Início » Economia » A verdadeira linha da pobreza
Gráfico

A verdadeira linha da pobreza

Estudo realizado nos países em desenvolvimento mostra que número de pessoas vivendo próxima da linha de pobreza continua alto

A verdadeira linha da pobreza
Economistas descrevem pesquisas em países em desenvolvimento

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os economistas Abhijit Benrjee e Esther Duflo descrevem os resultados de uma série de pesquisas realizadas em lares dos países em desenvolvimento, em seu novo livro “Poor Economics” (“Economias pobres”). Seus dados permitem comparações da completa distribuição de consumo per capita em vários desses países, além dos tradicionalmente disponíveis números sobre as frações da população vivendo com menos de US$ 2 ao dia. Em alguns desses países, muitos daqueles que consomem o suficiente para não serem classificados como “pobres”, estão, na verdade, apenas um pouco melhores do que os pobres. Quase 80% dos 30,6% de bengalis que consomem mais de US$ 2 diários, na verdade consome entre US$ 2 e US$ 4 – ainda um número muito baixo. Um pouco de falta de sorte – como uma colheita ruim, por exemplo – pode ser necessária para colocá-los de volta abaixo da linha de pobreza.

O gráfico abaixo mostra os níveis de consumo entre US$ 2 e US$ 10 diários, em 18 países.

Fontes:
Economist - The bread line

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. André Luiz de Jesus Silva disse:

    Esta é uma pesquisa relevante que dá eco a afirmação de que uma possível ascensão social durante o governo PT é precipitada. O Bolsa Família, entre outros auxílios sociais, é um excelente programa, desde que venha acompanhado de um processo de qualificação técnica dos mais necessitados, o que não vem sendo feito aqui. Pior que isso: há o uso dos recursos de tais programas no intuito de fazer com que os beneficiários votem em favor daqueles que ampliam esta estrutura de auxílio manco. Caracteriza-se, dessa maneira, a compra e venda velada de votos, enquanto que os reais problemas de ordem social (emprego, saneamento básico, moradia, educação, saúde)são visivelmente maquiados dando a impressão de que estão próximos do fim.

  2. Marco Tolentino 2019-Monarquia disse:

    NESTE PAÍS ONDE PLANTANDO TUDO DÁ, SE PASSA FOME! POIS OS RICOS NÃO QUEREM BAIXAR OS SEUS LUCROS! NEM TRABALHAREM PARA POBRES !
    A MISÉRIA AUMENTA ASSUSTADORAMENTE!…NÃO FALTAM RECURSOS! O BRASIL NUNCA ESTEVE MELHOR FINANCEIRAMENTE, MAS ESTÁ PIOR NO CONTESTO DA CORRUPÇÃO. AGORA SÓ DEUS DARÁ UM JEITO OU A MONARQUIA ACOMPANHADA DA GUILHOTINA PARA CORTAR AS CABEÇAS DOS MAUS ELEMENTOS.

    ESTÃO ROUBANDO AS COMIDAS DAS CRIANÇAS NAS ESCOLAS !
    ESTÃO MORRENDO NOS HOSPITAIS POR FALTA DE ATENDIMENTO!
    O TRANSPORTE DE MASSA ESTA FALÍDO!
    MENSALÃO NO PODER NOVAMENTE!
    AS VERBAS PARA AMPLIAREM OS AEROPORTOS CONTINUAM SENDO DESVIADAS!
    MINISTROS CARREGANDO MALAS GORDAS COM DÓLARES!
    A CAIXA ECONÔMICA COMPRA AÇÕES DE BANCO FALIDO !
    AS OLIGARQUIAS CONTINUAM A NEGOCIAREM NOSSAS TERRAS COM EMPRESAS MULTINACIONAIS E O POVO FICANDO PELAS ESTRADAS ACAMPADOS!
    NOSSO NEÓBIO (BILHÕES )CONTINUA SAINDO PELO ESCURO !
    PRESIDENTA DILMA!
    ACHO QUE ESTA NA HORA DE SE COROAR RAINHA E ADOTAR A GUILHOTINA OU…. DEIXE PARA MIM EM 2019 !
    OS HOMENS MAUS QUE SE CUIDEM! TRATEM DE VIRAREM ANJOS DE DEUS OU DE SATANÁS!
    ESCOLHAM SEUS LADOS JÁ !
    NÃO VEJO MAIS SAÍDA !

  3. Paulo G. S. Nascimento disse:

    Não tenho nenhuma pretensão de defender este ou aquele governo, pois estes últimos estão apenas apagando incêndios gerados ao longo dos anteriores. O nosso grande sociólogo FHC vivia esmolando dinheiro no Banco mundial, enquanto o semi-analfabeto fez com que o País voltasse a ter credibilidade e respeito lá fora. Temos que por fim neste ranço político e acreditar que pode melhorar, pois o erro não é de agora. Nunca haverá governo sem peças podres!! Deixem de reclamar e trabalhem!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *