Início » Economia » Banco Central Europeu vai tirar nota de 500 euros de circulação
CÉDULA 'BIN LADEN'

Banco Central Europeu vai tirar nota de 500 euros de circulação

A medida tem como finalidade dificultar transições financeiras de grupos criminosos. Com isso, a cédula de 200 euros passará a ser a de maior valor

Banco Central Europeu vai tirar nota de 500 euros de circulação
Cédula é a preferida por criminosos, por ser compacta, de alto valor e de fácil transporte (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta quarta-feira, 4, que irá retirar de circulação a nota de 500 euros. A medida tem como finalidade dificultar as transações bancárias de terroristas, traficantes de drogas e de pessoas que tentam fazer lavagem de dinheiro.

A ação do BCE fará com que o transporte de grandes quantias de dinheiro seja mais complicado para grupos criminosos. De acordo com um estudo da Universidade de Harvard, uma quantia equivalente a US$ 1 milhão em notas de 500 euros pesa cerca de 2,2 kg e cabe em uma pequena bolsa.

A cédula deverá sair de circulação nos países da zona do euro no final de 2018, e com isso a nota de 200 euros se tornará a de maior valor. Desse modo, uma quantia de US$ 1 milhão terá um peso cerca de 2,5 vezes maior que em notas de 500 euros. Se for transportar a mesma quantia em notas de 100 euros, o peso aumentaria ainda mais, chegando a 10 kg.

De acordo com autoridades de justiça americanos, o euro se tornou a moeda mais utilizada por cartéis de drogas. Autoridades do BCE reconhecem que as cédulas de 500 euros têm um papel importante em crimes como lavagem de dinheiro e no financiamento do terrorismo. O estudo de Harvard ainda afirma que, em alguns grupos, a cédula é conhecida como “Bin Laden”, em referência ao ex-chefe do grupo terrorista Al-Qaeda.

A cédula é a preferida de grupos criminosos por ser compacta, de alto valor e fácil transporte, o que se torna conveniente para escapar do olhar de autoridades. “Retirar a cédula de circulação fará com que organizações criminosas tenham mais custos e aumentem os riscos de serem presos”, afirma Peter Sands, o principal autor do estudo de Harvard e ex-executivo-chefe do banco britânico Standard Chartered.

Fontes:
New York Times-Europe to Remove 500-Euro Bill, the ‘Bin Laden’ Bank Note Criminals Love

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *