Início » Economia » Bens de luxo se tornam mais baratos com a queda do real
Mercado de luxo

Bens de luxo se tornam mais baratos com a queda do real

Empresas consideradas símbolos globais da opulência como Louis Vuitton e Prada oferecem produtos a preços mais baixos no Brasil que nos EUA

Bens de luxo se tornam mais baratos com a queda do real
Entre quase duas dúzias de itens de luxo, 19 estão com preços melhores em SP do que em Nova York (Foto: Wikipédia)

Enquanto os preços da maioria dos produtos importados, de smartphones a vinhos, têm aumentado no Brasil devido à desvalorização do real, muitos itens de luxo têm ficado mais baratos em relação aos preços nos EUA, graças a uma prática característica do setor de bens de luxo.

Louis Vuitton, Prada e muitos outras empresas não ajustam seus preços com frequência, e muitas toleram margens de lucro mais estreitas no Brasil para compensar as elevadas taxas de importação e impostos sobre vendas.

A revista Bloomberg Business visitou alguns shoppings em áreas nobres de São Paulo e descobriu que, de duas dúzias de produtos de luxo, 19 estão com preços melhores do que em Nova York, com variações que vão de alguns dólares a cerca de US$ 1 mil em um par de sapatos Louboutin incrustado de cristais. Outros pechinchas encontradas incluem gravatas Ferragamo, relógios Tiffany, carteiras Prada e bolsas Louis Vuitton.

A única empresa que foge à regra é a Rolex, que tem ajustado seus preços no Brasil mensalmente, de acordo com Nelson Semeoni Junior, dono da loja de jóias Monte Cristo no shopping Iguatemi.

As pechinchas, no entanto, não devem durar. Vendedores da Cartier, Louboutin, Luis Vuitton e Prada alertaram que os preços provavelmente irão subir em breve.

 

Fontes:
Bloomberg Business - Luxe for Sale as Cartier, Prada Become Bargains in Brazil

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *