Início » Cultura » Wilson Simonal: um assassinato artístico
MPB

Wilson Simonal: um assassinato artístico

Simonal, aos trinta e poucos anos de idade, foi privado do exercício da sua profissão e de seu talento com base numa mentira sórdida

Wilson Simonal: um assassinato artístico
Wilson passou da MPB para algo mais parecido com o Rock (Reprodução/Internet)

Motivado por um recente documentário sobre a vida do cantor, vou fazer primeiro um resumo da sua carreira, espero que para alegria dos saudosistas da minha geração, para depois, na segunda parte, falar do crime. Quem não estiver interessado em detalhes da carreira pode, tranquilamente, pular a primeira parte.

A carreira

Wilson Simonal de Castro nasceu no Rio, em 1939. Ao servir o exército começou a cantar nas festas do regimento. Depois da baixa das forças armadas começou a cantar em shows, principalmente rocks e calipsos, cantados em inglês. Por volta de 1961 foi descoberto pelo produtor e compositor Carlos Imperial e aí começa sua carreira profissional. Em 1963 é lançado pela Odeon o LP “Wilson Simonal tem algo mais”, com arranjos do veterano Lyrio Panicali. Esse disco contava com sucessos da bossa nova como “Telefone” e “Menina flor”. “Amanhecendo”, de Roberto Menescal e Lula Freire, que tinha uma gravação bem sucedida com “Os Cariocas”, recebeu aqui um tratamento suingado, jazzístico, com um resultado impressionante. Não havia dúvidas, estava ali um potencial grande cantor. Comprei agora os CDs para ouvir de novo algo que não ouvia há uns bons 40 anos e confirmei que ainda gosto. Surpreendeu-me a voz jovem do cantor principiante. (Um parêntese, é um saco ser obrigado a comprar uma caixa de 8 CDs, ou como me aconteceu recentemente com Nara Leão, uma caixa de 14 — que não comprei).

O LP seguinte, o segundo da fase bossa nova, foi “A nova dimensão do samba”, de 1964. Arranjos de Panicali e do novato Eumir Deodato. Esse abria com “Nanã”, do genial Moacir Santos. Contava com “Só saudade” e “Inútil paisagem”, de Tom, “Rapaz de bem”, de Johnny Alf, entre outros. Acho que a faixa mais impactante era “Nanã”. Este disco confirmava o grande cantor. Simonal começava a ganhar a fama de melhor cantor da bossa nova, aproveitando-se da reclusão do papa João Gilberto, que raramente cantava. (Eu, que era fanático por João desde o 78 rotações com “Chega de saudade”, de 1958, só cheguei a vê-lo ao vivo lá por 1980.)

O terceiro LP foi “Wilson Simonal”, lançado em março de 65, menos de um ano depois do anterior, fato raro no Brasil. Novamente arranjos de Lyrio Panicali e Deodato. Para mim a faixa impactante foi “Chuva”, de Durval Ferreira e Pedro Camargo. Tinha ainda algumas músicas de Ary Barroso, outras de Carlos Lyra, Tom Jobim, e “Rio do meu amor”, de Billy Blanco, que Simonal defendeu num festival da época. E tinha, para choque dos fãs da bossa nova, uma canção que estava mais para rock do que para MPB, “Juca bobão”. Era o prenúncio da queda.

Deixando de lado tantos detalhes, Simonal gravou algum tempo depois disto uma canção chamada “Mamãe passou açúcar em mim”. A letra dizia mais ou menos assim: “Eu era neném, não tinha talco, mamãe passou açúcar ni mim”. A idéia é que o narrador tinha ficado tão doce que as mulheres, a vida inteira, corriam atrás dele. Um besteirol total, como letra e como melodia. Pois foi essa canção que levou o cantor para a popularidade com o grande público, fazendo com que chegasse a rivalizar com Roberto Carlos na preferência do público. Tinha nascido a pilantragem, nome que ele deu a esse estilo iniciado com “Juca bobão” e consagrado com “Mamãe passou açúcar…”.

Os amantes da música de boa qualidade ficaram chocados com esse barateamento de um talento e se afastaram de Simonal. Mas talentoso ele continuou. Não assisti à famosa cena em que, no Maracanãzinho lotado, ele colocou o público para cantar, em duas vozes, fazendo com que todos cantassem afinados e no tempo certo. Quem assistiu diz que foi impressionante. Mas assisti em 1970, e vi de novo agora em vídeo que está disponível no YouTube, ao dueto dele com Sarah Vaughan, transmitido pela TV Tupi. Em duas canções, “Oh happy days” e “The shadow of your smile”, o jovem cantor de 30 anos dialoga com uma das rainhas do jazz, de 45, de igual para igual, improvisando, variando, e sendo tratado por ela absolutamente como um igual. Novamente, é impressionante.
O crime

De repente Simonal sumiu. Parou de fazer shows, não gravou mais. Aos poucos os fatos se espalharam pelo Rio: Simonal seria dedo-duro do DOPS — o famigerado Departamento da Ordem Política e Social, para onde eram levados os presos políticos. Qualquer músico que tocasse com ele iria para uma lista negra e não tocaria mais. O cantor precisava no mínimo de um pianista, de preferência um baixista e um baterista também. SIMONAL NUNCA MAIS CANTOU. Sobreviveu mais de vinte anos sem poder cantar, até morrer de cirrose causada por alcoolismo. Eu me lembro do diálogo que tive com um amigo que tocava contrabaixo:

“É verdade essa história de dedo-duro?”, perguntei.

“Não tenho a menor idéia”, foi a resposta.

“Mas então por que você não toca com ele?”

“Porque se eu tocar com ele fico proibido de tocar, ninguém mais vai tocar comigo.”

A proibição foi 100% eficaz, e durou até a morte de Simonal.

Não vi esse novo documentário, mas li tudo que achei nos jornais sobre ele. Eis os fatos reais, de acordo com o relato de diferentes pessoas: Simonal achava que seu contador o estava roubando, e contratou dois meganhas para dar uma surra no mesmo. O surrado deu queixa na polícia e o cantor foi processado e condenado — entendo que não foi preso por ser criminoso primário. A história se espalhou e muita gente do meio musical cobrou de Simonal por que ele teria mandado dar a surra.

Acontece que os meganhas contratados por ele eram do DOPS, tinham feito um bico no horário de folga. Simonal, que tinha um lado infantil e mentiroso, passou a espalhar: “Ninguém mexa comigo porque eu tenho amigos no DOPS”. Essa mentira, somada ao fato de que o cantor era visto como favorável ao governo militar, fez com que alguma misteriosa entidade dona da verdade “politicamente correta” decretasse o banimento dele. Ninguém sabe, ninguém viu, quem era essa misteriosa pessoa, ou grupo de pessoas, que teve esse poder monstruoso: decretar a morte profissional de um grande artista. (Não me esqueço de que ele tinha prostituído seu talento, mas ouso pensar que quando essa moda idiota da “pilantragem” se esgotasse algum arranjador de talento o convenceria a gravar música de boa qualidade novamente. Que tal um disco Simonal/Luis Eça?)

Resumindo: um grande artista, aos trinta e poucos anos de idade, foi privado do exercício da sua profissão e de seu talento com base numa mentira sórdida. E o meio musical se acovardou e aceitou isso calado.

O que você acha de perseguições, como a de Wilson Simonal, baseada em divergências políticas? É razoável que a carreira de um artista seja impedida de continuar só porque os que dominavam o pensamento intelectual da época nao concordavam com as suas idéias?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

201 Opiniões

  1. Hugo. disse:

    Muita inveja do negrão porque ele tinha uma vóz insuperável e uma ginga maravilhosa.
    É só observar os comentários.

  2. anonimo disse:

    concordo amo muito

  3. Denise Gigante disse:

    Tive a honra de viver na mesma época de Wilson Simonal, um cantor dono de timbre e carisma insuperáveis. De toda a classe artística da época os únicos que ficaram a seu lado foram Erlon Chaves (um maestro de primeira)e o Cantor Ronnie Von (o único que nunca dependeu da mídia para viver, já era rico). O resto, os “ídolos” aproveitaram o episódio para se livrar de uma figura realmente talentosa. Ninguém fazia sombra ao vulcão em constante erupção que era Wilson Simonal. Um virtuose. Seus programas na TV era sucesso absoluto sem depender de convidado algum, ele era o sucesso. Sua voz dispensa comentários. Mas foi bombardeado vilmente por todo o meio artístico por inveja pura e simples e por aquele jornaleco de quinta que só servia para o sensacionalismo. Um pasquim na pior concepção da palavra. Viva para sempre Wilson Simonal porque o seu talento ultrapassa os limites da vida ou da morte. E muito obrigado pelas inúmeras horas de felicidade que sua música me proporciona até hoje.

  4. Amauri Francisco disse:

    Continua vivo e polemico.
    Viva Wilson Simonal !

  5. JACOB AUGUSTO SANTOS PORTELA disse:

    Mário Prata resumiu bem: Todo mundo foi anistiado menos ele. Sem nunca ter sido de direita ou esquerda, muito pelo contrário.

  6. Cristian Luna disse:

    Esse é um exemplo do que fazem com quem não compactua com o lixo das esquerdas e seu marxismo cultural. Os mesmos artistas ainda estão por aqui se dizendo lutadores da democracia.Alguem ainda acredita em esquerda???

  7. FRANCISCO AUGUSTO DE SOUZA disse:

    Viva Simonal. O maior cantor do Brasil e o mais invejado

  8. FRANCISCO AUGUSTO DE SOUZA disse:

    WILSON sIMONAL, SEU ERRO FOI PEITAR A MASSA BRANCA DA EPOCA. NEGRO NÃO TINHA VEZ E O SIMONAL PROVOU SEU VALOR DESPERTANDO A INVEJA E A IRA DAQUELE TALENTOSO CANTOR. OS FALSOS AMIGOS O ABANDONARAM , EXCETO JAIR RODRIGUES, RONI VON E NELSON MOTA, OS OUTROS FUGIRAM, DEIXANDO QUE O SENHOR E ATOR MARIO LAGO O DETONASSE . ESTEJA EM PAZ SIMONSL, POIS CONTINUAREI A TE OUVIR E ADMIRAR

  9. Leandro Santos disse:

    Para aqueles que escreveram aqui que Simonal era dedo-duro, apresente uma ÚNICA pessoa que foi dedurada por ele. Uma só!

  10. Maria isabel disse:

    Falar que ele era bom é chover no molhado..agora, “imprensar” Ziraldo para que fale o que realmente aconteceu ainda não vi ninguém com coragem….

  11. sand disse:

    Sinto falta dos nomes das pessoas que enterraram a carreira do Wilson Simonal. Acho tudo muito nublado sem ninguém que se responsabilizasse por isso. Em tempos de abertura e comissão das verdades eu gostaria que houvesse uma para esse artista tão injustiçado.

  12. Celia Marcondes disse:

    A triste história do Simonal deve servir, ao menos, como exemplo para que as pessoas que têm voz na mídia parem de jogar povo contra o povo, uns contra os outros. Isso sim é crime. Chega de instigar pessoas contra pessoas, rotular pessoas por crença, religião, partido político, cor, etc. Sim, a famigerada INVEJA deve ter sido o estopim de toda a história. Quero me solidarizar com a família desse magnífico ser HUMANO QUE FOI WILSON SIMONAL.

  13. ALBANY disse:

    Wilson Simonal na época era o cantor brasileiro de maior sucesso e com grande aceitação pública e com excelentes contratos publicitários. e tudo isso em volta do Simonal surgiu a tal famigerada INVEJA por parte dos cantores. pois não tinha nada pra ninguém. Acho que o episódio do seu ex. Contador foi o que os caras que odiavam o Simonal pegaram esse gancho e de no que deu. Pena, pois o povo Brasileiro perdeu um grande Cantor.

  14. Claudio Vargas disse:

    Veja… não vivi a época, mas creio que como homem feito e pretenso possuidor de sua sanidade intelectual, o artista, principalmente o artista, deve estar sensível ao contexto da história e seus agentes envolvidos. Agora…, o que dizer dos documentos oficiais do exército disponibilizados pela CNV!!!?? Além disso… há menção de seu nome no processo do episódio da “surra” de seu antigo contador. A conferir…

  15. EDISON GONÇALVES disse:

    Um crime pavoroso e continuado que teve como raízes a mentira, a inveja, a fofoca e a covardia. Inveja geral de um grande artista negro que reinava com seu talento, competência e simpatia. Mentira de pessoas inescrupulosas que deram interpretação e dimensão falsa a um ato equivocado de Simonal. Fofoca daqueles que, sem saber da verdade dos fatos, passaram a alardear essas mentiras, e, de tanto repeti-las, transformaram em verdade. O jornal “Pasqim” foi um desses protagonistas irresponsável de fofocas e mentiras. A covardia daqueles que, mesmo sabendo que tratava-se de mentira, foram fracos e participaram do boicote artístico e pessoal.
    Um dos episódios mais pavorosos já praticados contra um artista excepcional, talentoso, que cometeu um erro sim mas não aquele que lhe foi imputado! Só nos cabe lamentar, aprender a lição e procurar de alguma forma reparar o dano já que os familiares desse artista, como se percebe nitidamente no filme, até hoje sofrem as consequências desse triste fato.

  16. alex disse:

    Hi:
    Um cantor como Wilson Simonal nao havera outro como ele sera muito dificil .Nao entendo porque fizeram isso com ele.Nao sei se isso se chama um crime,racismo.O usaram muito bem.Nao tinha ninguem mas, ninguem que pudesse negar tudo isso,essa mentira que estava acontecendo com o Wilson simonal?
    E claro que foi mais que um crime.Deviam ter feito algo,para inocenta-lo.?Alguem devia ter feito justica,e nao deixar acontecer.Limpar o seu nome para voltar a cantar.
    Wilson Simonal foi ingenuo a respeito desse caso aontecido.
    Wilson Simonal sera lembrado por mim sempre.Ele era sensacioanl ,tao bom,que ninguem imagine.Quem viu um cantor ate agora como ele?

  17. Ana Maria das Neves disse:

    Acho um crime o que fizeram com o Wilson Simonal. Ele tinha muito talento e era invejado por muitos. Era injenuo também ao haver dito certas coisas como que tinha amigos no Dops. Ele veio da pobreza e chegou tão alto que não imaginou nas trampas que podiam estender para ele. O único que se pode fazer é comentar, investigar e limpar seu nome, homenageá-lo através de seus filhos, que eram muito queridos. Seus filhos são o que temos e em quem se pode investir carinho, homenagem etc.
    Nunca vou me esquecer que o Wilson Simonal me acordava com seu canto do Tributo a Martin Luther King e Meu Limao meu limoeiro. Ele cantava no Teatro Princesa Isabel. Eu era adolescente e morava no prédio al lado, no nono andar do 166.

  18. vaneska disse:

    É triste falar de alguma coisa que uma pessoa tenha feito sem provas concretas,pois até hoje só ouço dizerem que parece que ele era ,parece que foi assim ou assado,parece ,parece ,parece.
    Ninguém afirmou nada de fato.Acredito que as pessoas na época que vivenciaram o caso desse cantor,o qual eu gostava bem,deveriam esclarecer o que realmente houve para que não haja tanta especulação em cima do pobre que já nem está entre nós.

  19. Bernardo disse:

    Se ele fosse mesmo um cara da ditadura os militares o teriam blindado. Simonal foi destruído por esses que estão aí ganhando pensão do governo como perseguidos. Ele sim deveria ter sido indenizado.

  20. aloisio costa disse:

    Realmente,mataram o cara ,não procuraram saber se era realmente verdade o que falava a seu respeito.O Ziraldo e o jaguar ,admitiram que exageraram fazendo aqula campanha contra o Simonal através daquele jornal infeliz que era o pasquim que graça a DEUS,não existe mais são dois idiotas e naõ merecem qualquer respeito ainda bem que eu nunca li aquela porcaria de jornal e com aquilo mataram também o Érlon chaves grandes maestro eapero que eles descansem em paz

  21. Leila disse:

    Só sei que quem mais perdeu lamentavelmente fomos nós!!! Uma voz belíssima!!!( Eu curto sempre que posso)
    Cheio de carisma… Lamentável!!!!

  22. Rômulo Daniel disse:

    É DIFÍCIL ISSO CONTINUA TUDO NO BRASIL QUE É DIFERENTE É MARGINAL AINDA MAS SE VIER DA CLASSE DITA C
    ASSIM FOI COM A PILANTRAGEM DE WILSON SIMONAL ,E ASSIM É COM O RAP,HIP HOP,RAGGAE,E O PROPRIO SAMBA

  23. Felipe Taborda disse:

    Fecharam os ouvidos do Brasil para um músico extremamente gabaritado, mas ainda dão espaço p/ um Belo – vai lá entender.

  24. Maria disse:

    todo mundo sabe que é preciso ter padrinho/madrinha pra fazer sucesso no Brasil. Não é por nada, gosto do Gilberto Gil, mas a filha dele é uma nula, e tá na mídia. A Sandy tb, é simpática, era boa para adolescentes, mas agora, não dá. Gente que nem o Chico Buarque, que não tem a mídia sobre ele, sumiram, também. Enquanto o R. Carlos fica todos os finais de ano na nossa tv, com aquele “especial” insuportável e pegando as menininhas (depois de todo o drama que fizeram na morte da mulher dele; só faltava ele se jogar pra ir junto na época).
    O meio artístico é muito corrupto, muito egocêntrico, muito arrogante. Quem destoa disso fica no esquecimento. Mesmo que muitos lutaram contra a ditadura, e alguns mais por rebeldia do que por vontade de melhorar o país (porque nada fizeram depois,nem para a música), não deixam de entrar nesse time.

  25. antonio carlos margalho silva disse:

    Assistindo ao documentário no Bio.com, percebo que pouca coisa mudou no cenário musical. E no Brasil também. Vemos artistas que começam a surgir expontaneamente e crescer no cenário local e regional. Começam a fazer sucesso e a incomodar “dinossauros” presentes desde a época da ditadura. Para alcançar os grandes meios de comunicação, tem que se submeter à cartilha de submissão e puxar múmias em seus novos sucessos.
    A REDE GLOBO, subserviente ao regime militar (com o qual se alinhou para poder monopolizar a comunicação no Brasil), sempre ditou o que podia e o que não podia. Até mesmo a união homossexual só ganhou corpo depois que muitas novelas quase que mostraram relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.
    O povo continua igualzinho ao da década de 70: vai de acordo com o que a mídia fala que é verdade. São alienados pela televisão e não tem opinião própria. Não vivem, vegetam.
    E ainda tem muitos imbecis que sonham com o retorno da ditadura.

    Simonal foi vítima de um sistema que não poupava e que não perdoava que alguém vindo da base da pirâmide social subisse e ficasse acima de quem sempre viveu em berço dourado. E os covardes da época (Roberto
    Carlos, Erasmo Carlos, Pelé, etc.) continuam aqui, se aproximando de quem está fazendo sucesso para perpetuarem seu “reinado”…

    E quem comentou abaixo que ele era informante do DOPS, vá pesquisar, imbecil. Não acredite no que o seu pai ou sua mãe lhe contou. Se eles mentiram para os pais deles quando se encontraram no matinho, imagine para você…

  26. DAVID JOSE disse:

    PELO DOCUMENTARIO
    O SIMONAL PARA MIM FOI UM ARTISTA “NATO” “PURO ” E COMPLETO, O QUE INCOMODOU NA ÉPOCA TURBULENTA E REPRESSORA: QUE UM PRETO SEM EDUCAÇÃO NEM CLASSE SOCIAL SE TORNASSE FAMOSO RICO E COMEDOR DE BRANCAS POR EXEMPLO, SOFREU DAS PIORES REPRESSÕES HUMANAS: PRECONCEITO – RACISMO – INVEJA – COBARDIA – FALSIDADE – ABUSO – ELE ERA HUMANO COMO QUALQUER INDIVÍDUO COM DEFEITO, NÃO ME EXPLICO DE ESSE OSTRACISMO AGORA EU PERGUNTO QUEM FECHO ELE, ELE MESMO OU OS OUTROS O FECHARAM E UMA HISTORIA QUE DEVERIA SER ESCLARECIDO TOMARA CONTINUE POR QUE PARA MIM E EXEMPLIFICADORA CURIOSA E BONITA. PRAZER EM TE CONHECER SIMONAL OK…

  27. André disse:

    Hoje sabemos q ele ñ tinha relação c os militares ao contrário de Roberto Carlos q era intimo e foi tão poupado pela classe artística q com o negão eles praticaram a maior covardia da história da MPB…. Que vergonha, fogueira das vaidades!!!!

  28. pida lima disse:

    UM BANDO DE COVARDES!!! TEMOS QUE TOMAR MUITO CUIDADO POR QUE ELES AINDA ESTAO POR AI !

  29. Zenildo Tabosa Viana Filho disse:

    Eu assisti ao documentário, um primor. Um tremendo de um cantor. Eu desafio aos covardes que o acusaram, de provar que ele era dedo duro. Na época meu pai era militar da Aeronáutica, algumas coisas vinha à tona, como a morte do Stuart Angel, ficamos sabendo quando ele morreu, sempre tinha alguém que contava. Mas na maioria dos casos era tudo secreto, nem mesmo os militares que não estavam envolvidos com a repressão podiam entrar nesses órgãos. Até hoje não apareceu um FILHO DA PUTA pra confirmar que foi dedurado. Quem pode provar que ele dedurava? NINGUÉM PODE!!! ISSO NÃO TEM LÓGICA……O PROBLEMA É QUE O BRASIL SEMPRE FOI UM PAÍS RACISTA, O SIMONAL FOI O MAIOR CANTOR DO BRASIL, TINHAM INVEJA DO TALENTO DELE, NINGUÉM FAZIA O QUE ELE FAZIA. E o meio musical o abandonou, porque na maioria são um bando de puxa-sacos que tinham inveja do talento dele e metidos a comunista. COMUNISTA, NEM PRA ISSO O BRASILEIRO SERVE.

  30. tom disse:

    Eu era uma criança na época mas vendo essa história penso que ele mesmo decretou seu fim. Pra mim ele era um desinformado social que pensava apenas em gastar dinheiro e tomar cachaça como 80% da população do Brasil e que morreu como um peixe, pela boca.
    Eu não tenho dó de ninguém porque ninguém é inocente e curto titãs “bichos escrotos” é o que somos.
    Negão burro foi o que ele foi, porque na pele dele eu teria me mudado para os EUA, feito sucesso lá e dado uma banana pra todo mundo aqui, direita e esquerda. kkk

  31. sergio araujo disse:

    e uma pena o que fizeram com o simonal no fundo ele morreu de desgoto

  32. aloisio disse:

    realmente o que fizeram com o Simonal ,foi muita covardia me lembro de uma entrevista com o tim maia e no ar ele pediu para pararem de fazer aquilo com o Simonal pois ele já tinha pago pelo que fez mais continuaram a fazer espero que ele descanse em paz e tem os seus filhos o simoniha e o max mandando ver herdaram o talento do pai

  33. José disse:

    Aceito como verdade toda a narração, e sei que naquele tempo, todos os “governamentalmente” envolvidos sentiam-se poderosos e livres para “executar” crimes improváveis, assim como, hoje, muitos que detêm o poder legislativo, formulam e firmam “crimes” contra a “sociedade”, utilizando formatos de lei, juntamente com uma multidão de hipócritas interesseiros que os apoiam !

  34. ronie teixo disse:

    wilson simonal o maior cantor de todos os tempos… a mentira e inveja venceram, mais seu talento esta vivo, para sempre…

  35. aloisio disse:

    tenho muitas saudads do simonal certa vez vi uma entrevista do nosso saudoso tom maia ele pediu que parassem de fazer aquilo com ele pois ele ja tinha pago pelo que tinha feito e ate hoje não apareceu uma pessoa sequer que tenha sidi delatada por ele o zialldo jaguar e outros foram muito covardes em destruir a imagem de uma pessoa

  36. katia disse:

    somente: nojo

  37. Genilson disse:

    Creio que ele mexeu com o orgulho de uma raça e classe dominadora
    causando inveja ha muitos, (Sistema/mídia corporativa)
    Eles costumam classificar e manchar um histórico de quem compromete
    seus interesses.
    Wilson se foi mas descansa deste Mundo sujo onde as classes desfavorecidas
    sofrem e são obrigadas a consumir e viver do jeito que eles querem.
    Valeu quem escreveu.
    Um abraço para os filhos deste homem com uma vós maravilhosa.
    …Vocês também são muito bons.

  38. Creusa Maria Oliveira Santos disse:

    AGIRAM COMO UNS HIPÓCRITAS,LUTAVAM CONTRA UM REGIME MAS O USARAM PARA CONDENA -LO,FORAM TÃO DITADORES QUANTO O REGIME, TORTURARAM-O,BANIRAM,JULGARAM,E O CONDENARAM ,SEM DAR A ELE A CHANCE DE SE DEFENDER,E SEM TER A CERTEZA DOS FATOS,E FORAM AS PRÓPRIAS PESSOAS QUE DIZIAM SER SEUS AMIGOS,ISSO E´O QUE MAIS MIM CHAMOU A ATENÇÃO,DE CERTA FORMA ENTERRARAM UM GRADE ARTISTA AINDA VIVO,E QUEM FEZ ISSO DEVE SER ALGUÉM QUE ESTAVA SE SENTINDO OFUSCADA COM O SUCESSO DO WILSON NA ÉPOCA,POIS ERA UMA ÉPOCA DE LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA E SALVE-SE QUEM PODER,ENTÃO TRATARAM DE TIRAR PROVEITO DA FRAQUEZA E FIZERAM ESSA SACANAGEM SABENDO QUE ELE SERIA UM GRANDE CANTOR!

  39. Creusa disse:

    Na minha opinião não deveriam agir dessa forma com ele,pois agiram como ditadores,hipócritas ,lutavam contra um sistema, mas o usaram pra punir ao outro,foram tanto quanto ditadores,nem deram chances a ele de se defender , o torturaram,prenderam ele,impedira a ele de trabalhar,de ser feliz,quem contribuiu com esse absurdo talvez tenha sido alguém que sentia que ele seria um grande cantor, e que na época ofuscaria a outros,então se aproveitaram da fraqueza dele e o condenaram.

  40. Luiz Trindade disse:

    Simonal deve ter sido dedo duro, sim,. Colegas seus afirmam isso. Logo, mereceu o ostracismo, afinal a deduragem significava á época prisão e tortura.

  41. Manuela Caroline disse:

    Como disse o Bone, no documentário: “Simonal, nunca foi julgado e vaiado pelo seu público, ele foi julgado e condenado pelos seus colegas de profissão”.
    Sabe, eu sinto uma tristeza enorme, só de imaginar o que Simonal, passou por 20 anos, e fico mais triste ainda pelo fato de que NENHUM…. NENHUM, de seus colegas tenha dito o contrário, tenha ao menos lhe dado apoio ou ajuda!
    Me atrevo a falar do racismo, pois sim, ele estava presente nisto tudo obviamente, digo mais ainda que se fosse qualquer cartor branco e burguês de merda, a história teria sido muito diferente!
    Ao contrário do que muitos pensam e dizem, creio sim que deve-se falar do que aconteceu com Simonal, é claro, devemos lembrar do belíssimo cantor e encantador que ele foi, mas não podemos nos esquecer jamais o que fizeram com ele, pois isso seria uma vitória para aqueles que o esqueceram!

  42. jose carlos silva santos disse:

    ACONTECE QUE SIMONAL GERAVA MUITO CIUME EM CANTORZINHOS FRACASSADOS DA EPOCA E TB.EM ALGUNS PSEUDO JORNALISTAS,COMO AQUELE TAL DE ZIRALDO DO PASQUIM, QUE RECEBEU UMA VULTOSA GRANA DO GOVERNO ATUAL COMO PERSEGUIDO POLITICO, QDO,NA EPOCA APENAS METIA O PAU NO REGIME MILITAR PARA APARECER,PQ,O REG.MILITAR PODE NAO SER O IDEAL, MAS NA EPOCA NAO HAVIA TANTA ROUBALHEIRA COMO TEM HOJE NO PAÍS. MIL VEZES MAIS DO QUE NAQUELA EPOCA. POIS ESSE CARA E MAIS OUTROS COVARDES,DECRETARAM A MORTE DE UM CANTOR DE TALENTO, QUE HAVIA COLOCADO NO BOLSO TODOS AQUELES CANTORZINHOS DE MERDA QUE HAVIA E AINDA EXISTEM NA MPB. POIS É, A INVEJA MATA

  43. Paulo Amaral disse:

    Um absurdo, um artísta genial ser silenciado, apagado, ter sido tornado invisível pelo poder da mídia. O maior crime é que além de tudo Wilson Simonal era inocente. Esse crime ficou irreparado até hoje. O brasil é culpado pela morte do seu maior talento musical.

  44. jose chafik correa chama disse:

    De fato.Concordo ser wilson Simonal um grande artista. Assisti a materia (tv brasil). Onde diversas personalida-des, tais como Chico Anisio, Pele, Ziraldo, Arthur da Tavola entre outros, mais os filhos e a viuva do cantor. Prestei muita atenção no depoimento do contador (Rafael Vivianni). Todos com exeção do contador deram o seu depoimento
    favoravel a Simonal de uma maneira bem discreta.A mim não me convenseu. Alias toda a materia em seu desenrolar
    procurando isentar este elemento de ser no mundo artistico de então dedo dura a serviço do DOPS, mais confirma do
    ue desmente a sua participação na queles acontecimentos horrorosos. Dizer que este sujeito era mentiroso ingenuo
    procurando de certa forma isenta-lo de sua participação na queles fatos e pura comisseração ou um falso arrependi-
    mento. Wilson Simonal foi sim informante do DOPS e pagou o preço merecido de sua colaboração com o regime dita-
    torial. Lamento apenas que outros elementos deste mesmo regime (torturadores, ex governadores, empresarios do-
    nos de grande jornais estao ai livres leves e soltos).

  45. wedson disse:

    Grande historia que, ao meu ver, merece um filme.
    Por conta de politicos da epoca, que acabaram com sua vida…

  46. Genilson Souza disse:

    E eles criticam a ditadura. Rebanho de hipócritas.

  47. mario marliere disse:

    Muito real e verdadeira a dissertação do autor sobre o Simonal. Morei em S. Paulo por varios anos e tive a felicidade de ser vizinho e amigo desse ícone da MPB, com o qual convivi quase dia a dia, inclusive frequentando sua casa e conhecendo bem seus filhos e esposa. E tambem companheiro de COPO

  48. Alessandro disse:

    Parabéns pela ótima análise efetuada em relação a trajetória de Wilson Simonal , sem dúvida nenhuma , um grande ícone da música brasileira , um dos primeiros cantores negros brasileiros ( se não o primeiro ) , a levantar a voz contra o racismo social , pedindo……simplesmente, ser tratado como igual … Graças a DEUS , não vivemos na época da DITADURA , época em que muitos foram mortos ou ficaram desaparecidos , e outros como Wilson Simonal , forçado pela mídia da época , a ficar recluso no OSTRACISMO…………Alessandro 22/11/2012

  49. cristiane rabelo disse:

    Muito bom o documentário que passou na tv paga. sempre ouvi falar de Wilson simonal, mas nunca soube desta fase que destruiu a sua carreira e vida.Pelo que vi e ouvi , muitos se acovardaram , e a bomba explodiu, mas só atigiu um homem,ou melhor uma familía .

  50. antonio jacintho dos santos junior disse:

    Assisti o documentário ontem pelo Canal Brasil ( Cabo) onde fiquei encantado com a carreira fenomenal deste artitsta que mudou a maneira de cantar e hábitos das pessoas, a abertura do show do Sergio Mendes com mais ou menos 40 mil pessoas cantando la la la la , meu limão meu limoeiro, e por uma invantilidade gerou uma polêmica sem fim comprometendo não só ele como toda sua familia, que por sorte tinham muito talento para seguir em frente.
    Sou Coordenador em Call Center de atendimento a clientes e sou responsável por varias familias que buscam o sustento dia a dia, e o que tirei de lição e que devemos cuidar sempre da nossa aparencia e sempre que acharmos que tem alguém nos prejudicando temos que ter a cautela para decidirmos o melhor caminho e não se arrempender depois.
    Por Antonio Jacintho dos Santos Junior 21/11/2012

  51. Vinícius Bertoletti disse:

    Excelente artigo, mas não tem assinatura.
    Quem é o autor?

  52. PAULO ALENCAR disse:

    Ei saí mais uma injustiça da famigerada democracia comandada por um bando de artistas despeitados como chico buarque, gilberto gil e caetano veloso, assassinaram Wilson Simonal em vida, VERGONHA!!!

  53. Alfredo Lopes da Silva disse:

    Acho de uma covardia sem tamanho julgar e condenar um cantor de tamanho potencial e deixá-lo morrer aos poucos por depressão e consequente alcoolismo.Não haviam provas que pudessem condená-lo daquela forma.Prova de que neste País impera o poder das elites que se escondem atrás do nojo do rascismo, que em pleno século 21 ainda insiste em dar o tom manchando a sociedade brasileira.

  54. Leandro Lemes disse:

    O CASO É UMA INFÂMIA NA IMAGEM DOS ARTISTAS E DA IMPRENSA NO BRASIL,mostra que a grande desigualdade que nos cerca tem barreiras intransponíveis,a exclusão do artista negro,demonstra a fraqueza do caráter das elites no Brasil,que nunca aceitaram uma interação racial no país.

  55. David Bezerra dos Santos disse:

    __A minha opinião é que Wilson Simonal foi vitíma da inveja e do racismo, Uma cara negro morando numa cobertura em Ipanema,com três carros mercedes conversível cheio de mulheres tirando onda ,aí um monte de branquelo racista não aceitava isso,porque naquela época negro tinha que ser tratado como escravo,e até hoje aqui no Brasil tem pessoas que são racistas. Devem ter desviado dinheiro dele,para ir a falencia aproveitaram a ingenuídade dele, E o que ferrou ele maís ainda foi a emprensa, uma mentira corre mais rápido do que a verdade,eu aposto que alguém recebeu alguma grana por baixo dos pano para acabar com a carreira artistica deste nobre cantor e compositor Wilson Simonal,cade os amigos artistas para apoia-lo quando ele mais precisava,agora fica um monte de artista daquela época elogiando ele que era isso que era aquilo. Por isso que eu digo, AMIGO É MEU PAU,PORQUE DORME PERTO DO MEU CÚ E NÃO ME COME,MAS AINDA FICO DE OLHO.

  56. lucimara correa disse:

    Simonal pisou na bola, ok. Mandou dar uma prensa no contador, que o tinha emgabelado. Foi ingenuo. Tinha sim tendencia direitistas , mas como ele muita gente no Brasil tinha e tem até hj. O que eu acho que matou o Simona foi que ele arrumou briga com diretores da globo e publicitarios importantes no meio musical, tomou um gelo numa epoca que os grandes veiculos de comunicação dominavam (ainda hj com apesar da força da internet dominam) o que o grande publico iria ouvir.
    Simonal era “amigo dos homi”? Muita gente da classe artistica na época também era. Os guardas que levarao o tal contador nunca foram punidos, Simonal foi ate a morte.
    Usaram esse fato pra colocarem o negão de nariz em pé no seu devido lugar. Muitos musicos se calaram por serem covardes, medo de serem queimados nos grandes veiculos de divulgação por se alinharem a ele, e assim decretaram a morte de um grande artista.
    A classe artistica que se dizia tão engajada a ponto de renegar um irmão musico, em nhnhum momento fez boicote a Globo uma das grandes colaboradoras e a que mais cresceu no periodo de ditadura. Por acaso alguns dos nossos queridos artistas da MPB fizeram boicote a mesma? Não, não so culpo queriam sobreviver.
    Simonal também!!!!!!! Mas nessa ora todos enrolaram seus rabos e se omitiram vendo apenaso que lhes convia. Simonal nunca deletou nenhuma pessoa. Mas era melhor se dizer a favor daquele linxamento moral que se aliar a ele e ver sua carreira profissional morta também.
    ENTÃO MEUS AMIGOS, A HISOTRIA DO SIMONAL É A MAIOR VERGONHA E A MAIOR COVARDIA QUE JA EXISTIA NO NOSSO MEIO ARTISTICO, POR ISSO HJ OS MESMOS QUE O MALHAVAM OU MUDAM O DISCURSO OU FINGEM QUE NAO O FAZIAM OU AINDA OS PIORES AINDA TENTAM VALIDAR O QUE FIZERAM.
    QUEM PERDEU FOI O BRASIL QUE PERDEU UM DOS MAIORES MUSICOS QUE JA TEVE.

  57. carlos alberto guglielmelli viglioni disse:

    Carlos Alberto Guglielmelli Viglioni :WILSON SIMONAL FOI PARA MIM O MAIOR CANTOR DE TODO O PLANETA.O SEU PONTENCIAL MUSICAL ERA INCONFUNDÍVEL .O SOM TRÊS QUE O ACOMPANHAVA FOI TOTALMENTE INFLUENCIADO MUSICALMENTE POR ELE EM ARRANJOS HIPER AVANÇADOS .CONSIDERO O SIMONAL SUPERIOR A SAMMY DAVIS JUNIOR QUE ERA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA DO NORTE(PRIMEIRO MUNDO).ERA UM FENÔMENO,O PELÉ DA MÚSICA EM TODO O PLANETA.QUANTO AO LADO POLÍTICO:TODOS OS CANTORES(GERAL) TINHAM UMA GRANDE INVEJA DO SEU SUCESSO, PORTANTO NÃO HAVIA INTERESSE EM APOIA-LO.QUANTO AO LADO IMPRENSAS EM GERAL ,POR QUE APOIA-LO SE SEMPRE ESTÃO DO LADO DO VENTO FORTE ONDE INTERESSE FALA MAIS ALTO.O BRASILEIRO EM GERAL PRECISA DAR VALOR AOS ÍDOLOS EM VIDA E NÃO APÓS SUA PARTIDA DEFINITIVA.LEMBRO-ME QUE A BOSSA NOVA ESTAVA DESAPARECENDO E AÍ APARECEU O HIPER SIMONAL LEVANTANDO-A NOVAMENTE COM SEU DOMÍNIO RITMO ESPETACULAR.PARA ENCERRAR:ELE É O MAIOR DA MUSICA EM TODO O PLANETA, COMO O PELÉ É O REI DO FUTEBOL EM TODO O PLANETA E PONTO FINAL.

  58. iago disse:

    foi um assassinato mesmo que fizeram com um grande cantor

  59. iago disse:

    viva o verdadeiro rei da musica popular brasileira

  60. Andylson Dias disse:

    Fui amigo e fã incondicional desse show-man conhecido por Wilson Simonal e conheço a fundo a historia que tem muitas mentiras e contradições. Simonal foi julgado e condenado por um monte de coisas que muitos fazem e nada acontece. Muitos foram os que pediram a cabeça desse grande artista e o levaram ao esquecimento. Sem dúvida, todos os músicos que conheço são unânimes em dizer que jamais ouve um cantor com as qualidades do Wilson Simonal e provavelmente não haverá. Organizei um 1990 um show para ajudar Lucio Alves aqui no Rio, e apesar das dificuldades que passava ele se prontificou e veio para o Rio para participar, num ato de amizade e caridade. Dormiu em minha casa e ali já percebi o inicio de sua doença. Até hoje sinto tristeza de me lembrar o que fizeram com meu amigo. Nesta noite ele me contou muitas historias que guardo até hoje. Quem perdeu com tudo isso foi o nosso povo que não pode desfrutar de um talento tão especial.

  61. epitacio felix da silva disse:

    acho ridiculo uma pessoa com talento imenso,ser ipedida de cantar com voz linda,pois este foi um periodo negro de nossa historia, pois ele estava levando o nome do Brasil, ate o exterior devido este canalha e algumas pessoas que abadonaram este amigo,na hora que ele mais precisava de apoio as pessoas que estava com ele, se afastaram, são tudo um covarde sem alma são uns mostros..

  62. Larissa disse:

    O maior problema foi a imprensa que viu seu lucro no fato de não mostrar de verdade como os fotos ocorreram, “sugaram’ ao Maximo, e quando não os importava mais, deixaram de lado sem ao menos prestar esclarecimentos. Vimos um cantor que em plena época de ditadura fez pessoas sorrirem e acreditarem que moram num pais tropical, e essas mesmas pessoas foram as responsáveis por sua infelicidade e morte!

  63. debora disse:

    Sou estudante do Servico Social e estou fazendo uma pesquisa no periodo da ditadura, e lembrei da historia do Wilson Simonal, e cheguei até este texto (acima). Atraves do meu curso de graduacao, sei a heranca cultura que temos no Brasil, uma delas, muito grave é a questao do negro. Sera que com o exuberante talento do Simonal, nao foi criada essa situacao para tira-lo da fama! Sera que ousou demais! Enfim, nao sabemos o que realmente aconteu, pois sabemos que no periodo da ditadura, vinculava-se o que eles queriam. Uma pena perdermos um artista desse patamar!!!!!!

  64. Paulo Brites disse:

    A pior coisa que acontece no comunismo (esquerda) não a brutalidade e sim, a mentira, eles os comunistas, odeiam a verdade a não ser quando essa os favoreçe porém, em regra eles criam histórias fictícias para justificar seus atos; da mesma forma como até hoje existe o mito que durante o regime militar, eles (comunistas) lutavam pela democracia.

  65. Roland Scialom disse:

    1. Simonal deu uma tremenda mancada quando decidiu resolver na porrada o problema com seu contador. Se ele tivesse um pouco de cabeça e não devesse nada a ninguém, ele podia ter recorrido aos meios legais para dar uma prensa no seu contador. Muitos advogados aceitariam essa tarefa na época que Simonal estava por cima, e ganhariam a causa fácil porque Simonal era muito popular. E mesmo que o contador tivesse sumido com o dinheiro, Simonal era tão popular que poderia ter anunciado o furto e dado um concerto beneficiente para ele mesmo. Este concerto ressarciria sua conta bancária e todo mundo estaria feliz.
    2. O assassinato de Simonal foi possivel porque o universo da música no Brasil era muito pequeno. O boato se espalhou depressa e não havia espaço suficiente nesse universo para ele sobreviver com o estigma que puseram nele.
    Lembram do drama vivido pelos donos da pre-escola na cidade de São Paulo que foram acusados injustamente de abusar das criaças? Essa boataria acabou com o negocio dele e os derrubou moralmente. Os boateiros nunca foram incriminados.
    3. Simonal devia ter dado a volta por cima e saído do país para fazer carreira no exterior. Ele tinha talento para vencer no exterior e uma vez passada a boataria ele voltaria de vez em quando nos visitar para nos alegrar com seu talento.

  66. marxo disse:

    é uma pena ver um brasil intolerante, rancoroso, hoje isto não passaria de uma nota pra ler na net, nada mais, ninguem tem esse direito e o pior que muitos artistas se acovardaram por medo ou preconceito.

  67. Papa Jojoy disse:

    Os chamados “intelectuais da época” formavam o bando de subversivos comunistas que buscavam dominar o cenário brasileiro. E comunistas têm por dogma juntar-se para destruir. Podem destruir qualquer um, inclusive seu próprios companheiros, em caso de algum eventual questionamento doutrinário. Daí, acabaram com Simonal, como acabariam com o Brasil, não fosse a oportuna intervenção das Forças Armadas patrióticas.

  68. Eduardo Sarquis Soares disse:

    Acho que nem tanto ao mar nem tanto à terra. Simonal cometeu um crime do qual nunca se retratou. Ao que me consta, nunca pediu perdão pelo que fez. Entregar um sujeito nas mãos de agentes do DOPS naquela época era sujeira demais da conta. E certamente, como ocorreu, Simonal não seria punido pelos meios oficiais. Ele mesmo cavou sua desgraça, ele tinha de assunir a responsabilidade pelo que fez. Como não seria punido oficialmente, uma parcela importante da população o condenou ao ostracismo. Houve racismo nisso? Claro que deve ter havido; mas o motivo foi dado pelo Simonal. Contudo, sua desgraçada história não impede que se reconheça que o cara tinha um talento excepcional. Só que, no auge do sucesso, ele perdeu a noção “política” do país onde vivia.

  69. Cesar Saldanha disse:

    Infelizmente, como você disse, Simonal foi traído pelo seu próprio estado de espírito, usando da brincadeira e da mentira acabou entregando a pá que faltava no seu enterro cultural. Invejado por muitos por ser bom no que fazia, e pelo fato de ser negro, foi execrado por todos que o invejava naquela época. Só que a história registra os bons, e Simonal foi o maior que já existiu de todos os tempos, pois não havia estilo musical mque o derrubasse, e isso faz a diferença. Como já disse Billy Blanco em seu Canto Livre: ” E um cantador não pára, só morrendo, Porque a canção revive sua memória E ele renasce a cada momento, Porque seu canto já faz parte da História”. Simonal ficará eterno e os poderosos nem sabemos quem são.

  70. Gustavo disse:

    Inocente ou não, dedo-duro ou não, mentiroso ou não, o Brasil só teve a perder com o fim do canto de Wilson Simonal de Castro.
    Desde que ouvi pela primeira vez o homem cantar, apaixonei-me pela voz dele e pelo jeitão debochado e espontâneo de cantar e falar na música, coisa que ninguém, nem antes nem depois dele, soube fazer tão bem e tão originalmente.
    Sambista e um misto de todos os ritmos, era um expoente não só da MPB. Também era um dos raros cantos alegres da negritude, que sempre foi levada em plano inferior no Brasil (a despeito de se dizer que o Brasil é um país destituído de racismo). E talvez por ser negro, bem sucedido, querido pelo público e pelas mulheres, tenha despertado aquele velho rancor secular, e a ideia que o estrelato não deveria ser para um daqueles que há menos de cento e cinquenta anos era um peão, sem direito algum, um reles escravo.
    Sem levar em conta denúncias que nunca puderam mesmo ser atestadas, e sem levar em conta o racismo (que sem dúvida contou pra sua derrocada), o Brasil sem dúvida ficou mais triste após Simonal ter parado de cantar, e após ele ter perdido a alegria e expansividade que tanto o caracterizavam, e que fizeram o máximo pra abafar, pra sufocar.
    Não sei se ele era um cafajeste ou não, mas privar um homem da alegria de viver foi um crime muito maior que qualquer outro que Simonal tenha cometido. E privar o Brasil de uma voz e de um suingue como o dele foi um crime que ultrapassa as raias de qualquer besteirada que digam sobre a vida pessoal do maior cantor brasileiro e showman de todos os tempos.
    Simona, sou seu fã incondicional, e onde você estiver, negão, sempre me lembrarei da carioquice, da pilantragem, da alegria, do samba e da picardia do seu cantar, que jamais será igualado. Falei e disse.

  71. ronaldo disse:

    Saudaçoes, tenho 58 anos de idade, sou musico, ouvi WS pela 1a. vez no America Futebol Club RJ com 08 anos, naquele tempo era um excelente club, aquele som mexeu comigo era diferente dos outros , eu não tinha a menor noção do que era musica, arranjo, melodia , harmonia, fiquei encantado, aquilo mexia comigo, uma criança, eu parava de brincar para prestar atenção, na voz, no ritmo, eu não sabia o que era, mas era legal. De repente não ouvi mais, um passe de mágica, parou, ficou o vazio, a ausencia daquele swing que me alegrava. Depois de alguns anos, mais velho, tomei conhecimento do ocorrido, pode ser até, não sei, que WS tenha errado, mas não o tanto para que o assassinassem artisticamente, praticamante não houve julgamento nem defesa, vejo tantas coisas mil vezes pior e nada acontece. Dizem que a inveja mata, pois é, o artista morreu, ficou o homem, que só encontrou descanso na bebida que o levou para sempre. Que pena!! Hoje presto uma humilde homenagem ao negão cantando algumas de suas musicas que tanto me alegraram um dia e por certo me alegrarão para sempre.

    sim sou negro de cor, meu irmão de minha cor
    o que te peço é luta sim luta mais, que a luta está no fim …..

  72. Leandro disse:

    Foi uma verdadeira falta de humanismo para com um grande artista. O que fizeram com ele não se faz nem com cachorro. Quando ele mais precisou grande parte dos supostos amigos virarão as costas. Foi lamentável esse fato.

  73. JOAQUIM DE A. COSTA disse:

    PODEM ME DIZER OS NOMES DOS PREJUDICADOS ,PELO SIMONAL.
    A VERDADE QUE SIMONAL ERA BOM DEMAIS,CAUSOU INVEJA A MUITA GENTE.O CARA CHEGAVA A FAZER MAIS DE 300 SHOWS POR ANO, MUITA GENTE FICOU COM INVEJA.E PARA
    PIORAR ,ANDAVA DE CARRO IMPORTADO ,E COM LOIRA DO LADO.NUM PAIS RACISTA ,PRETO COM DINHEIRO,SAINDO COM LOIRAS,ARRUMOU UMA TREMENDA DOR DE CABEÇA.

  74. Renato Oliveira disse:

    He,he,he… Se gabava de ser “amiguinho” das bestas feras do DOPS? Queria fazer justiça com as próprias mão mandando surrar seu contador? Atitudes típicas de “cupincha” da ditadura. Onde há fumaça,
    há fogo! Além do mais, aquelas famigeradas
    musiquinhas “água com acúcar” não fazem
    falta nenhuma nos anais da MPB, que está
    melhor representada por Chico, Caetano,Gil,
    Milton, João Bosco, Alcione, Simone, Etc.

  75. Balduino disse:

    O caso “SIMONAL” é mais um caso desses em que a esquerda pode ser tão cruel quanto a direita desses governos autoritários. Ele foi um culpado ingênuo,vítima do regime e de seus colegas de profissão que o fritaram. Ambos viraram as costas a ele após o episódio DOPS/CONTADOR. Além de ser um artista de grandíssimo talento e negro(incomodando muita gente)cometeu um erro gravíssimo e caiu em desgraça. SIMONAL,um dos maiores talentos que aqui passou………….

  76. pedro junior disse:

    É lamentável a perda de um artista do calibre de Simonal, porém ele não foi nenhum santo…se não foi preso pelo crime que cometeu (manda surrar seu contador), alguma pena teria de ter…

  77. Carla disse:

    Com certeza o maior motivo dessa perseguição foi o fato dele ser NEGRO.Com todo seu talento,carisma,como que essa burguesia iria suportar o fato de o maior ARTISTA DO BRASIL,naquele momento,NEGRO, “fosse o cara”.Fiquei muito admirada de um jornal como o Pasquim,que se dizia ser “liberal,sem preconceito”contribuise para esse massacre que ele sofreu.

  78. Greg Ruhena disse:

    A Classe artística que se diz tão unida, não procurou saber quem estava falando a verdade ?
    Já foi julgando e condenando sem apurar os fatos ? Acho isso muito estranho, principalmente se tratando da época em que a história se deu. Acho bacana o movimento que o Max de Castro e o Simoninha fizeram para resgatar o trabalho do pai deles, porque como artista e showman Simonal é incomparável. Mas é assim mesmo, Cássia, Raul só foram homenageados e idolatrados depois de mortos, assim como o nosso querido Simonal.

  79. Luiz disse:

    Na minha opiniao faltou verdadeiros amigos colaborarem com o Simonal. Pele foi um deles. Porque nao mandaram para fora do Brasil, trabalhar na Europa e EEUU. Ele era uma pessoa integente mas de pouca cultura. Esse tipo de pessoa precisa de uma guia um instrutor para comandar a sua vida. O dinheiro descontrola as pessoas. O Brasil gosta de criar idolos que se acabam na droga e na bebida. E como jogador de futebol. Tem muito poucos com a cabeca do zico.
    As pessoas muito ” normais ” nao tem nada a acrecentar. Ele era o maior cantor do Brasil.
    Era tao especial e inovador como Raul Seixas.
    Infelizmente o Brasil saiu perdendo.

  80. Helena Ribeiro disse:

    Fquei completamente boquiaberta com o documentá
    rio sobre o inigualável Wilson Simonal!Foi um dos melhores presentes de anivesário que ganhei do meu irmão Mazinho!AMEI AMEI tanto que assiti várias vezes!.O artista verdadeiro não morre nunca! Os racistas idiotas e invejosos que se omitiram e não estenderam a mão para o Simonal fiquem sabendo que ele está MAIS VIVO DO QUE NUNCA! no coração de todos nós.UNO-ME A GRANDE MULTIDÃO DE FÃS QUE QUER JUSTIÇA, BEM COMO AOS SEUS FAMILIARES DIVULGANDO ESTE DOCUMENTÁRIO E CANTANDO ETERNAMENTE AS SUAS MÚSICAS.Como bem disse o nosso querido Chico Anísio:”Ele era o rei da cocada preta”!.

  81. João Carlos Carvalho da Silva disse:

    Simonal foi avacalhado pelos próprios colegas do meio artístico.Um crime o que fizeram com ele, talvez pelo seu jeito “marrento”de ser.Se achava uma estrela exponencial; esse era talvez um defeito capital, mas que não justifica a “sacanagem”que fizeram com ele. Incomdava aqueles que não aceitavam o fato de um negro fazer sucesso.Pessoas do tipo Chico Buarque, um burguês pseudo timido, mas com grande inteligência, influência e poder, era um destes que não aceitava o sucesso do “Rei do Suingue”. Simonal deixou muitas saudades, ainda mais que NUNCA surgiu outro artista que pudesse chegar aonde ele chegou. Se fosse tudo aquilo que foi acusado, não morreria como morreu: magoado. Infelizmente no Brasil acontece ainda coisas como essas, onde um pessoa é acusada,não lhe dão direito de defesa, é excluído pela própria classe, é punudo sem provas plausíveis e sentenciado a morte com a maior pena que um artista popular pode receber: O OSTRACISMO.
    Sugiro que seus filhos assumam o compromisso de editar um album musical dos sucessos do inesquecível e inigualável Simonal, que com certeza, irá apaziguar o sofrimento que , onde quer que esteja, ainda padece.
    Vamos mostrar ao Brasil quem foi e ainda é o show man Wilson Simonal, que ao contrário de “Samarina”, vai SUBIR A LADEIRA.
    Pelo bem da musica brasileira, façam algo para mostrar a esta juventude o caráter deste artista, que nos deixou tão prematuramente.

  82. Marcos Arduin disse:

    Ah! Mais um detalhe interessante do qual me esqueci: Flávio Cavalcanti, direitista assumido e que apoiava sem reservas a “Revolução” de 1964, teve cerca de 2.000 presentes no enterro do seu corpo. Já o Simonal teve só 60…

    É… Nesse meio artístico parece haver mesmo dois pesos e duas medidas.

  83. Marcos Arduin disse:

    Bem, é certo que Simonal pagou a sua língua. Um dos menores conjuntos de músculos do nosso corpo, mas que pode condenar o corpo inteiro…

    A única coisa que não entendo muito bem nessa história é o lance do contador. Não o fato de Simonal ter sido idiota o bastante para fazer o que fez, mas onde o papel de contador entra nessa história.

    Se eu fosse um contador honesto e algo estivesse de errado com o fluxo de ganhos e perdas, chamaria o meu cliente e o poria a par da situação. Agora o Simonal descobriu que estava quase falido… e o contador não lhe contou nada? Alguém aqui se lembrou de perguntar-lhe o motivo? No máximo o que soube é que o contador disse que as finanças do Simonal estava mal das pernas por causa de um desentendimento com o patrocinador. E o contador não contou isso ao seu cliente antes?

    Alguém precisa contar melhor essa história.

  84. Noelia T. Gamblin disse:

    Sinto muito pelo Wilson Simonal. Fui sua fan durante todo periodo que ele esteve no auge. E de repente ele sumiu qdo eu jah estava vivendo em USA e nao sabia o pq desse desaparecimento de uma pessoa tao querida, idolatrada…
    Assistih o filme pela Glbo “Ninguem sabe o duro que dei” e fiquei horrorizada com as pessoas alias o seu imenso publico que o abandonou. Nao importa o que ele dise ou deixou de falar, seu talento de ”showman” nao tem comparacao.
    Sua carreira foi destruida pela”covardia” dos que se diziam seus amigos.
    Foi roubado pelo contador isso acontece sempre como o artista deixa que seu dinheiro seja ”gerenciado” por outra pessoa.
    Ma o maior ”roubo” que aconteceu foi da sua carreira. ”Calaram” um passarinho alegre, feliz da vida que queria apenas fazer os outros felizes.
    Nao perdoo aos que ”sugaram” o seu dinheiros, as mordomias que oferecia aos que o rodeavam sempre querendo levar vantagem. Simonal foi ingenuo, mal assesorado e mal orientado pelo que trabalhavam p/ ele.
    Que Deus o tenha ao seu lado!
    Que seus filhos fantasticos cantores tenham a felicidade de se realizarem na carreira que escolheram.
    Que sua segunda esposa encontre a ”paz” pelo sofrimento que passou ao lado dele doente, sem ter chance de se recuperar e volta a cantar.
    Foram ”ingratos” e covardes os que estiveram ao lado dele e nao foram amigos. Foram sim ”falsos”.
    Estas pessoas (se ainda estao vivam) nao devem conseguir dormir com remorso.

  85. eliani disse:

    será que só os militares faziam terrorismo?se foi porque quando a ditadura acabou a “pessoinha”que divulgou o comentário não apareceu?mera covardia ou inveja?
    pedir desculpas depois que a pessoa morre,fazer homenagens é facil!
    porém não adianta mais…já passou,foi,magoar,pissar pedir desculpas quando morre!sai fora!
    seria legal devolver dar o troco para quem traiu simonal entre outros!!!!!

  86. Celia pereira disse:

    Pagou um preço muito alto por ser infantil e mentiroso….

  87. André Vinícius Vieites disse:

    Então vou descrever como eu realizei o último plague.press na comitiva da Apex. As 14:30h eu me dirigi até às almondegas (as gordinhas que fazem a segurança vestidas de vermelho e preto) e disse para elas que iria colocar as músicas do Wilson Simonal, coloquei quarenta e cinco minutos depois começou a chegar o pessoal, o fracasso já começava a me rondar quando tive a brilhante idéia de colocar o vídeo da Shakira meia-hora antes do primeiro palestrante, como tinha pouco tempo o máximo que deu para fazer foi sobrepor a minha voz na voz da Shakira, aí então eu cantei : “Tenho cabeça grande, oca,oca,oca!!!!” – Aí as senhoras das primeiras fileiras já começaram a sorrir, só as duas do canto superior direito que estavam com os vestidinhos cor-de-rosa com bolinhas amarelas parecendo par de vasos começaram a fazer cara de braba. Aí esperei acabar o vídeo da Shakira e coloquei uma música do Barão Vermelho: “É carne crua, sangrando, transbordando, solidão”. – Eu acho que elas gostaram e também começaram a sorrir. Então coloquei mais uma música do Wilson Simonal e até as almondegas vieram me dar beijinhos. Deu tudo certo. O negócio é não ficar nervoso. OK

  88. Bruno disse:

    Quando a mentira é espalhada pelo próprio artista e quando se refere à denuncia de colegas para a policia politica.. montou a sua própria armadilha e viveu-a, não tem mais drama nisso do que em qualquer outra vida.
    Tudo bem que se ouça hoje a sua musica sem preconceito, não tem nada de propaganda, mas é dificil defender a historia do Simonal.

  89. Deley disse:

    Independentemente do talento artistico,eu acho que onde á fumaça há fogo .Estoria mal contada essa dos meganhas…Por via das dúvidas, acho que fizeram bem em excluí-lo , pois,dizer-se ´´amigo “ de policiais do DOPs naquela época em que muitos sofriam nas mãos dos covardes desse departamento , o que mais ele poderia esperar ?

  90. Maria Cristina disse:

    Evandro, foi o Pasquim.

  91. Maria Cristina disse:

    Valeu!!!!!!!!!!! Patrick.

  92. Patrick disse:

    O artista é sem dúvida um dos maiores de todos os tempos no Brasil, aliava uma técnica vocal incrível, um senso de divisão maravilhoso e uma forma de envolver o público JAMAIS VISTA na história da nossa música. Os que dizem que ele mereceu todo o ostracismo que lhe foi imposto, primeiro são pessoas que não conhecem o valor do perdão e depois hipócritas, pois outros artistas faziam tudo que a ditadura mandava e nem por isso foram desmoralizadas como Simonal foi. Não julgo de maneira crível a classe artística e nem o Pasquim pelo que fizeram, viviam em grande pressão e prontos para uma guerra intelectual e moral, que a qualquer momento poderia ser física também contra eles; mas após os anos de chumbo, reconhecer os excessos e liberar o perdão e o amor ensinado no cristianismo e presente nas letras de suas músicas e também de suas matérias seriam necessário, porém nunca foi feito, e é aí que está o crime, na permanência dessa postura desnecessária e que se tornou criminosa. Que Simonal fez escolhas erradas é na vida é verdade, mas nada que o fizesse merecer morrer da forma que morreu, tudo que puder ser feito em favor da memória deste artísta, deve ser feito, é uma dívida de caráter, de hombridade, da imprensa e da classe artística com Wilson Simonal de Castro.

  93. suzimeire disse:

    Simonal é uma lenda…deve tá uma batucada de primeira lá no céu…

  94. Ledir Thadeu disse:

    É sabido que há muitas indenizações indevidas, por perseguição política, da época da ditadura militar; mas,o Winson Simonal, bem como os seus familiares são legítimos merecedores deste banafício. Foi a pior tortura dentre todas.
    O pior de tudo é que a própria classe artística
    da época,tiveram participação efetiva nessa historia macabra. Recentemente tivemos um artista que provou do exílio, ocupando um cargo do alto escalão no governo, na área da cultura e, nada fez em relação a esse crime cometido contra o Simonal. O fragelo da ditadura acabou e, os artístas continuam em silêncio, o que os torna suspeitos.
    A sociedade brasileira tem uma dívida impagável com a memoria do Wilson Simonal e familiares. Para começar, deveriamos colocar o nome dele em uma avenida bem movimentada, para que a sua memória nunca seja apagada. Ele foi o maior artísta brasileiro de todos os tempos.

  95. MARCELO M. OLIVEIRA disse:

    O ZIRALDO NÃO SE TOCA, TODA VEZ QUE O VEJO NA TV, ESTÁ COM AQUELE COLETE RIDÍCULO E FORA DE MODA, BABACA, TROCA A MÚSICA IMBECIL!!!

  96. MARCELO M. OLIVEIRA disse:

    REALMENTE O QUE PERCEBEMOS É QUE, OS PROPULSORES DESTE FATO CONTRA O SIMONAL FORAM OS FDPs DO PASQUIM, AINDA QUEREM FAZER PAPEL DE BONZINHOS, NÃO ACREDITO QUE DERAM ESPAÇO PRA AQUELES IMBECIS NO DOCUMENTÁRIO, CLARAMENTE O JAGUAR “BEBADO” ZOMBOU DA SITUAÇÃO DIZENDO ‘SEM RANCORES’. É ASSIM MESMO AQUELES GAYS NO MÍNIMO QUERIAM DAR PRO NEGÃO OU O NEGÃO COMEU AS MULHERES DELES, NA REALIDADE ACHO QUE É PURA INVEJA, INVEJA QUE ENCONTRAMOS EM TODOS OS CANTOS, MEU NÃO DÁ, PARA QUE EU VOU DESCER! OUTRA COISA, O QUE O ZIRALDO AQUELE BABACA, FAZ MESMO! BOM UM DELES JÁ ERA A MUITO TEMPO ‘O HENFIL’ (BONZINHO) COMO QUERIAM MOSTRAR A IMPRENSA QDO ELE MORREU, É BRINCADEIRA, E COMO O POVO É TROUXA, SE DEIXA LEVAR POR ESSAS CONVERCINHAS.

  97. josé leite disse:

    Curioso como minorias bem organizadas, escudadas no anonimato e calcadas em preceitos que podem oscilar entre a mais justas das causas(raramente) até as mais abomináveis e indefensáveis, conseguem impor sua vontade. Getúlio comandou uma ditadura várias vezes mais violenta que a de 64, era o “pai dos pobres” e a “mãe dos ricos” e hoje é cultuado como, quase como santo. Essa história contra o Simonal mostra o quanto semelhante eram os lados que se debatiam em 64: cada um tinha a sua verdade e ninguém se preocupava em apurar nada. Nos dois lados a o justiçamento era sumário. O regime militar acabou, mas aqueles que cobram do Estado reparações milionárias pelas discriminações e sofrimentos que alegam, deveriam se condenarem a indenizar a família de W Simonal pelas torturas que ele sofreu, não por algum tempo, mas por uma vida inteira, não apenas no corpo, mas principalmente na alma. Privaram um povo de um de seus melhores artistas e um artista de seu povo. Pessoas como Jaguar e Ziraldo(este pede indenização por um alegado sofrimento, infinitamente menor ao que causou), que efetivamente, foram dos que comandaram o linchamento do cantor, acham que nada é com eles: – Que tudo era do calor do momento!. Exatamente o raciocínio dos civis e militares “gorilas” . Qual a diferença entre eles???…

  98. GERSON S. DE OLIVEIRA disse:

    Eu me lembro dos shows dele, da alegria que era ouvir suas músicas. Infelizmente até hoje ainda existe muitas coisas mal explicadas e algumas que nunca terão explicação. No caso específico do Simonal além da sua “inocência”, ao meu modo de ver teve algo muito comum naquela época: RACISMO, só que NINGUÉM irá aparecer e confessar. Enfim o execraram em nome da “ordem pública”.

  99. cassia santos disse:

    Acho que o pior erro de wilson Simonal foi ter pedido “ajuda” ao Dops, quando nos juntamos a sujeira acabamos sendo manchado por ela. Ele não merecia a pena que levou, mas o contador tambem não mereceu a surra que levou. Foi massacrado sem piedade. Acho que para o Simonal faltou um bom advogado e um orientador, para que ele não caisse nessas armadinhas, que a fama, contratos altos e juventude com poder acarretam.

  100. Roberto disse:

    Como disse o mestre Chico Anísio: Que apareça alguém ou parente de alguém que tenha sido dedurado pelo Simonal. Não apareceu ninguém!!!!!
    O que o radicalismo de alguns da classe artística, se aproveitando da distorção dos fatos e gerando uma mentira monstruosa que acabaou com a carreira de um artista e como consequência exterminando o cidadão de nome Wilson Somonal, talvez tenha sido igual ou pior do que a perseguição que a própria ditadura impôs a eles mesmos.
    Lamentável !!!!!!!!

  101. gilberto marques jurado gimenez disse:

    SE TIVER ALGUM ARTISTA DA ÉPOCA QUE BOICOTO O WILSON SIMONAL E QUE ESTA ARREMPENDIDO, DE SUA INJUSTIÇA, E ACIMA DE TUDO TIVER CORAGEM , SE PRONUNCIE.

  102. Iolanda disse:

    Ééééé… Dizem que a JUSTIÇA tarda mas NÃO FALHA!
    Logo, logo, haverá o encontro do sr. MILLÕR FERNANDES (cruel, até a última gota de cachaça de seu fígado!)com o SIMONA!
    Porão tudo em pratos limpos!
    É uma questão de tempo…

  103. Eloá Oliveira disse:

    HUAU!! fiquei sabendo agora o que realmente aconteceu com Wilson Simonal. Sempre fui fã dele e sempre serei, a música que mais gosto é Samarina. Valei WILSON por ter feito tantos fãs darem depoimentos legais sobre voce.

  104. JAKELINE disse:

    ADOORO A MUSIKA MAMAE PASSOU ACUKAR EM MIM

  105. Fernando Dutra disse:

    Simonal,realmente,foi ingênuo no caso do contador.Mandou “dar um susto” e quase mataram o cara.Um ato impensado que custou toda uma carreira de muito brilho.O “Pasquim” era um jornal que se dizia na época uma “trincheira” contra a ditadura mas alguns de seus colaboradores com Millor Fernandes e Paulo Francis “flertavam descaradamente com a imprensa de direita também principalmente com a “Veja”.Simonal foi um dos maiores “bodes expiatorios” da historia do Brasil.Foi colocando no limbo da nossa cultura e nunca foi resgatado.É de dar nojo como pessoas influentes como Pelé por exemplo,que vivia com ele “pra baixo e pra cima” quando o bicho pegou saíram fora.Infelizmente este resgate,este desagravo,nunca veio.A triste constatação é de que vivemos em um país que a cultura é tratada como um subproduto.Sabem aquela história do “pão e circo” para o povo?Pois é, o problema é que o circo está cada vez mais de baixa qualidade.Simonal nunca será esquecido por aqueles que realmente vasculham a história,invetigam e não são apenas meros consumidores de mídia imediatista que só visa valores comerciais.

  106. lucio roberto disse:

    Eu só sei o seguinte ,que eu era um fã inconteste de SIMONAL curtia o cantor e suas musicas era feliz ouvindo Simonal e o MUG um talismã lançado na época por Simonal.Vesti azul e a sorte então mudou escravo de jó jogava o canchanga tira bota deicha ficar deicha cair.Chapeusinho de maio.O festival da canção tudo era festa.Até hoje fico pensando o que que êle fez para merecer esse castigo.Está entregue nas maõs de Deus.Eu só sei que fui muito feliz ouvindo e vendo êle cantar.Atirem a primeira pedra aquele que não errou;não julgues para não seres julgados não condenem para não serem condenados:perdoem pai êles não sabem o que fazem.

  107. Glauber Sávio Nascimento Silva disse:

    Wilson Simonal foi sim um extraordinário artista. Infelizmente, um erro cometido por ele, acabou por levá-lo a um ostracismo que durou até a sua morte. Entretanto, acredito que aqueles que de algum modo lutaram pela destruição de sua carreira, também fizeram isto por racismo e inveja, pois Simonal era um negro que tinha alcançado um sucesso espetacular jamais visto naquela período, e isto deve ter irritado também aqueles que o viam de forma desafeta, porém, nada justifica a situação absurda que Simonal foi obrigagdo a viver, esquecido e marginalizado. Quem mais perdeu com isto? Foi a cultura barasileira, com certeza. Valeu Simonal.

  108. Armando Júlio disse:

    Coisas da ESQUERDINHA FESTIVA! Nâo só na época do Simonal, mas temos outros exemplos mais recentes de perseguiçôes a Cláudia Raia, Regina Duarte e Marília Pêra, só porque apoiavam outros candidatos. O que fizeram com Simonal foi um crime. Na mesma proporção dos crimes de perseguição da Ditadura. Muitos artistas se arvoraram de perseguidos. Na realidade só conheci um. Geraldo Vandré

  109. Izabel disse:

    Perdoem, mas não é “só porque os que dominavam o pensamento intelectual da época nao concordavam com as suas idéias”. É porque entregou pessoas (pelo menos uma pessoa) para serem torturadas, no tempo da ditadura. Todo mundo sabia o que acontecia no Dops. É inominável entregar alguém para o Dops. Sinto muito se era infantilidade. Entregou gente ao Dops! Novamente sinto muito: era mesmo um grande cantor, um imenso talento. Uma pena que tivesse aquele caráter.

  110. Daniela torres disse:

    SINOMAL FOI E CONTINUARA SENDO O SIMBOLO NACIONAL DA BOA MUSICA TUDO PELA SUA QUALIDADE DE VOZ DE DOMINIO DE MASSA RESUMINO ELE E O CARA CANDO EU ASSITI O FILME EU FIQUEI ENCANTADA ESTAZIADA!!!!!!!!!!!!

  111. CASSIA CRISTINA disse:

    TENHO 36 ANOS,NÃO VIVI NESSA EPOCA, MAIS GOSTO MUITO DE SABER DESSAS HISTORIAS. ACHO QUE WILSON SIMONAL FOI UM INJUSTIÇADO. ELE POR SE MUITO BRINCALHÃO, ACABOU PAGANDO POR QUE NÃO FEZ. UM NEGRO FAZENDO UM SUCESSO, NA EPOCA QUE O PAIS ERA PURO PRECONCEITO!

  112. Ulisses disse:

    Tenho 41 anos e, portanto, não fui contemporâneo dos fatos.
    Já tinha conhecimento de algumas músicas, que gostei muito. E também vi algumas matérias sobre a questão, e tinha curiosidade.
    Mas foi através do documentário “Ninguém sabe o duro que eu dei” (EXCELENTE!!!) que pude ter uma dimensão real do caso.
    Um artísta maravilhoso, nascido para a coisa, que o público brasileiro foi obrigado a deixar de apreciar.
    E uma estória que mostra a hipocrisia, a inveja, a imprudência com as palavras e a falta de advogados competentes.
    Simonal pagou (MUITO CARO, MUITO ALÉM DA CONTA) o preço de não medir as palavras, ser impulsivo e não buscar orientação com profissionais competentes, como advogados e empresários.
    Perdeu – ao que se apresenta no documentário – por sua culpa o rico patrocínio da SHELL.
    E teve o azar de se auxiliar de algum advogado muito picareta, imbecil ou inimigo dele. A orientação para dizer que ele era um agente da ditadura foi algo como receitar veneno ao invés de remédio.
    Mas a pena fui muito alta, ilegal.
    O caso dele mostra a existência da inveja entre nós, e a necessidade de se atentar a ela e prevenir-se contra.

  113. Carlos Antonio T. Conceição disse:

    Assitir o filme do Simonal,fiquei impressionado
    como conseguiram acabar com um genio de palco da musica popular brasileira. Esses caras que sacanearam o Simonal tinha inveja.Simonal era o cara.

    Carlos Antonio

  114. marly barroso disse:

    como pode dois miseraveis destruir um cantor maravilhoso como simonal e atroz so acho que ele ficou muito quieto nao e possivel acontecer algo tao absurdo acho que hoje deveria ter uma idenizacao a familia e uma puniçao

  115. Gustavo disse:

    Não sou do tempo do Simonal, mas existe uma coisa chamada inveja camrada….que não tem regime político que a faça desaparecer…

    Tanto que NENHUMA pessoa botou a cara, e falou que tinha sido “dedurada” pelo Simonal, a mídia controla esse povo e uma mentira repetida várias vezes se torna uma verdade…

    Conclusão: Wilson Simonal e Roberto Ribeiro, os dois maiores cantores da história desse país, e hoje muitos da minha geração não sambem quem são.

  116. Jéssica Caramori disse:

    Nelson Rodrigues apoiava a ditadura abertamente e nem por isso foi banido da mídia. Com Wilson Simonal essa história toda serviu de fachada para sabotar com o sucesso que ele fazia. Essa é a real. Quando penso nisso fico muito consternada ao saber que pessoas que são admiradas pelo público brasileiro tiveram coragem de agir dessa maneira hipócrita.

  117. Daniel Matos disse:

    Tenho um gosto eclético por música, e não me envergonho de ter apreciado, 40 anos depois, a famosa onda da “Pilantragem” inaugurada pelo Wilson Simonal. Vi o documentário “Ninguém Sabe O Duro Que Eu Dei”, dirigido pelo casseta Cláudio Manoel e outros, e vi nas palavras dos seus personagens a impressão de pessoas que gostavam e que não gostavam do Simonal. Desta maneira, o que me pareceu que o documentário não quis ser parcial, mas o mais histórico possível. Como sou interiorano, vi a discriminação racial mais latente na minha infância, e imagino o que o negro em geral no Brasil passava naquela época dos anos de chumbo. Simonal surge negro, talentoso, rico, lorde entre brancos racistas – fez-me recordar, de certa forma, Xica da Silva -, como uma blasfêmia à raça pseudo-ariana tupiniquim. Um negro que não baixava a cabeça e não dizia “SIM SINHOZINHO!”, pois surgiu em uma época onde havia somente o bem (esquerda contestadora) e o mal (a direita mão-de-ferro). Simonal foi ingênuo, infantil ou arrogante ao tentar desdobrar os fatos acerca da surra em seu contador, ao dar declarações infelizes de apoio ao governo da época, e, ao mesmo tempo, achando que isto não lhe afetaria em nada, mas em vão – escrevo isto baseado tão-somente nos depoimentos que vi no documentário. Talvez o medo – e quem não teve medo naquela época? – ou uma má orientação jurídica tenham contribuído. O certo é que um meio termo lhe custou a morte artística em vida. O lamentável fim do maior showman deste país. Se em algum momento Simonal foi soberbo ou vaidoso, ele era humano, e tinha o direito de pecar. Hoje, se a história absolveu Simonal, creio que tenha vindo um tanto tarde. O Brasil enterrou um homem negro reluzente de talento, e o renegou ao direito de ser merecedor de uma história mais feliz, bem como de ser ungido pelo manto da Justiça. A Comissão de Direitos Humanos da OAB nada encontrou uma linha nos arquivos da ditadura que mencionasse Simonal como colaborador. Simonal foi vítima da famigerada ditadura militar, do racismo e da incompreensão esquerdista, não menos radical, daquela época. Espero ao menos que, no mínimo a classe artística, que lhe virou as costas, caia hoje em si e tenha um pingo de remorso, mesmo que pós-morte.

  118. Jorge Luiz Alves disse:

    Simonal, o artista: a exemplo de Jorge BenJor, único, inigualável em seu carisma e talento – inimitável, diria. Cresci ouvindo o suingue gostoso e a malemolência própria daquela época diferenciada da musicalidade humana, ‘sacundim, sacundem’, etc… Simonal, o homem: passível das paixões e enganos comuns a todos nós ( ao meu ver, mais vítima que culpado), delével por conta de sua falta de jogo de cintura num meio artístico que efervescia com a situação política da época. Julgar? Nunca. Prefiro a primeira assertiva; e junto-me, tardiamente, ao coro de trinta mil saudosas vozes dum ginásio cheio para reverenciar mais um espetáculo produzido pelo talento humano, isso sim.

  119. Mirian Costa Marques disse:

    Penso, que todo boato tem um fundo de verdade! O povo aumenta mas não inventa. As pessoas tem que medir suas palavras em qualquer situação, sinal de bom senso e maturidade. Simonal achava que como artista estava acima de qualquer coisa, e fez comentários infelizes e perigosos, num tempo em que as pessoas e o mundo artístico vivia em terror de perseguição e vigia, deu mole! Infelizmente até hoje as coisas funcionam assim, ninguém esquece os boatos maledicentes, exemplo ainda vivo o do Cenourinha (Mario Gomes) e outros tantos estiguimatizados. Coitado, acho que agora ele aprendeu, seja lá aonde ele estiver, espero que esteja bem! Tenho 45 anos, mas naquela época eu era bem criancinha e adorava ver minha mãe ouvindo e dançando com a ginga do Simonal a combinação era perfeita. Mas não fiquemos triste, lembremos dessa pessoa com admiração e carinho, vale abessa! Podemos nos regozijar com tantos artistas novos e extremamente talentosos. Fica a frase, “O bom mesmo é o exemplo, triste é aquele que é”.
    Um abraço.
    Mirian Costa Marques

  120. Fábio Júnior disse:

    Recentemente vi o depoimento sobre a história de Wilson Simonal. Acredito que o que aconteceu com ele, aconteceria com qualquer artista hoje, caso parecido foi o do cantor Belo, que cumpriu pena por associação ao tráfico. Lógico que o Belo teve um retorno triunfal, diferente de Wilson Simonal, mas também, quem é que nos dias de hoje se importa com o tráfico, como a população se importava com a ditadura na época de Simonal?
    Bom, mas para mim a “desavença” de Simonal com seu contador, foi a oportunidade para muitos que não suportavam a ousadia de um belo crioulo se sobressaindo no meio da nata, nata com cor de nata, que não aceita uma gota de café em seu copo de leite.
    Sou da década de 80, recentemente me apeguei a histórias de Simonal, a inveja de muitos, apagaram um período da história de Simonal, mas eis que ela esta renascendo através dos amantes de boa música, ou de fãs do estilo pilantra de Simonal. Mas e aqueles que dstruíram a imagem de Wilson Simonal, serão capaz de apaga-la hoje? Nem vem que não tem!!!

  121. Elisa Pontes disse:

    O caso é: O Brasil é corrupto, racista e imoral/amoral, seja na Direita ou na Esquerda. O que fazer? Enquanto a esquerda crucificava Simonal, a Direita não fazia nada para defendê-lo. Para um informante, ele era muito desprivilegiado.

  122. Messias de Morais Júnior disse:

    Eu acho que vivemos num pais livre, se o Simonal era simpatico ao governo militar, problema dele,hoje em dia tem gente que ama essa turma do PT qe vive roubando ai.
    Me lembro do simonal quando eu era criança, nao gostava dele pois o achava arrogante e prepotente para não dizer, mascarado mas acho errado o que fizeram com ele
    Cada um no seu quadrado.

  123. Zuka Machado disse:

    Eu tenho 55 anos,nunca acreditei no envolvimento de Simonal com a direita. Os erros dele foram: – mandar surrar o contador que o roubou; – e falar que tinha gente influente no DOPS.(o que não era verdade).
    A turma racista do PASQUIM ,mas o autor da música “Ronda” se encarregaram de acabar com a imagem, felicidade de um negro muito bom no que fazia, apontando-o como dedo duro, o que eles não conseguiram foi o apoio de Caetano, Chico, Gil, Roberto …, por outro lado o exército jamais se conformaria com alguém saído de suas bases se tornar um cantor de suwing ao invés de ser um aliados a eles.
    Simona era negão, nariz grande e chato, lábios grossos, o autentico negro, dono de um carrão, ou melhor, 3 Mercedes em sua garagem, Na época ele consegue fazer o MARACANANZINHO cantar duas de suas músicas, cada lado cantava uma, foi um delírio total.
    Brancos racistas não se conformavam, como não (se conformam até hoje), ao verem um negão bem sucedido. Quantos brancos,empresários, compositores querendo um patrocinio igual ao dele, de uma firma Multinacional de grande porte. Tudo isso contribuiu muito para sua derrocada.

  124. PAULISTANO disse:

    Eu tenho 49 anos, assiti o filme do Simonal ontem e hoje a tarde também, eu penso que ele foi ingenuo e infeliz, o proprio contador em que ele mandou um corretivo, disse no filme , que ele (Simonal) foi mal orientado pelo seus advogados.Talvez o Simonal nunca tenha ouvido a frase: “Me diga com quem andas..que eu te direi quem és…” ou…” PInto que acompanha pato..morre afogado”, deveria ter se cercado de melhores amizades. Concordo com o comentário do Sr Marcio mAGALHAES DE 08.04.2009, OS PRODUTORES DO FILME AINDA DÃO ESPAÇO PARA JAGUAR E ZIRALDO…..
    Com relação ao que ele mandou fazer com o contador……foi….bobeira.pisada na bola gigante, deveria ter ido na JUstiça e confrontar-se com o ex contador
    Um abraço a todods

  125. Alexandre disse:

    Só prá chatear ,existe uma questão curiosa ,falta o Estado do Espirito Santo nas opções de preenchimento obrigatório.Curioso.Os capixabas reclamarão por tabela.E na condição de indíviduo ,com pouquíssima oportunidade de emitir opiniões, e se não bastasse este fato, a ausência de desejo de emití-las.Acabo por apontar os meios de comunicação por este fato escabroso,me sinto frequentemente reduzido em minha possível relevância e/ou importância para meio social, e creio não estar sózinho neste sensação .Penso no jôgo escabroso em que Wilson Simonal foi escolhido como objeto de manipulação , e a evidente participação da Imprensa neste mesmo jôgo!!! É muita bola fora , e nosso poder (????)nulo! É só.Oxalá exista uma outra dimensão , onde a justiça não esteja tão sujeita a tantos interesses!!! Vá saber.

  126. Romanin disse:

    Assisti o documentário sobre ele a esses dias e indiscutivelmente ele foi um grande cantor brasileiro, se não o melhor… porém, não soube administrar a fama como aconteceu com tantos outros artistas. O fato com o suposto roubo do seu contador na época da ditadura foi decisiva para o fim da carreira de Simonal, quando entrou em uma confusão e não conseguiu sair mais. Errou quando mandou os capangas baterem no seu contador… onde no documentário existe a versão desse contador que nunca antes pode se defender, a parte mais fraca da história. Como todo ser humano erramos, e o preço da fama e do orgulho custou alto para ele.

  127. Ricardo Fernandes disse:

    Simonal foi perseguido porque incomodava.

    Assim como Paulo Sérgio também incomodava…

    Sammy Davis Jr… e outros

    Eram muito mais talentosos do que TODOS os outros de suas épocas.

  128. wilton santos disse:

    muito cedo tive contato com a musica e melodia do Simonal. meu pai o adora e dizia: tá aí um crioulo esperto. Covardia! essa é a palavra que que exprime o que fizeram com o Simonal.

  129. Claudio Sarti disse:

    Eu me lembro de seus Shows na TV RECORD, e o quanto brilhava junto a platéia com seu talento de ShowMan. Levava todo mundo a acompanhar o seu “SWING” (como era dito na época) de cantor de grandes platéias.
    Esqueçer esse homem que marcou as lembranças da nossa geração nos anos 60 e 70, uma época que a Televisão Brasileira era digna da melhor qualidade de entretenimento que o nosso povo teve,seria mais uma das grandes perdas da manutenção do melhor da nossa cultura na história da humanidade.

  130. VMOliveira disse:

    Sou cantor profissional há 31 anos e, sem querer parecer expert, considero o Simonal um dos maiores intérpretes que já ouvi.
    O Sr. Alverne, por exemplo, considera a voz do Simonal horrível. Sinto discordar, amigo, mas cantar não é simplesmente ter voz bonita ou não. Poderia citar diversos cantores/cantoras com “voz bonita” e que não sabem cantar (e vice-versa).
    Um exemplo: acho o timbre da Simone muito mais interessante que o da Elis, NO ENTANTO, adivinhe qual das duas cantava BEM melhor (pelo menos em termos técnicos, já que o gosto supostamente não se discute).
    Voltando ao Simonal, sim ele era arrogante, até mesmo insuportável, mas o Sinatra também foi um notório f.d.p. e nem por isso foi crucificado.
    Independente de seu crime (PELO QUAL FOI JULGADO E PUNIDO), Simonal era talentosíssimo, ajudou a mudar o panorama musical brasileiro, fez e continua fazendo muita falta sim, já que tem gente achando até Alexandre Pires grande coisa.
    Sem o Simonal, por exemplo, Emílio Santiago (seu “filho” mais notório) nem teria gravado.
    Que bom que estão resgatando sua memória (graças em grande parte ao esforço dos filhos Simoninha e Max de Castro, a quem mando aqui meus parabéns).
    Mas tem mais gente na lista dos esquecidos.
    No geral, parabéns pelas opiniões dos colegas.

  131. giordano disse:

    Simonal era negro dono de carrões importados e teve uma superexposição na midia na década de 70, logo após a Copa do México, onde ele e Pelé vendiam a idéia do “pais grande”. Aos poucos afastou-se dos que o acompanhavam desde o inicio da carreira, como Cesar Mariano e o Som tres. Quando passou a andar com Mario Borges chefe de buscas do DOPS sua imagem começou a ruir. Era uma época dura! ditadura…Simonal alegava que era imune pois tinha amigos no Dops.
    Deixou de falar em musica e focou suas energias nos negócios “Simonal Produções”, a partir dai começou a queda do idolo.

  132. Renato disse:

    Outra coisa – ele foi em cana sim, por um período de 1974. Conseguiu um habeas-corpus e foi condenado defintivamente em 1976 (se não me engano), cumprindo o resto da pena em liberdade por ser primário.

    Foi, com certeza, o maior cantor do Brasil; o maior show-man que já tivemos. Mas não soube controlar sua prepotência, não se cercar de gente que pudesse ajudá-lo a controlar o fenômeno que se tornou. Pelo contrário, se cercou de aspones que lhe roubavam e lhe enchiam de maus conselhos.

    Que descanse em paz.

  133. Renato disse:

    A história não foi bem essa…dizer que Simonal “nunca mais cantou” não corresponde à verdade. Ele continuou a carreira dele, com bem menos sucesso e exposição, mas ainda fazendo shows (internacionais, inclusive) e lançando discos. Sua carreira teve 3 pontos de declínio acentuado: um nos anos 70 (com o escândalo); outro nos anos 80 (quando sumiu do mercado fonográfico); e nos anos 90, quando sua voz começou a sumir e ele se entregou de vez à bebida.
    De resto, ele não foi apenas uma “vítima”: Ele errou feio, pois tentou armar para cima do contador e dos seus antigos sócios, e assinou um documento onde se dizia colaborador dos órgãos de repressão (mesmo que não tivesse sido, o que é bem provável que não tenha mesmo, mas assinou o documento e divulgou isso como um “aviso” aos seus inimigos e desafetos – inimigos e desafetos que foram parar em altos cargos da Rede Globo…)

    Daí, já viu , né ?

  134. Durval disse:

    cara é muito bom realmente seu raciocinio e lógico esta materia é muito boa.É um documento e deveria ser usado como tal.Parabens

  135. Alverne disse:

    Sinceramente a voz do Simonal era simplesmente horrivel. Há cantores extremamente mais talentosos, com timbres mais legais . Simonal não faz falta , e nem um substituto é necessário. Não sei de onde tiram essa idéia de endeusar um cantor de uma voz tão desagradável quanto aquele. Fala sério!!!!!!!!!

    Acho que o título do artigo deveria ser:

    Simonal, um assassinato da música.

  136. Helio disse:

    Um patrulhamento tipico da classe artistica mesmo, alquem ouviu dizer que o cara fez isto ou aquilo e pronto enterraram o Simonal, mas sexta feira passada dia 4 /12/2009 escutei o grande Simonal cantando Vesti azul no radio outra fez numa radio fm aqui do Rio que so toca musica popular brasileira, espero que ele tenha sido agora repatriado …..

  137. Judithleitao disse:

    quantos já foram sacrificados por essa politicagem nogenta,Simonal foi uma das maiores vítima.quem dedurou taí numa bôa a turma do pasquim infelismente.

  138. jaqueline disse:

    Sinceridade, não acredito nisso de que ele tinha um lado infantil passou a espalhar: “Ninguém mexa comigo porque eu tenho amigos no DOPS”. Ninguem espalhava uma coisa dessa sem ao menos querer tirar vantagem. Nunca se esqueçam que o Brasil vivia uma ditadura e quem fosse pego pelo DOPS seria no minino interrogado(claro, que de baixo de porrada), e esse tipo de afirmação seria a mesma coisa hoje dizer que tinham amigos traficantes. Acho que ele abusou do poder, que achava que tinha, talvez a pena possa até ter sido dura, mas que ele procurou por ela, procurou.

  139. Dalton C. Rocha disse:

    Wilson Simonal foi crucificado pela esquerda, pelo fato de ser negro, trabalhador e honesto. Nossa esquerda é racista, preguiçosa e bandida. Ela gosta éde roubar milionárias pensões e receber gordos e impunes mensalões.

  140. Evandro Correia disse:

    Cristiane, os caras que difamaram Simonal estão aí, ricos, liderados por Jaguar e sua turma do Pasquim, recebendo felizes sua bolsa ditadura.

  141. Cristiane disse:

    Eu gostaria de saber por onde andam os idiotas que difamaram Simonal? Ninguém daquela época colocou a bunda na janela para defender o Simona. São uns covardes e canalhas. Acabaram com a vida do cara. Isso não se faz. Espero que cada um deles tenham muitos problemas de consciência e outros também.

  142. Ronei Dias Tavares disse:

    Nos anos em que o Simonal fazia sucesso, eu era crianca, tinha em torno de 7 a 10 anos, mas me lembro muito bem daquele sorriso farto e espontaneo. Sinto-me muito a vontade para dizer RIDICULA a atitude dos chamados “intelectuais” daqueles anos!! Que liberdade eles pregavam? So podia ter direito a liberdade de opniao quem fosse subversivo? Quem estava do lado do governo deveria ser banido da sociedade? Aproveito para deixar uma pergunta:
    Nao eramos mais felizes? Naquele tempo, bandido MORRIA! Nao era como hoje, que nos cidadaos vivemos presos em casa e os marginais tem todos os orgaos importantes a seu favor. É só a policia dar um tirinho de raspao num bandido que logo vem a mídia, os direitos humanos e tantos outros orgaos em clamando por uma atitude para punir o heroi que tentou nos livrar deste animal! Gente, causa-me verdadeiro ÓDIO quando estes idiotas defendem os bandidos, vivem relembrando o Carandiru; deveriam ter feito direito o servico e leiminado todos! Bandido tem de morrer, elés nao respeitam nada nem ninguem! Por favor, voces que tem o poder da mídia nas maos: Vamos lutar pela pena de morte no Brasil!!!

  143. JAMIL TAHIM disse:

    deixando de lado a imbecilidade que foi a ditadura militar, muitos babacas q se diziam da esquerda e donos de uma ideologia privilegiada se achavam no direito de distruir a vida profissional de qualquer um que eles achassem que eram contrários ao seu movimento ….. hoje muitos deles vivem parasitando no governo Lula … COVARDIA que fizeram com o grande suingueiro WILSON SIMONAL !!!!!!!!

  144. lilia weirich disse:

    fizeram um injustiça…….mas….eles podem…..pisar no ser humano….sem piedade….

  145. Meire Bottura disse:

    Caro Marco Túlio,

    Desde a morte de Simonal, a mesma reportagem vem sendo insistentemente reeditada – foi veiculada originalmente em 26/6/200, dia seguinte à morte do cantor.

    Mário Magalhães mente: ele NÃO APRESENTOU dados novos como tentou aparentar. Ao longo desses 9 anos, ele já deveria saber que os tais documentos que afirma ter descoberto são de conhecimento público: já foram analisados por pessoas da mais alta competência e, inclusive, foram objeto de estudo em dissertações e teses de mestrado. E, vale ressaltar, as conclusões destes estudos DIVERGEM EM MUITO das opiniões apresentadas por ele.

    Requentar matérias com tom tendencioso não é fazer jornalismo. Novamente, Mário Magalhães apenas fragmentou as informações e “definiu” uma prova para que prevalecesse a sua opinião. Tomou por base declarações que, por inúmeras razões, derivam de fontes duvidosas e até mesmo de interesses pessoais, e que não provam absolutamente nada. O processo em questão, movido pelo governo brasileiro no auge da ditadura, é desqualificado por diversos juristas, assim como as circunstâncias em que os depoimentos foram dados. Além disso, é no mínimo curioso que um colaborador tão “importante” da ditadura tenha sofrido todo esse revés público – sendo processado e condenado. E quanto ao juiz do caso, quem era? Qual a sua trajetória no contexto histórico? Ou, como explicar que a ditadura também prendeu e torturou Erlon Chaves, que além de maestro de Simonal, era seu amigo pessoal? E quanto às falhas no processo? E os depoimentos que ESTRANHAMENTE não constaram na sentença final? Mário Magalhães realmente investigou todas essas questões? Por que Mario Magalhães não entrevistou o Jornalista Ricardo Alexandre, ou o historiador Gustavo Alonso, que tanto pesquisaram o assunto e preparam livros sobre Simonal? E a pergunta chave: quem Simonal delatou? Mário Magalhães tentou encontrar essa resposta?

    Não cabe a mim apurar essas e outras questões, mas é, no mínimo, desonesto com o leitor querer ter a palavra final sem levar em conta todas as considerações possíveis. Há muito mais a se analisar neste caso e não cabe reduzi-lo à sentença judicial em questão. Historiadores não se baseiam apenas em documentos, estudam também a dinâmica, a estrutura, a conjuntura, as leis e as condições da realidade histórica. Lamento que certos jornalistas, cuja ferramenta de trabalho é a palavra (que tem poderes de construir e destruir) não se dêem ao trabalho de averiguar os fatos. Jornalismo se faz com responsabilidade e isenção: desqualificar o filme sobre o cantor, os documentos existentes, os estudos já realizados e os depoimentos que inocentam Wilson Simonal é tentar “vender” ao leitor uma verdade absoluta construída com base em suposições.

    Conheço os filhos de Simonal, sei de seus valores e de sua integridade, e cada vez que um ataque desses é feito só faz aumentar a minha admiração pelo homem e pelo artista que foi Wilson Simonal. A perseguição e toda a crueldade que Simonal e família sofreram certamente foram imensas, e no entanto, os seus filhos jamais fizeram dessa dor uma bandeira.

    Sinceramente, não sei qual é o real interesse do senhor Mário Magalhães. Se a intenção era o esclarecimento dos fatos, novamente ele falhou. Lamentável.

  146. lucia reis disse:

    Acabei de ver o filme sobre o Simonal. Olhe, fizeram uma tremenda injustiça com ele. Concordo que ele agiu errado com o contador, mas duvido que ele tenha sido dedo duro.

    Agora, a classe artística, que vergonha, que comportamento horrível banindo uma pessoa tão talentosa. Engraçado que tem tanto artista que é mau caráter e ninguém faz nada. Incrível, dois pesos e duas medidas.

  147. Marco Túlio disse:

    Não faltam provas:

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs2106200904.htm

    Está na Folha de S. Paulo, 21.06.2009, Caderno Mais!, p. 4 e ss.
    Escrevo porque as opiniões neste Blog me levaram a um entendimento equivocado dos FATOS.

  148. Antonio . disse:

    Simonal era um crioulo talentoso cheio de swing mas enjoado, arrogante, ganhou muitos desafetos no meio artístico e do próprio regime militar que o odiava por ser negro petulante e comandar as massas, algo preocupante que não agradava as elites que já tinham o seu menino de ouro (branco): Robero Carlos, daí a direita armou uma casa de caboclo para o ingênuo e alienado Simonal. A esquerda acéfala e também alienada por Fidel e Che Guevara (nesta altura um mártir) caiu sem pestanejar e os antigos desafetos de Simonal não tiveram piedade em enterrá-lo vivo. Era o cara errado na hora errada.

  149. maury chaves da silva disse:

    será que se ele fosse branco dos olhos azuis seria sacaneado e “morto” ainda precoce como aconteceu?

  150. Luiz Copola disse:

    E essa que ele cantava na casa de ricos e militares imitando Chico, Caetano,Gil e outros eram musicas de protesto e ele ridicularizava os interpretes, foi muito falado na época.É verdade ou mentira.

  151. Meire Bottura disse:

    Bom senso nunca é demais. Quem se dispõe a opinar sobre um assunto deveria, no mínimo, fazê-lo com responsabilidade. Não custa buscar informação e tentar conhecer os FATOS, em vez de opinar com base apenas no que “ouviu dizer”.

    É nítido que muitos aqui não têm a mais remota idéia de quem foi Wilson Simonal e tampouco sabem o que estão dizendo, apenas especulam. Para os que dizem com tanta veemência “ele era dedoduro mesmo”, só há uma resposta cabível: PROVE.

    Quanto ao artista Simonal, não gostar de seu estilo musical é uma coisa, e outra bem diferente é desqualificar a sua arte sem qualquer conhecimento ou embasamento.

    Para quem diz que Simonal era um cantor medíocre, eis algumas opiniões “vagamente” mais importantes:

    ZUZA HOMEM DE MELLO: “Quem trabalhava em música – e não precisava ser músico, bastava ter algum envolvimento técnico que fosse – percebia nitidamente que Simonal era o melhor cantor brasileiro. Era o mais moderno e, sobretudo, o mais musical. Ele tinha uma musicalidade monstruosa. Percebia o que se passava na parte instrumental, na composição, na harmonia, e sabia como adequar a canção ao que pretendia exibir.”

    TOM JOBIM: “O fenômeno Simonal mostrou a cultura secreta brasileira, realizou o futuro no presente. Simonal sabe o que está fazendo, provou que é realmente doutor em música.”

    NONATO BUZAR: “Muita gente tinha inveja do Simonal porque ele era o maior cantor do país.”

    CÉSAR CAMARGO MARIANO: “Simonal tinha um talento singular. Trabalhar com ele foi uma grande escola para todos nós. Fazia uma música pop, de penetração em todas as camadas sociais, leve, alegre e de uma qualidade absurda. O disco tinha o mesmo cuidado que era passado para o palco. Simonal sempre soube muito bem o que queria fazer e tinha um tino artístico e profissional muito forte.”

    ELLA FITZGERALD: “O maior talento vocal do mundo.”

    Nem vou citar os elogios rasgados de Quincy Jones, Stevie Wonder, Sarah Vaughan, Henry Mancini, Harry Belafonte, e outros tantos.

  152. MARCOS disse:

    mereceu ! DEDO DURO DO DOPS !!!!!

  153. waldir disse:

    se vc se mistura com polícia ou político sem ser um deles,estará na certa fazendo um pacto
    com o diabo.

  154. ROSANGELA FRIEDRICH CAMARA disse:

    Quem passou pela ditadura militar, é capaz de entender parte do que aconteceu. Não havia meio termo para nada, em nenhum segmento ou manifestação, fosse ele literário, artístico ou cultural. A manipulação de idéias e de pessoas, acontecia de uma forma tão contundente, que era assustador aos olhos dos que contemplavam os acontecimentos.
    O caso de Wilson Simonal, diverge pouco da história de outros artistas. A diferença é que estes optaram por não ceder às imposições do regime e, portanto, foram presos, deportados. E outros, do meio artístico ou não, foram até mesmo torturados e mortos.
    A inocência de Simonal, cedendo às determinações do regime, fez com que seu extraordinário talento, caísse na mediocridade do “mamãe passou açúcar em mim…”. Creio que a imaturidade, a falta de orientação e talvez a própria personalidade do artísta, o tenha levado a “banca rota” em termos artísticos, pressionado pela ditadura militar.
    Simonal, impedido de cantar, privou-nos de uma das mais belas vozes, e de uma das melhores capacidades de improviso que pudemos ver em um artista.
    Não podemos avaliar se ele fez a escolha ou foi obrigado a escolher, de qualquer forma quem perdeu foi a cultura nacional, que deixou de ter a manifestação criativa e interpretativa de Wilson Simonal.

  155. Sergio disse:

    Assisti o filme e minha opinião é a seguinte:
    O Simonal personifica o carioca malandro, das minas e dos carroes, pessimo cantor e um bobão politicamente falando. Em uma época que o DOI torturava e matava ele se aliou aos caras para fazer um “sequestrinho”, se ferrou.
    Ninguem deve nada a ele não, se a policia tivesse matado o contador ele nunca iria vir a publico para falar que a intenção não era aquela.

  156. fátimatez disse:

    @Chicomaria Arouet, concordo com Vc total…mas como é que deixamos esses arautos insanos estarem até hoje na melhor? compramos e lemos suas publicações e idiotices assim como votamos em Collor, Maluf e etc…Aproveitando a oportunidade, onde é que já se viu alguma criança usar panela na cabeça? existe algo mais idiota aplaudido pelo público e mídia?

  157. Neusi Maria Manso disse:

    Este caso Wilson Simonal sempre me incomoda e até dói. Não li matéria completa e confesso que tomei conhecimento disto muito recentemente.
    Incomoda porque há muitos lapsos e dói porque nesta hipocrisia brasileira os que deram causa continuarão cerceando a verdade para se protegerem e dói porque nesta hipocrisia brasileira esta hipocrisia continua vencendo.
    Se ele usou de amigos policiais para deter ladrão de seu trabalho é conduta discutível mas, daí estes policiais destruírem sua carreira em cima de uma brutal inverdade é cruel e desumano.
    Estou interessada agora em conhecer e acompanhar seus descendentes, saber o que pensam e o que sentem e quais as dificuldades que estão enfrentando para sanar as manchas que pairam sobre seu pai.

  158. ailson j oliveira disse:

    o que fizeram com simonal foi a maior sacanagem que pode ezistir ai esta o poder de certas pessoas que se prevalecem de suas posições para massacrar seus desafetos,por mais que se tentem jamais apagarâo o mal que fizeram e ainda fazem pois tenho certesa seus filhos sAõ atinjidos ate hj.

  159. Jorge disse:

    Pô, pera aí! O cara contrata capangas para torturar o próprio contador, sai por aí se vangloriando disso e ainda por cima ameaça a todos os colegas e pessoas próximas dizendo “Ninguém mexa comigo porque eu tenho amigos no DOPS”, e vocês acham pouco? Acham que ele foi injustiçado? Queriam o que? E ainda por cima tem uns que dizem que ele sofreu racismo! É o cúmulo da desfaçatez! O cara foi, sim um tremendo filho da p e não adianta agora querer revisar a história, porque a realidade, a verdade é uma só. Ele era um dedo-duro mesmo. E se ninguém souber indicar quem foi que ele dedurou, e se ele não tiver dedado ninguém, isso não melhora em nada a sua condição. Se não dedou é porque não teve a chance, porque se tivesse tido, dedava. Acusaram o Pasquim de racismo, porque mostrou uma charge de uma mãozona preta com o dedo apontando. Isso é racismo? Como desenhar uma mão sem racismo, quando o dono do dedo é preto? Se houvesse racismo, Gil não seria o que é hoje: O maior de todos os compositores, o gênio reconhecido por todos, até por quem não gosta de MPB. Se houvesse algum racismo, Milton não seria considerado o maior cantor de todos os tempos. Não houve nenhum racismo e não houve nenhuma injustiça. Esse escr… teve o que mereceu.

  160. Regina Dias disse:

    Na história da Música Popular Brasileira vemos que antigamente a escolha era mais rigorosa, somente grandes artista da música, cantores de talento, INTÉRPRETES, chegavam aos palcos e tentavam sua história, diferente de hjem que a banalização é degradante e a mídia, sem escrúpulos, critérios, informação e o pior, SEM GOSTO MUSICAL ALGUM, permite que sejamos bombardeados do mais pobre contingente musical.
    Ainda bem que SIMONAL não presencia esse quadro degradante.
    Simonal faz parte da minha história sim e nesse contexto de qualidade a que me refiro, entre os grandes ele foi o MAIOR. Talentosíssimo, grande intérprete, cantava com muita tranquilidade TODOS os gêneros musicais da época e fazia da música um brinquedo e alegria. Poucos dividiam como ele, o suingue é da alma, ninguém inventa e aprende.
    Muitas figuras foram oportunistas e hj vivem muito bem , como grandes “MEGAS” da cultura do país, na verdade foram responsáveis pelo banimento cultural e moral de Simonal
    Não dá pra perdoar essa buraco que ficou permanente na história da música brasileira.

  161. andre disse:

    Era um periodo de total negação à liberdade de expressão, além de um racismo escancarado no Brasil. O talento de Simonal é indiscutivel, mas o fato de dividir popularidade com outro artista branco, naquele periodo pode ter determinado o final de sua carreira. Vale apena ressaltar que Silvio Santos teve garantida a consesão do seu canal de televisão, no regime militar, pelo fato da esposa do presidente João Batista Figueiredo ser sua fã, ou, “colega de trabalho”.

  162. Julius Oswald Boelcke disse:

    Um dos grandes responsável pela difamação de Wilson Simonal foi o jornalista Juca Kfouri, o “democrático” arauto “da liberdade de expressão” embora assuma publicamente que é comunista e amante de ditadores sanguinários como Fidel Castro, Mao Tse-Tung e Hugo Chavez, que se entricheirou-se na Rede Globo e na Editora Abril lançando todo tipo de difamação contra aqueles que não fossem simpáticos a causa esquerdista que lutava para introduzir no Brasil uma ditadura comunista.

  163. Claudio Vargas disse:

    Não conheci o trabalho de Simonal, mas pelo que pude entender ele foi vítima de sua própria maneira de ser e agir. creio que não se tenha atentado pelo que era policialesco à época e também não soube usar as palavras corretas em público. Junta-se a tudo isso, não sei se de fato aconteceu, as delarações a favor do regime, o que pode ter contribuido em chamuscar a sua reputação de cantor popular. Ora! era os anos de chumbo! E creio que as atitudes não eram pautadas em “mentiras sórdidas” como diz o texto acima e sim de uma sensação paranóica que acometia muitos setores progressistas à época.

  164. Airton disse:

    Pois é, Simonal foi taxado de colobarador da ditadura e morreu profissionalmente. Outros admiradores de ditaduras como Chico Buarque,por exemplo, fã de Fidel Castro, virou um grande nome da MPB, incensado e idolatrado pelos mesmos que decretaram o fim de Wilson Simonal.Felizmente fez-se um resgate da memória deste grande e injustiçado artista.

  165. Mauro Alves disse:

    É lamentável que a carreira de um talênto como Wilson Simonal tenha sido abortada e relegada ao ostracismo de forma sumaria com a conivência e cumplicidade de muitos colegas do primeiro time da MPB que exerciam a famigerada “patrulha ideologica” por achar que toda arte deveria ser engajada. Lamentável.

  166. Luiz Antonio de Almeida disse:

    Simonal, foi para minha infância uma das mais belas emoçoes , quando eu era menino, numa televisão ainda em ´preto e branco, no Canal da tv record, mas só agora com os meus 54 anos, que eu fiquei sabendo da sua tragédia pessoal.
    Uma pena que ainda no Brasil, a impresa enaltece e desgraça a vida humana num passe de mágica.
    Bem, era nenem não tinha talco.. mas sólidão.

  167. Jadyr Ludgero Machado disse:

    Se o Wilson Simonal é o soldado que serviu no FORTE Copacabana no qual também sevi em 1958, posso lhes dizer era uma pessoa amiga e muito engraçado, tocando a sua corneta ( era o corneteiro da tropa ) o dia todo.
    Por favor, gostaria que constatassem essa informação, que me alegraria muito.Seria pra mim a volta ao passado. \obrigado

  168. Cristiane Pinto disse:

    Eu era pequena quando ouvi pela primeira vez a voz de Simonal, que coisa maravilhosa. É uma pena que pessoas tenham tanto poder ao ponto de tirar de circulação um artista como ele. Vaia para todos os que o perseguiram.

  169. laisa disse:

    @Everton, tudo isso é um grande misterio, que só Simonal poderia desvendar. Mas,infelizmente,ele não está mais aqui para se defender!

  170. Everton disse:

    Não conseguimos anistiar Simonal.
    Uma pena, um dos maiores talentos que esse país já teve. O fato de ele ser NEGRO passou será? Gostaria de crer que não…mas…

  171. Eliane C. da Silva disse:

    Que pena que isso tudo tenha acontecido com essa fera da música. Tenho 53 anos e somente há menos de 2 anos soube dessa monstruosidade que aconteceu com o nosso Simona. Estou sempre cantarolando as músicas que ele cantava, como ninguém.Se ele ainda estivesse na mídia hoje seria atualíssimo,pois artista de qualidade não morre jamais. Sei que ainda vamos continuar a ouví-lo por muitos anos, independentemente do que eventualmente tenha acontecido, e ninguém pode negar o grande talento, um grande show man.Tenho muitas saudades.

  172. Lucio Alves de Lima disse:

    Lamentável que tenha ocorrido isso. A morte programada de Simonal. O mais talentoso, internacional de nossos artistas. Ziraldo et caterva dão depoimentos hoje. Brilham como as cuecas que vestem. Conseguiram “sobreviver”. Recobra-se agora a memória do grande artista. Nesse momento, os babacas dão depoimentos. Me refiro especialmente ao pessoal do Pasquim. Gente, mesmo que tivesse sido verdade aquilo de que o acusaram, é o maior, o mais charmoso, e competente de nossos artistas. Isto é tudo.A vida basta por isso. O Brasil não tem grandes artistas. Só isso teria bastado para o Pasquim não ajudar a detratar o grande artista. ARTE ESTÁ ACIMA DE TUDO. Queria que os filhos do Simonal lessem isto e me desse notícia. Vamos resgatar seu grande velho, filhos, o suingue insuperável. O talento. O gênio. O suingue da nossa raça. O diálogo com o povo, um artista dialético, com não existe na nossa história. É caudatário de Machado e outros grandes, Lima Barreto etc. O que o Brasil produziu de melhor. O velho ranzinza Millor, incrustado bon vivant de Ipanema, essa gente nada fez, nada manifestou, contra uma injustiça. Uma grande injustiça cultural. Um complô organizado da nossa “inteligência”. Inveja. Sofreguidão de frustração. Tou lembrando da dita ‘esquerda’, porque ela é que ‘cuidava’ desse tipo de coisa na época. Da outa parte, nem falar. Todos da mesma laia. Na verdade, acidentes de percurso. (Eram, são até hoje culturalmente agorafóbicos… o povo de nosso País, alguns com agravantes). Mesmo assim, os tais ditos de esquerda, não representavam a inteligentsia da época? No caso do nosso charmoso e genial crioulo, ocorreu não só injustiça contra cidadão. Mas injustiça contra o brilho e a criatividade. O talento. Em país carente de gênios. E aqueles que então se proclamavam inteligentsia contra a estupidez oficilizada? E, agora, a estupidez dissimulada e ‘democratizada’? País sem a fibra dos homens que dominavam a midia (mesmo alternativa, ou principalmente esta) da época. O consolo: seu banimento (o de Simonal) se deu no apogeu. Não chegou a ser ministro. Foi nosso grande, completo artista. Alias, teria sido sempre um grande artista. O tempo passa. E agora o discurso não dos saudosos, apenas, mas de quem sabe o que é arte. O tempo sábio. MAS QUE PENA, SIMONAL DESAPARECEU MUITO NOVO! Com a diferença de gente sem o talento do Simonal. Que habita (e ainda velhos sobrevivem) essas plagas (ou seriam pragas?)malditas. Saudades do Simona.Neguinho pra lá de jeitoso.Mas tá bom… tamos tendo tempo de recuperá-lo.

  173. valdenir nunes disse:

    wilson figueiredo,parabéns por lembrar a muitos fãs de simonal,o quanto ele era bom.simplesmente “o cara”.

  174. Marcelo Magalhães disse:

    Quem decretou a “morte” deste talentoso cantor, foi aquele jornalzinho cheio de ateus, bichas, lésbicas e patrulhadores, o Pasquim, através daquele ridículo e alcoólatra Jaguar. “Mataram” um talento, um homem de uma voz afinadíssima, de um swing impressionante. Mas também o cara era negro, rico, comia tudo que era mulher branca e rica, andava nos melhores carros, cantou e encantou com Sara Vaughn, regeu um coro de 15.000 pessoas no maracanazinho… Querem o quê? Esses calhordas que o assassinaram, onde estão? Devem estar no inferno, que é o lugar deles!

  175. humberto fiuza disse:

    Belo trabalho de pesquisa,ótimos depoimentos dos. fãs.Wilson Simonal o Rei do Swing.Wilson Simonal o Rei da pilantragem.

  176. Julio Ditta disse:

    Wilson Simonal foi um grande artista. Ainda que por um acaso (o que eu não acredito) tivesse sido ele favorável ao regime militar, não merecia a perseguição e o banimento que sofreu.
    Porcarias que não cantam nada, tipo Caetano Veloso e Chico Buarque, hoje são "cults" só porque foram contra a ditadura. Aliás, vejam que bela democracia temos!
    Que viva Wilson Simonal em nossos corações.

  177. Luiz Alberto disse:

    Falando nisso, devo dizer que hoje aos 55 anos de idade, lamento profundamente o que se fez ao cantor Wilson Simonal de Castro. Mais devo admitir que sé ele realmente tinha alguma coisa a ver, não deveria ser tão covardemente desprezado, não só pelo meio artístico, como também ao que tudo deixa transmitir, pelos seus filhos que na época da agonia humana de Simonal, nunca vi dizer que eles botassem a cara para tapa, como a gente dizia na era de chumbo deste Pais. Eu gostaria muito de ouvir Sérgio Cabral, Pai a esse respeito, pois o Jaguar nunca me convenceu sempre pareceu ser um sensacionalista filosófico com seu pasquim péssimo.

  178. Sergio disse:

    A "pilantragem" era música comercial, de baixa qualidade."
    Essa opinião é discutível, Dorival. Eu até concordo com você, mas o Zuza Homem de Mello, por exemplo, não pensa assim. Leia o que ele afirmou no encarte da caixa "Wilson Simonal na Odeon".

  179. Marcia disse:

    Acho um absurdo o que fizeram com o Simonal!

  180. Edson de Santana disse:

    Simonal, foi e continuará sendo um simbolo nacional da boa musica tudo pela sua qualidade de voz dominio de massas, isto causava inveja naqueles que via em um negro, a facilidade de dominio puro onde sua presença no palco, trasmitia alegria isto incomodadava muitos que não tinham competencia e coragem para este feito, nos indigna ver alguns daqueles que criticaram este que se eternizou musicalmente em nossas mentes,dando uma de sabios mas não passam de traidores porque agem convenientemente, basta perguntá-los se sofreram torturas logo desconversam, por isto ressalto Chico Buarque e Edu Lobo, pela postura e parabeniza Simonal pelo carisma, qualidade e brilho que sempre deu enquanto pode mostrar seu talento muiscal ele será inesquecivel. Ah! falta entre nós um movimento para cobrar da midia especiais musicaias com a presença deste talento chamado WILSON SIMONAL

  181. Dorival Barroso disse:

    O leitor "pilantra" demonstra profundo desconhecimento de música. A "pilantragem" era música comercial, de baixa qualidade. E ele não foi mais um cantor de bossa nova igual aos outros, esse foi o momento criativo, ele inovou muito.

  182. PILANTRA disse:

    Moda idiota da pilantragem??

    foi a melhor fase da carreira de simonal e você diz isso? foi o momento mais criativo, pois antes ele só era mais um cantor de bossa nova igual a todos os outros. E não acho que seu afastamento do meio artístico esteja ligado a questões raciais, e sim pelo idiotismo político generalizado da época. sou muito mais o simonal do que aquele bando de artistas esquerdistas comunistas que fingiam lutar por algo. Tudo uma grande mentira.

  183. Marcos Lopes Firmo disse:

    Simonal sempre quis a rosa, porém, o que lhe deram foram os espinhos de uma roseira, o acusaram de forma injusta, sem direito a defesa. E o pior o biocote da classe artística ao seu nome. Wilson Simonal quis o tombo, mas lhe deram uma grande rasteira na qual não conseguiu mais se erguer. O mais caluniado dos artistas tem direito de se defender. Contudo, sua arte e swing ainda vivem nos corações de seus fãs.

    Marcos Lopes Firmo.

  184. Luís disse:

    E a surra que ele mandou dar em seu contador? Ainda por cima, contratando agentes do DOPS, órgão que incomodava a classe artística? Simonal deveria ter medido as conseqüências do seu ato. Logo naquela época, onde o ranço entre o DOPS e os artistas era enorme. Qualquer meio de informação que fosse contrário à ditadura condenaria tal atitude. É preciso contextualizar os fatos. Hoje, a condenação de Simonal parece absurda e injusta, mas na época foi o mínimo que teria acontecido. E assim foi. Está certo que Simonal não foi um informante do DOPS, mas um artista com seu renome não poderia ter feito o que fez. E pagou caro. Mas suas músicas são excelentes.

  185. Alcides Cardozo disse:

    Acho que tudo isso fez parte da enorme discriminação. Não se suportava o fato de um negro de voz bonita, charmoso e fazendo sucesso. Levando em conta a covardia da época, não podia dar outra coisa. Quem lembrar, por favor, goataria de ter a letra de uma música que Simonal cantaca assim: Nós somos como dois tostões, juntinhos para poder valer. No fundo somos dois guris. E por aí vai. Gostaria de ter este CD. Obrigado.

  186. adnilzon da silva soares disse:

    Lendo o artigo sobre Simonal artista que ouvi muito no começo de minha adolescência fico me perguntando se nós ainda não fazemos o mesmo quando alguma injustiça chega ao nosso conhecimento e simplesmente fazemos de conta que não sabíamos e nos acovardamos em opinar ou defender pessoas que naquele momento está fragilizada com a situação.É meus amigos no nosso dia a dia quantos Simonais são injustiçados e morrem profissionamente ou comentem suicídio profissional por
    calunia, nesse mundo maluco e mundializado é normal, o grande Émile Durkheim pai da Sociologia nos trás alguns ensinamentos em seu livro Fatos Sociais onde o homem é coagido a tomar certas atitudes que o faz esquecer de valores primários , banalizando a ética a moral deixando-se de lado a amizade pôr um momento de sentimento de poder.
    Um abraço a todos.

  187. Eridan disse:

    Realmente foi lamentável o que aconteceu com esse artista. A hipocrisia do ser humano é imensa. Se as pessoas usassem a empatia muitas coisas ruins deixariam de acontecer. Isso vale pro ontem, pro hoje e pro amanhã.

  188. Meire Bottura disse:

    25 de junho, oito anos sem Simonal. A saudade não pertence apenas à família e aos que com ele conviveram, é sentida também por seus fãs.

    Oito anos se passaram desde que a voz mais brilhante deste país se calou, e a tristeza que hoje invade o meu peito é a mesma que senti quando o meu ídolo foi embora. Naquele dia, como disse Nelson Rodrigues, a vontade que tive foi de sentar no meio-fio e chorar.

    Cresci ouvindo Simonal graças a meu pai, que adorava as suas músicas e a sua alegria. Ambos partiram, fã e ídolo marcaram um encontro lá no céu e, agora, é bem provável que estejam jogando conversa fora e cantarolando entre uma piada e outra.

    As lembranças me remetem a tempos distantes e felizes, que sei, não voltam mais. Lágrimas afloram, mas ninguém as vê; são silenciosas, não ouso expressar um único som. É em silêncio que, neste dia, confronto os meus mais caros sentimentos.

    Simonal deixou marcas definitivas em minha memória e em meu coração: a alegria infantil, a figura inesquecível, o lindo sorriso e a imensa saudade. Anjos o trouxeram, anjos o levaram, mas sua música estará sempre comigo e, desta forma, ele também estará. Enquanto existir um só artista que interprete as suas canções ainda haverá emoção, e sua arte permanecerá viva.

    Wilson Simonal merece a atenção dos estudiosos brasileiros, e não apenas citações. Seus discos, sempre esmerados pela produção que os envolvia, eram os mais vendidos do Brasil graças ao público que o consagrou como um de nossos maiores intérpretes. Negar a sua participação na história da nossa música é impossível. Evitar preconceitos será sempre uma boa introdução, e reverenciá-lo como artista é, definitivamente, o nosso dever.

    No bucólico silêncio dos mortos uma história grita, clama ser ouvida, NÃO PEDE PRECES, PEDE JUSTIÇA. Poucas vezes a morte se fez tão provisória; onde se imagina o ponto final, é apenas o recomeço.

    Registro aqui a minha tristeza e a minha homenagem a um ídolo que marcou os meus sonhos de menina, e que sempre ocupará um espaço muito grande em meu coração. A sua benção, Simonal.

  189. Benedito Lacerda disse:

    Não há dúvida, o grande FDP foi Jaguar, o mau caráter que roubou seus sócios no Pasquim.

  190. Julio Moreira disse:

    Com o país do jeito que está,o DOPS faz falta nos dias de hoje.

  191. chris lima disse:

    Li muito a palavra "preconceito" nas linhas de opinião e um dono da verdade chamando o Jair Rodrigues de nulidade. Eis o pior dos preconceitos: o dos inconformados com o sucesso dos que têm talento.

  192. Evandro Correia disse:

    Ô Jaguar, que tal dividir sua indenização milionária com os filhos de Simonal? Eles precisam mais que você.

  193. Meire Bottura disse:

    Chicomaria
    Relendo o que escrevi, percebo que você tem razão, não deixei claro o que penso. Insisto, na minha opinião houve racismo sim, porém, concordo com você, não foi o único fator que determinou a destruição de Simonal. Sua arte representava alegria num momento de dor e perdas, o que gerou perseguição policialesca por parte dos intelectuais engajados que não podiam questionar publicamente o sistema. Estes, transformavam suspeitas em verdades absolutas e, já que eram obrigados a engolir a humilhação de viver sob o jugo dos militares, se vingavam em bodes expiatórios como o Simonal. As ideologias nos impedem de avaliar os fatos com isenção porque têm a pretensão de formar uma lógica para obter imagem universalizada de determinado assunto.
    Quando ao caso da menina Isabela, é mais uma das gritantes perseguições do furo jornalístico em detrimento da verdade. A nossa imprensa tem no currículo vários episódios de carreiras e vidas destruídas por precipitação, injustiças, mentiras plantadas, interesses escusos ou mesmo por incapacidade profissional. Não raro, age de maneira arbitrária, descontextualiza e fragmenta as informações transformando-as em teses. Resultado, ao simplificá-las unilateralmente, em vez de uma denúncia fundamentada, "define" uma prova de crime e dá o veredito. Basta lembrar do linchamento público promovido contra os donos da Escola Base.

  194. Meire Bottura disse:

    Chiomaria, bem lembrado. Maestro Erlon Chaves, outro gênio e, permita-me, outro que também foi açoitado pela intransigência racial que determina que negros devem saber qual é o seu lugar. Você, Chicomaria, beijava os pés do maestro porque não sofria da doença racismo, mas, é sabido que foi exatamente o espetáculo citado que marcou a carreira dele de forma definitiva. Ao apresentar-se rodeado de lindas mulheres, Erlon "insultou" a sociedade, foi preso e proibido de exercer sua profissão por 30 dias em todo o território nacional. E, não podemos esquecer, as más línguas não perdoaram o fato dele ter conquistado a maior beldade da época, a louríssima Vera Fischer.
    Abraços.

  195. Chicomaria Arouet disse:

    Discordo de Meire na questão do racismo. Se há um ambiente onde ele é invertido é na música popular. Gênios e nulidades, como Tim Maia (gênio) e Jair Rodrigues (nulidade) sempre foram incensados. Enquanto vivia, o maestro Erlon Chaves (gênio) tinha um número musical em que louras desfilavam para beijá-lo sob aplausos de todos. Moacyr Santos (que não é um só, mas tantos) cada vez que por aqui baixava tinha seus pés lavados e beijados. E eu na fila.

    O Simonal foi morto no pseudo embate entre a "esquerda" e a "direita"; ele, malgrado ele, foi a "direita" que aquela "esquerda" covarde pôde combater.

    Foi sobre Simonal que se descarregou a frustração, a covardia e o stalinismo dos atuais bolsistas milionários.

    E não foi só Simonal. Quantas reputações foram arruinadas nos botequins e redações, bastando um simples apodo dos mestres-pensadores: Fulano? Ah, esse é mau-caráter. Era o que bastava para a arraia miúda sair em coro: Fulano é Mau-Caráter!

    Puxo esse tema para agora: o que estão fazendo com o pai e madrasta dessa menina que foi atirada do alto do edifício é típico. Alguém grita: "Foi ele!", "Só pode ser ele!". O ministério público vai ao cabelereiro, prepara-se para seus cinco minutos de TV e proclama: "Prisão preventiva neles!". Satisfaz-se o clamor público, o clamor da midia, arruinam-se mais vidas. E se não forem eles? Será que terão direito a uma bolsa? Comprem o jornal de amanhã.

  196. Evandro Correia disse:

    Lembro-me bem da campanha contra Simonal. Sem dúvida lançada pelo Pasquim. Jornal que prestou bons serviços, deu muito prazer aos seus leitores, mas também foi capaz de uma atitude sórdida como esta. E esse Jaguar, se já não está rico, agora vai ficar com a sua bolsa-ditadura. Nojento.

  197. Meire Bottura disse:

    Não há qualquer verdade em tudo o que foi dito contra Wilson Simonal ao longo de quase quatro décadas, o suposto envolvimento com a repressão já está mais do que esclarecido. Simonal foi desmoralizado porque a mídia promoveu uma campanha sórdida contra ele e a classe artística tratou de engolir rapidinho todas as mentiras. O próprio Jaguar (um dos mentores da campanha promovida pelo Pasquim contra Simonal) já admitiu que "talvez tenha cometido um engano", mas que está muito velho para rever posições: "Foi um impulso meu, ele era tido como dedo-duro".

    O depoimento dos policiais não passou de mentiras para livrar a cara deles mesmos, que, envolvidos na questão do contador, precisavam justificar porque utilizaram as dependências do DOPS. O inspetor Mário Borges, em sua defesa, mentiu em juízo ao dizer que "interrogou" Rafael Viviane porque Simonal era um informante, e que, por isso, acreditou que o preso era um terrorista perigoso. Entretanto, o superior dele, o inspetor Vasconcelos, DESMENTIU o testemunho, mas, este depoimento, apesar de constar no processo (3450), ESTRANHAMENTE não ganhou as páginas dos jornais. Simonal cansou de repetir isso, mas, alguém lhe deu ouvidos?

    O próprio Boni admitiu, com todas as letras, que se Wilson Simonal fosse realmente um colaborador da ditadura, ele teria sido, naquela época, a ÚNICA atração que teria total aval para ir ao ar na Rede Globo. Elementar…

    Simonal incomodava muita gente porque se negava a dizer amém à sociedade racista da época. O preconceito racial era explícito, normal e corriqueiro, o estranho era alguém agir diferente. O Brasil sempre foi um país hipócrita, não nos iludamos, nada mudou, a diferença daqueles tempos para os dias atuais é que agora, além de ser crime, o racismo também é "politicamente incorreto", o que não o elimina, apenas camufla. Como disse Florestan Fernandes, "o brasileiro tem preconceito de não ter preconceito".

    Dá para imaginar o estardalhaço que fazia um negão boa pinta desfilando de nariz empinado, todo cheio de si, a bordo de carrões e derretendo o coração das "lourinhas de família" – era um sacrilégio, a sociedade não engolia. Muitos dizem que Simonal cavou a própria cova porque era arrogante e metido. E daí, qual é o problema, é crime? A meu ver ele não destoava em nada de tantos outros artistas a não ser por uma enorme diferença: cometeu o pecado de nascer negro. Se fosse branco, certamente não faria diferença. Estava mais do que certo, tinha de se armar contra os que não admitiam que um negro nascido numa favela chegasse lá. E, além do mais, ele podia ser empinado, metido, e o que mais quisesse, afinal, não é qualquer um que consegue ser O MAIOR CANTOR de um país tão grande. Ele incomodou sim, arrebatou multidões e alardeou seu talento aos quatro cantos… imperdoável.

    Não estou dizendo que Simonal era santo. Ele cometeu um gravíssimo erro ao envolver-se na questão com o contador, mas, foi processado, condenado e cumpriu a pena – pagou a dívida com a sociedade. Porém, as coisas não foram tão simples: ele deu a munição necessária para os que queriam vê-lo pelas costas: a mídia e a classe artística. Era tudo o que queriam, um motivo, um deslize, uma pisada em falso, pois não suportavam ver um negro num posto tão alto. Tornou-se um perigo tanto para a esquerda quanto para a direita porque dominava as massas – contra fatos não há argumentos.

    Não é difícil compreender toda esta história, basta o brasileiro ter real interesse em pesquisar e saber o que houve. Tudo poderia ter sido diferente, não fosse a mídia canalha que enaltece e destrói a bel-prazer, e, pior, emudece quando lhe convém. Quantos, quantos casos conhecemos? Já passou da hora de reconhecermos que Wilson Simonal é um patrimônio cultural nosso, devemos isso a nós mesmos.

  198. Apolonio Prestes disse:

    Fico surpreendido com a pequena quantidade de manifestações de leitores contra este crime absurdo.

  199. Laurel disse:

    Chicomaria: excelente a sua análise. Tudo o que é "organizado" (política, religião, etc) tentará sempre disseminar a "informação" que lhe convém e abafar as liberdades individuais. E assim prossegue caminhando a humanidade…

  200. Chicomaria Arouet disse:

    Nessa época, a imprensa era praticamente toda pautada pelos padrões éticos do partidão. Não que os cargos de chefia fossem todos do PCB, mas, de alguma forma, obedeciam a essa ética que faz "cair em desgraça" ou "reabilitar" personagens ao sabor dos momentos políticos.

    Os regimes totalitários, sejam eles os que nasceram sob o jugo e inspiração da Inquisição católica, os nazi-fascistas e os comunistas têm a necessidade de regular TODAS as manifestações humanas, inclusive – e sobretudo – a arte. Correm risco de vida poetas, escritores, cantores e compositores, imaginem.

    O que se viu com Simonal foi um surdo auto-de-fé, uma morte em vida, a internação no gulag dos que não se alinhavam à "linha justa". A título de "combater a ditadura" os Torquemadas, as madames Maos, os Goebels e Zhdanovs brasileiros estabeleceram eles a ditadura e determinaram quem é ou não "artista", quem "merece" ou não ser divulgado, quem irá ter suas notinhas publicados, seus shows divulgados, quem é o "gênio" da literatura, da música, da arquitetura. Gênios da patota. Pol Pots das artes.

    Morro de medo dos que se pretendem "estar com a história", me apavora os que dizem "Deus lo vult", "Gott mit Uns", "Ame-o ou deixe-o", "Haloween é o cacete!". Eles têm certezas, eles matam por ideologia.

  201. Evandro Correia disse:

    Realmente é nojento. Alguém precisava ir atrás e descobrir quem foi o criminoso que inventou essa história.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *