Início » Economia » A tecnologia da assistente pessoal
Tecnologia

A tecnologia da assistente pessoal

As empresas de tecnologia estão competindo para se transformarem em secretárias pessoais dos consumidores, com implicações sérias para o comércio e a privacidade

A tecnologia da assistente pessoal
A verdadeira estrela da apresentação foi o aplicativo Siri, a assistente pessoal da Apple (Foto: Pixabay)

Uma multidão animada invadiu o Bill Graham Civic Auditorium em São Francisco no dia 9 de setembro. As pessoas se aglomeraram no local que em geral apresenta shows de rock para assistir a uma apresentação da Apple. Os executivos da empresa subiram no palco para anunciar as atualizações do Apple Watch, iPhone e iPad, assim como um novo decodificador de televisão, que facilita a procura de programas e jogos na TV. Mas a verdadeira estrela da apresentação foi o aplicativo Siri, a assistente pessoal da Apple.

Siri, que já está disponível em iPhones, responde a comandos de voz e será incorporado aos novos controles remotos da TV da Apple, a fim de que os usuários não precisem levantar um dedo para mudar de canal ou encontrar um novo programa. Se os usuários quiserem saber notícias do tempo ou os resultados de um evento esportivo basta perguntar ao aplicativo e logo ouvirão a resposta.

A migração do Siri para a televisão é um exemplo do progresso do software de assistência pessoal, que imita algumas das aptidões das secretárias não virtuais, que mantêm agendas atualizadas de compromissos, pesquisam informações e fazem outras tarefas burocráticas. A Apple, que comprou o Siri em 2010 por US$200 milhões, é líder nessa área, mas muitas empresas de tecnologia estão desenvolvendo produtos concorrentes.

Fontes:
The Economist-The software secretaries

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *