Início » Cultura » ‘Um violinista no telhado’
Musical

‘Um violinista no telhado’

O novo espetáculo da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho fascina o espectador com cenário e danças maravilhosas. Por Layse Ventura

‘Um violinista no telhado’
Tevye com suas cinco filhas (Fonte: Divulgação)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Se um filme tem que prender atenção nos dez primeiros minutos, o sucesso de um musical, por sua vez, depende da música de abertura. Não se trata de ser a melhor música do espetáculo, mas é um termômetro da grandeza do espetáculo, de quanto os atores se prepararam, da técnica dos músicos e outras tantas variáveis do gênero.

Em “Um Violinista no Telhado”, nova produção da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho, a música de abertura é cantada pelo personagem Tevye, interpretado pelo ator José Mayer. Apesar de reconhecer que Tevye é um leiteiro — e que, portanto, não é cantor profissional — , eu esperava um pouco mais de José Mayer. A verdade é que a extensão vocal de Mayer é bem curta, o que causou, a princípio, certo desapontamento — principalmente nos duetos com Soraya Ravenle, que interpreta a esposa Golda.

Os atores Soraya Ravenle e José Mayer em cena (Fonte: Divulgação)

Por outro lado, José Mayer impressiona com sua técnica de atuação. Tevye é um personagem muito especial. Ele é um leiteiro judeu que questiona as tradições judaicas vividas na cidade fictícia de Anatevka e vive essas contradições dentro da sua própria família. Além disso, ele é chegado a uma vodka e super imaginativo. Tudo isso faz dele um personagem cômico dentro dessas frustrações, dificuldades e contradições que ele e a família vão vivenciando durante a peça.

O destaque vocal deste musical vai para Malu Rodrigues, que interpreta Hodel. Sua voz encanta com o dueto “Hoje eu tenho você” cantado com Nicola Lama (Perchik), e no solo “Longe do meu lugar”. Além de ficar evidente sua técnica vocal, percebemos a paixão em sua voz.

As melhores cenas do filme, gravado em 1971, são as músicas “À vida”, que se passa dentro de um bar, e “A dança do casamento”, a famosa cena em que os dançarinos que equilibram uma garrafa na cabeça. Ambas são perfeitamente executadas no espetáculo, revelando a boa adaptação coreográfica feita por Janice Botelho.

O destaque de melhor bailarino vai para Tomás Quaresma, que interpreta o russo Zarech. Além de dominar a técnica, Tomás tem presença de palco. É realmente belo e incrível o trabalho que ele faz em uma cena tão curta.

Os personagens russos interpretados por Guilherme Lazary,Tomás Quaresma e Ricca Barros (Fonte: Divulgação)

Como as cenas se passam em diversos locais, uma das dificuldades da peça deve ter sido a idealização do cenário. A solução encontrada — e bem sucedida — foi um cenário móvel, em que as partes se movimentam na horizontal e vertical, mostrado ou escondendo objetos. O palco ainda conta com dois painéis representado o dia e a noite, nos quais a passagem de tempo é marcada com o uso de uma ribalta de led, nas quais as luzes vão modificando lindamente este painel.

O surpreendente da peça fica por conta da cena “O Sonho de Tevye” onde Charles e Claudio mostram toda a sua criatividade e imaginação. É uma das músicas medianas do musical, mas que nesta versão superou todas as músicas do espetáculo. Com certeza, é o momento mais divertido e empolgante de toda a peça.

Na sua versão pré-estreia, muitos detalhes da peça ainda faltam ser consertados: a marcação de palco em determinadas cenas está confusa, a coreografia ainda está truncada quando existem muitos personagens no palco e alguns atores ainda estão pegando o personagem. Mas nada que duas semanas de ensaios, apresentações e erros não ajustem.

O musical estreia na próxima sexta-feira, 20, no teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro. Ao todo são 41 atores, 160 figurinos e 13 cenários, uma produção que custou cerca de R$ 7 milhões.

Leia mais:

Agenor Fagundes assiste ao ‘Um Violinista no Telhado’ e comenta com exclusividade para o Opinião e Notícia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *