Início » Economia » Airbnb está direcionando seu foco de interesse para pessoas em viagens de negócios
HOTEL OU ALUGUEL?

Airbnb está direcionando seu foco de interesse para pessoas em viagens de negócios

Mas grande parte dos viajantes ainda prefere a segurança de um hotel

Airbnb está direcionando seu foco de interesse para pessoas em viagens de negócios
Os serviços online de hospedagem não se limitam ao Airbnb, ou ao espaço geográfico dos EUA (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

De acordo com a United States Travel Association, as viagens de negócios correspondem a cerca de um terço do total das despesas de viagens nos Estados Unidos. Mas o atendimento às pessoas que viajam a trabalho é responsável por menos de 10% da receita da Airbnb, uma empresa online com sede em São Francisco, que anuncia e reserva hospedagem.

Por esse motivo, a Airbnb lançou uma nova ferramenta de reserva de acomodações direcionadas a pessoas em viagens de negócios. Todos os tipos de acomodações como estúdios, pequenos apartamentos ou casas têm Wi-Fi grátis, uma escrivaninha, sabonete, shampoo, secador de cabelo, ferro de passar roupa e check-in com um porteiro ou uma fechadura digital. Em resumo, todas as comodidades básicas de um hotel. A ferramenta também permite que as empresas acompanhem os gastos de hospedagem, recebam faturas e gerenciem os itinerários dos funcionários.

Os serviços online de hospedagem não se limitam ao Airbnb, ou ao espaço geográfico dos EUA. Na semana passada, o site Xiaozhu, apelidado de “Airbnb da China”, começou a oferecer acomodações adequadas a pessoas em viagens de negócios. As acomodações do Xiaozhu têm opções semelhantes às da Airbnb, com a diferença que precisam estar a 10 minutos de distância a pé dos transportes públicos.

A Airbnb tem seus críticos no mundo das viagens de negócios. Craig Fichtelberg, CEO da AmTrav Corporate Travel, publicou uma   artigo no início deste mês em  Business Travel News com o título “Business Travelers Expect Consistency That Airbnb Can’t Deliver”.  Seja com a mudança diária de lençóis limpos e toalhas, com o oferecimento de um serviço de lavagem a seco, uma academia de ginástica ou um bar, disse Fichtelberg, “hotéis no mundo inteiro criaram um padrão de conforto para atrair pessoas que viajam a trabalho”.

Fontes:
The Economist-Home-sharing sites are targeting business travellers

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *