Wikipedia)

Thomas Mann nasceu em 1875, em Lübeck, na Alemanha. Prêmio Nobel de Literatura no ano de 1929, é considerado um dos maiores escritores do século XX. É o autor de “Morte em Veneza”, um dos clássicos da literatura moderna.

Filho do comerciante alemão Johann Heinrich Mann e da brasileira Júlia da Silva Bruhns, mudou-se para Munique depois da morte do pai, em 1891, onde frequentou a universidade local. Em 1893 escreveu alguns textos para a revista “A Tempestade de Primavera”. Nessa época, aproximou-se de Wibri Timppe, filho de um de seus professores. Seus primeiros contos foram reunidos em “O Pequeno Senhor Friedemann” (1898). Em 1901, sai – com enorme impacto – o romance “Os Buddenbrooks”, baseado na decadência de sua própria família. Em 1912, ele lança a novela “Morte em Veneza”.

Em 1894 segue para Munique, onde sua família estava morando, no bairro boêmio de Schwabing, onde sua mãe oferecia saraus literários e festas em sua casa. Em 1896 muda-se para Palestrina, na Itália, onde morava seu irmão Heinrich Mann e lá permaneceu até 1898. Nessa época começou a trabalhar no manuscrito do romance “Buddenbrooks”.

“A Montanha Mágica” é de 1924, e confirmou a reputação de Mann como um dos escritores de maior arrojo filosófico na modernidade. Cinco anos depois, ele receberia o Prêmio Nobel de literatura.

Em 1933, quando Hitler se torna chanceler, Thomas mudou-se para a Suíça e passa a editar um jornal de resistência. Depois de escrever uma tetralogia de romances condenando o racismo e o anti-semitismo, muda-se para Nova Jersey, nos EUA, dando aulas na Universidade de Princeton. Em 1947 sai “Doutor Fausto”, um dos maiores romances jamais escritos sobre a arte da música. Thomas Mann volta à Suíça em 1952, onde morre em 1955.

Fontes:
Uol Educação - Thomas Mann
E-biografias - Thomas Mann

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *