Início » Economia » Argentinos lutam contra pior praga de gafanhotos dos últimos 60 anos
ARGENTINA

Argentinos lutam contra pior praga de gafanhotos dos últimos 60 anos

Quando os gafanhotos começarem a voar em busca de alimentos, eles podem destruir as colheitas

Argentinos lutam contra pior praga de gafanhotos dos últimos 60 anos
Em dez dias, gafanhotos podem crescer e começar a voar em busca de alimento (Foto: Senasa)

Fazendeiros argentinos estão lutando contra o tempo na tentativa de controlar a pior praga de gafanhotos do país em mais de meio século. Só que as tentativas podem não ser suficientes para evitar que os gafanhotos comecem a voar nos próximos dias, quando eles realmente serão uma ameaça capaz de devorar as colheitas.

“Esta é a pior explosão nos últimos 60 anos”, disse Daniel Quiroga, diretor nacional de proteção vegetal do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentária (Senasa) do país. “É impossível erradicar, a praga já se estabeleceu. Nós apenas estamos agindo para garantir o menor dano possível.

Quiroga indicou um aviso da FAO das Nações Unidas divulgado em novembro, que dizia que as mudanças climáticas poderiam contribuir para pragas de gafanhotos na África. “Tem um impacto claro em nosso país também. Definitivamente, estamos sendo afetados”.

Muitos fazendeiros estão culpando o governo de Cristina Kirchner, dizendo que suas autoridades falharam ao não levar os avisos a sério. Segundo a professora de agronomia da Universidade de Buenos Aires, Paola Carrizo, ainda não há nenhum estudo que revele que as mudanças climáticas podem aumentar as populações de gafanhoto. Para ela, é mais provável que a causa seja o insuficiente controle de pestes da Senasa.

Em dez dias, gafanhotos podem crescer e começar a voar em busca de alimento. Quando isso acontecer, a operação contra a praga vai ser mais complexa, segundo Quiroga. Isto vai exigir fumigação aérea para envenenar a praga.

 

Fontes:
The New York Times-Argentina Scrambles to Fight Biggest Plague of Locusts in 60 Years

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Essa Cretina K. é como um cadáver insepulto. Mesmo depois de morta continua assombrando seu país. Acautelemo-nos pois. Se tem lá, terá aqui. Lembro-me que aos quatro ou cinco anos de idade, em 1947 ou 48, Pelotas sofreu um ataque devastador dessa praga bíblica, agora ressuscitada pela bruxa argentina.

  2. Roni Antonio Garcia da Silva disse:

    É isso aí Roberto. Eu nasci em 1947, mas me lembro muito be da histórias sobre esta praga contada por meu falcido Pai. Ela devorava plantações inteiras. Isto que está acontecend na Argentna é resultado de Governos populistas e incompeentes como ocorre aqui no Brasl, Espero que nosso Ministério da Agriultura e Pecuária seja proativo em realção a esta praga e ue sabe se mobiliz atépara axiliar os Argentinos a erradicá-la de seus País.

  3. Thomas Korontai disse:

    Aqui temos crises de gafanhotos representados por corrupção burocracia, inépcia, má vontade, cleptocracia, extorsão fiscal institucionalizada, cegueira endêmica, ganância desmedida, ignorância e estupidez… gafanhotos gerados infinita e crescentemente por um modelo estúpido de (des)organização do Estado, que ceifa a produção de tudo, ceifa o planejamento, a esperança, e muitas vidas, das mais diversas formas.

    Há meios de se exterminar isso, mas o reativismo crônico e o imediatismo para cessar o terror mantém uma cegueira que impede enxergar soluções simples e eficazes. Quem sabe um dia…
    movimentofederalista.org.br

  4. Joel Robinson disse:

    Tamos f* aqui na AL, gafanhotos, aedes, pestistas, corruptos…chamem o Moisés para abrir o Atlântico…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *