Início » Cultura » Veja lista com 10 pais queridos do cinema e escolha seu favorito
Promoção Dia dos Pais

Veja lista com 10 pais queridos do cinema e escolha seu favorito

Comente nesta matéria qual é o seu pai preferido no cinema e porque e concorra a um par de ingressos em sua cidade

Veja lista com 10 pais queridos do cinema e escolha seu favorito
Cena de 'Á Procura da Felicidade' (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

INFORMAMOS QUE A PROMOÇÃO SE ENCERRA HOJE, DIA 10 DE AGOSTO, ÀS 12H, PARA PODERMOS PROCESSAR O ENVIO DO PRÊMIO!

O Opinião e Notícia criou uma lista com dez dos pais mais queridos do cinema. Escolha o que você mais gosta e porque e deixe um comentário no box abaixo desta matéria. O autor do comentário mais criativo leva nesta sexta-feira, 10, um vale-presente do site ingresso.com no valor de R$ 50 para a compra de dois ingressos para o cinema. Participe e leve seu pai ao cinema no próximo domingo!

Chris Gardner (Will Smith) – À Procura da Felicidade  (The Pursuit of Happyness)

Chris Gardner é um pai de família, que enfrenta sérios problemas financeiros.  Apesar de todas as suas tentativas para manter a família unida, Linda, sua esposa, decide partir. Chris agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher, seu filho de apenas cinco anos. Chris e Christopher passam a dormir em abrigos, estações de trem, banheiros e onde quer que consigam um refúgio à noite, mantendo a esperança de que dias melhores virão.

Guido Orefice (Roberto Benigni) – A Vida é Bela (La vita è bella)

Durante a II Guerra Mundial, Guido e seu filho são levados à um campo de concentração. Para preservar o filho dos horrores daquele lugar, o pai inventa uma história para entretê-lo, e finge que aquilo tudo não passa de um jogo.

John Q. Archibald (Denzel Washington) – Um ato de coragem (Act of Valor)

John Q. Archibald é um homem comum, que trabalha em uma fábrica e vive feliz com sua esposa Denise e seu filho Michael. Até que Michael fica gravemente doente, necessitando com urgência de um transplante de coração para sobreviver. Sem ter condições de pagar pela operação e com o plano de saúde de sua família não cobrindo tais gastos, John Q. se vê então numa luta contra o tempo pela sobrevivência de seu filho.

Giuseppe Conlon (Pete Postlethwaite) – Em Nome do Pai (In the Name of the Father)

Em 1974, um atentado a bomba do IRA mata cinco pessoas num pub de Guilford, próximo à Londres. O jovem rebelde irlandês Gerry Conlon e três amigos são acusados pelo crime, presos e condenados. Giuseppe Conlon, pai de Gerry, tenta ajudar o filho e também é condenado, mas pede ajuda à advogada Gareth Peirce, que passa a investigar as irregularidades do caso.

Sam Dawson (Sean Penn) – Uma Lição de Amor (I Am Sam)

Sam tem uma deficiência que o impede de ter uma vida comum. Ele cria sozinho sua filha de seis anos, que foi abandonada pela mãe. Quando o resto da sociedade o julga incapaz de exercer sua função de pai, ele tenta de todas as formas provar que o amor é o elemento mais importante para criar a pequena Lucy.

Marlin (Albert Brooks) – Procurando Nemo (Finding Nemo)

Marlin criou sozinho seu filho Nemo e, devido a um trauma passado, tem receio de deixar o pequeno desprotegido. No primeiro dia de aula, o peixinho se perde dos demais alunos e vai para alto mar, onde é capturado por um mergulhador. Desesperado, Marlin percorre o oceano em busca de Nemo e esta determinação faz dele um dos pais mais queridos dos desenhos animados.

Norman Thayer (Henry Fonda) – Num Lago Dourado (On Golden Pond)

Norman Thayer Jr. e sua esposa Ethel viajam para uma antiga casa de campo onde passaram os primeiros anos de casamento. Lá, o casal recebe a visita da filha que não veem há anos, Chelsea. Ela pede a seus pais para cuidarem do filho do seu noivo enquanto eles passam algumas semanas na Europa. No início, Norman não se dá tão bem com o garoto, mas aos poucos um forte laço de amizade é formado entre eles.

Daniel Hillard (Robin Williams) – Uma Babá Quase Perfeita (Mrs. Doubtfire)


Impedido pela Justiça de estar ao lado de seus filhos, Daniel inovou: com roupas e maquiagem de mulher, ele encarnou uma simpática e atenciosa babá, a Sra. Doubtfire, que é contratada por sua ex-mulher para cuidar de sua prole. Ele passa despercebido pela família, até começar a se meter em confusões.

Atticus Finch (Gregory Peck) – O sol é para todos (To Kill a Mockingbird)

Jean Louise Finch recorda que em 1932, quando tinha seis anos, Macomb, no Alabama, já era um lugarejo velho. Nesta época Tom Robinson, um jovem negro, foi acusado de estuprar Mayella Violet Ewell, uma jovem branca. Seu pai, Atticus Finch, um advogado extremamente íntegro, concordou em defendê-lo e, apesar de boa parte da cidade ser contra sua posição, ele decidiu ir adiante e fazer de tudo para absolver o réu.

Dr. Alex Hesse (Arnold Schwarzenegger) – Junior (Junior)

Alex, um ginecologista, rompe com todas as convenções sociais e biológicas ao engravidar. Tudo bem que, no fundo, ele está servindo de cobaia para seu próprio experimento científico, mas a verdade é que essa excentricidade o torna o primeiro pai/mãe do cinema. 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

30 Opiniões

  1. CLAUDINEI GONZAGA disse:

    Sou um filho muito chato e sei que, a responsabilidade de Pai é muito além do que possa imaginar… Mas gostaria de ter um pai como teve no filme “A Procura da Felicidade”, por que apesar do caminho ser difícil é sempre bom acreditar que o final vai valer apena.

  2. dieine cogo durgante disse:

    Marlin (Albert Brooks) – Procurando Nemo
    é um filme maravilhoso eu adoraria assistilo novamente com meu esposo,esse filma é muito emocionante adoro se eu pudesse eu assisitia novamente…

  3. Flavia Queiroz disse:

    Quem teve a sensibilidade de colocar “O sol é para todos” nesta lista esta de parabéns.

  4. Greco Lacerda Cruz disse:

    Guido Orefice (Roberto Benigni) – A Vida é Bela

    Com certeza Guido foi o melhor.
    Pois com uma imensa destreza indutiva, aliviou a mente de seu filho de possíveis traumas que
    com certeza viria a ter após chegar a fase adulta. Guido habilmente enganou seu filho para o bem.
    A possibilidade de um menino desse adquirir uma atitude positiva em relação a vida é muito maior.

  5. Márcia Barrantes disse:

    Dificil opinar quando temos tantas provas de amor incondicionais, mas creio que no filme A vida é bela, a prova de amor superou a todas dores, tanto físicas como emocionais, onde os meios não importaram e sim que no fim, o menino pudesse acreditar que sempre existe um mundo melhor, para nunca deixar de acreditar no sonho… no seu objetivo.

  6. Luiz Antonio Silva de Lima disse:

    “Um ato de coragem”, drama no cinema que muitos vivenciam na vida real. Pai ou mãe desempregados, mas que fazem “das tripas coração” para não deixar os filhos passar fome ou ao relento. Heróis e heroínas, que felizmente não se abatem e correm atras do prejuizo, e no final com tanta luta, garra e predestinação conseguem o que todos acham impossível…mas acreditam em si e em DEUS..

  7. Antonio Jose Pedral Sampaio Lins disse:

    Atticus Finch (Gregory Peck) em O sol é para todos, uma das melhores interpretações do ator em uma história comovente e em um contexto marcante dos EUA.

  8. IVOREMA SAYÃO LOBATO CHAPON disse:

    ESCOLHO HENRY FONDA. VI ESTE FILME . É UM FILME TOCANTE , SENTIMENTAL, RAZÃO DE TÊ-LO

    PREFERIDO.

  9. linda susan disse:

    Sean Pean em Uma Lição de Amor!

  10. Mária disse:

    O meu pai preferido é o Sam, de Uma Lição de Amor. Pela delicadeza da mensagem. Por ser um pai atípico e nem por isso deixar de ser pai. E porque pai é quem dá amor, não importa de que jeito seja.

  11. EUDES FERREIRA DA SILVA disse:

    Meu pai preferido no cinema é sem dúvidas Chris Gardner, personagem de Will Smith no filme à Procura da Felicidade, pois traduz o sentimento de superação das adversidades da vida e da dedicação do amor paternal através da viva esperança de que o futuro nos reserva sempre o melhor.

  12. Ana Santana disse:

    O filme A Procura da Felicidade é uma bela história de paternidade, um dos melhores filmes que já assisti, aprendi muito e me emocionei muito também… Nosso deu vontade de rever!!!

  13. zora Ansarah zaccharias disse:

    (Pete Postlethwaite) Em nome do Pai…..Foi o pai mais marcante para mim.Pessoa simples e humilde ,confia no filho e sabe de seu carater a ponto de se colocar com ele numa prisão .Essa medida tomada por ele ,sem duvida foi a mais importante para mim…Unir a confiança juntamente com o amor de pai.

  14. elian disse:

    Roberto Benigni em “A vida é bela” Meu pai tem 94 anos ,conheceu a época da guerra e seus horrores,ser pai é uma missão de amor e um apredizado diário, meu pai é uma liçao de vida assim como o ator Benigni interpretou:por mais difícil que a vida seja, O pai companheiro está sempre a seu lado ,seu amigo para todos os momentos ainda que o momento seja o último dele , ele vai dedicá-lo a você ,meu pai é assim.Por isso ” Meu pai “tem o meu amor e meu respeito.Felicidades a todos aqueles que sabem ser pais.

  15. Claudicéia Malta disse:

    Roberto Benigni em “A vida é bela”!
    Apesar de ser apaixonada pela história do Chris Gardner do belíssimo filme “À Procura da Felicidade.

  16. Rafael Saint Clair Igreja disse:

    Guido Orefice (Roberto Benigni) – A Vida é Bela – Dispensa comentários!

  17. osias nery neto disse:

    Marlin é sem duvida, exemplo do que um pai é capaz de fazer para proteger e zelar pela segurança de seu filho. Para um pai, o filho nunca cresce, sempre será dependente. Em Procurando Nemo, a fidelidade,persistência e a convicção de que tudo dará certo no final, e que um pai,contra tudo e todos, jamais desiste de seu filho.

  18. helo disse:

    Fico com Sean Penn em Lição de Amor, apesar da grande tentação de escolher Benigni em A Vida é Bela

  19. Fernando da silva Cortez disse:

    Roberto Benigni em Meu pai foi um grande homen,tradicional,correto,amavel,linha dura,de uma possiçao envejavel,pois somos 11 irmaos,familia linda.
    Fico observando a convivencia familiar nos dias de hoje,fico muito triste,falta respeito,carinho,boa vontade,amor,diguinidade,modesta,mas estamos ai.
    O filme nos leva a ver e aprender ser companheiro,amoroso,amigo,honesto,suportando todas as dificuldades,parabens a todos pais,que sejam sempre fieis amigos corretos,carinhosos,autenticos,e sejam uns dos maiores pais do Mundo.

  20. rosa escobar disse:

    Uma Babá quase perfeita é o filme mais lindo e criativo da face da terra, o que esse pai faz para estar proximo aos filhos com alegria, descontraçao e criatividade é genial, foi um filmeque marcou a infancia de meus filhos![

  21. Vera Antônia disse:

    Escolho À Procura da Felicidade por mostrar a tenacidade de um pai que, desejando alcançar um futuro melhor para seu filho, foi capaz de lutar exaustivamente pelo que acreditava, demonstrando uma doçura reconfortante para seu filho.
    Aliado à beleza da luta empreendida por Chris Gardner, o fato do filme ter roteiro baseado em uma história real me deixa mais fascinada.
    Esse é o filme que vale a pena assistir várias vezes e, sempre, com muita emoção.

  22. Sabrina disse:

    Adorei o papel que Daniel Hillard fez no filme Uma Baba Quase Perfeita.

    Somente um amor puro e muita vontade de ficar perto dos filhos para fazer tudo o que ele fez.

    Um Pai amigo, carinhoso, alegre, e comprometido. Adorei!

  23. Aimée Louchard disse:

    John Q. Archibald, interpretado brilhantemente pelo notável ator Denzel Washington no filme Um ato de coragem é o meu preferido. Personifica a tenacidade e o amor incondicional de um pai na luta para salvar a vida do único filho. Mesmo tendo escolhido um caminho errado – ao invadir o hospital para forçar a realização do transplante salvador- o seu objetivo é tão justo e legítimo que ele acaba conseguindo dobrar o sistema e realizar o seu desejo.

  24. Silvia Helena Borges disse:

    Dificílimo de escolher, mas fico com Sam Dawson (Sean Penn) – Uma Lição de Amor (I Am Sam). Esse filme me emocionou demais!
    Amei também Guido Orefice (Roberto Benigni) – A Vida é Bela (La vita è bella), John Q. Archibald (Denzel Washington) – Um ato de coragem (Act of Valor) e Marlin (Albert Brooks) – Procurando Nemo (Finding Nemo).

  25. robson disse:

    À procura da felicidade é sem dúvidas o melhor… é um daqueles filmes que a gente sente vontade de rever. Nos mostra com muita emoção as dificuldades para se alcançar os objeivos e nos dá uma lição de amor e perseverança!

  26. Lilian Lopes disse:

    Sam Dawson (Sean Penn) – Uma Lição de Amor (I Am Sam) – Escolhi este filme porque é o que demonstra mais o que é o amor incondicional de um pai. Apesar de suas limitações mentais ele considera sempre o bem estar da filha acima de tudo.

  27. Vanessa Gama disse:

    Escolho Guido Orefice (Roberto Benigni) – A Vida é Bela (La vita è bella). Escolho este por ser um filme encantador o qual mostra um pai de grande imaginação que distrai a atenção de seu filho inventando um jogo para amenizar o pesadelo vivenciado no campo de concentração.

  28. Rosaura disse:

    Minha escolha fica para Guido Orefice (Roberto Benigni) em a Vida é Bela.
    Exemplo para homenagear a todos os verdadeiros pais do mundo, que fazem até mesmo de uma situação triste, um jogo de fantasia para proteger o filho.

  29. annita disse:

    Escolho Norman Thayer estrelado pelo ator Henry Fonda ,(ja falecido)., filme Num lago dourado visto há muito tempo mas q relata o amor q vai crescendo de um garoto q não tem laços sanguineos com Norman Thayer e a filha deixa o guri para q seu pai fique com ele por um tempo. Foi um filme belissimo , amo cinema e ja nem lembrava q tinha assistido esse filme.

  30. Maissa disse:

    sam dawson prefirooo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *