Início » Economia » Banco Central perdeu o poder de controlar a inflação?
POLÍTICA FISCAL

Banco Central perdeu o poder de controlar a inflação?

Contas públicas estão tão problemáticas que, segundo alguns economistas, nem o BC é capaz de debelar a inflação

Banco Central perdeu o poder de controlar a inflação?
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A revista Economist traz esta semana uma matéria sobre a deterioração da situação fiscal do país. Segundo a revista, alguns economistas acreditam que os problemas orçamentais brasileiros são tão extremos que eles estão minando o poder do Banco Central de combater a inflação manipulando as taxas de juros, um fenômeno conhecido como dominância fiscal.

A inflação no Brasil está se aproximando de 10%, todavia o Banco Central optou por não elevar os juros em uma reunião na quarta-feira, 21. Alguns economistas dizem que o Banco pode não ter elevado as taxas de juros, já em 14,25% (e uma das mais altas do mundo) porque isso teria alimentado a inflação, em vez de reduzi-la. Isso porque a taxa necessária para estabilizar a inflação produziria um crescimento explosivo da dívida pública.

Além disso, o BC elevou a taxa Selic sete vezes seguidas entre 2014 e 2015, levando-a ao seu maior nível desde 2006, e mesmo assim o país terminará o ano com inflação próxima a dois dígitos, enquanto a meta perseguida pelo BC é de distantes 4,5%. Recentemente, o BC anunciou que a meta ficará para 2017. Alguns economistas já propõem o abandono do regime de metas de inflação.

Hoje a dívida pública brasileira cresce como bola de neve. Além disso, o enfraquecimento político da presidente Dilma dificulta o aumento de impostos ou uma redução dos gastos públicos capazes de reverter o descontrole fiscal e devolver ao BC a capacidade de agir.

Fontes:
The Economist - Broken Lever

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Rene Luiz Hirschmann disse:

    Esta uma bagunça, é uma indignidade o que fazem com o povo brasileiro, enquanto isso os parlamentares gastam muito sendo os mais bens pagos do mundo e os mais corruptos também, quando percebemos que aqueles que estão no congresso não foram os escolhidos pelo povo, e sim pelos partidos é que entendemos o que significa o voto obrigatório, serve só para legitimar os políticos profissionais, ou voces acreditam que após uma eleição muda muito,não porque os mais votados nem sempre ou quase sempre não são os escolhidos pelos partidos é uma bandalheira na qual os outros poderes são coniventes. qu

  2. João Cândido da Silva Neto disse:

    Na verdade esta atual crise não terminará antes que alguém crie a coragem necessária para admitir que a única solução passa pela redução dos gastos do governo,eliminação de ministérios e redução do número de partidos; criar mais impostos e aumentar a taxa de juros só vai complicar. Talvez a renúncia da presidenta possa contribuir, quem sabe…? Quem sobreviver, verá.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *