Início » Cultura » Artes Plásticas » Uma nova joia cultural para Paris
NOVO MUSEU

Uma nova joia cultural para Paris

Um novo museu de arte contemporânea da cidade de Paris será inaugurado em 2018

Uma nova joia cultural para Paris
O prédio do século XVIII será o mais novo museu de arte contemporânea de Paris quando for inaugurado em 2018 (Foto: Wikipedia)

O fundador de um império de artigos de luxo, François Pinault, há mais de 10 anos tenta mostrar ao público francês sua enorme coleção de obras de arte moderna. Em princípio, Pinault escolhera um local em uma ilha do Sena para construir um museu. Mas exasperado com a burocracia municipal cancelou o projeto e levou sua coleção para o Palazzo Grassi, em Veneza.

Por fim, aos 79 anos, Pinault encontrou um local para realizar seu sonho. Em 27 de abril, Pinault e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, anunciaram onde será o espaço da Coleção Pinault: o prédio do século XVIII da Bourse de Commerce da cidade. O edifício com uma enorme cúpula foi construído entre 1763 e 1767 para abrigar o silo do mercado de trigo e cereais de Paris. Hoje, é usado pela Câmara de Comércio e situa-se a oeste do bairro Les Halles, no centro da capital. O local será o mais novo museu de arte contemporânea de Paris quando for inaugurado em 2018.

Em seu discurso de boas-vindas, Anne Hildalgo disse que o museu era um “presente” para a cidade e que nunca teria deixado Pinault levar sua coleção para outro lugar se estivesse à frente da prefeitura. A Câmara Municipal de Paris, que arrendará o prédio para a fundação da família Pinault por 50 anos, com possibilidade de renovação do contrato, havia feito uma pesquisa minuciosa na cidade à procura de um lugar que pudesse abrigar a coleção que estava em Veneza.

O vice-prefeito Jean-Louis Missika, responsável pela coordenação da área de urbanismo e arquitetura do concurso “Reinventer Paris”, uma competição para incentivar a criação de projetos de design inovadores, convidou Pinault para visitar a Bourse de Commerce em abril do ano passado. Caso seja aprovado pela Assembleia municipal, a prefeitura de Paris investirá €21 milhões no projeto; segundo funcionários da prefeitura, o projeto contará com recursos adicionais no valor de €100 milhões de François Pinault.

O prédio localiza-se acima do cruzamento das linhas de metrô mais movimentadas de Paris, onde duas linhas RER provenientes dos bairros problemáticos dos arredores da cidade se encontram. Depois dos atentados terroristas em Paris no ano passado, Pinault sentiu-se especialmente motivado para fazer com que o museu não fosse apenas um marco cultural da cidade, mas também um espaço vivo: “um museu em movimento e não um museu estagnado.”

Além de oferecer a oportunidade de ver a coleção de arte de Pinault em solo francês, o museu marca o início de uma nova era. Os franceses sempre tiveram a preocupação de proteger a cultura contra possíveis interesses comerciais preservando-a na esfera pública. Ao contrário dos Estados Unidos, os museus privados são raros. Mas com os orçamentos reduzidos essa visão está mudando.

Fontes:
The Economist-A new cultural gem for Paris

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *