Início » Economia » China investe no ensino de português
IDIOMA EM ASCENSÃO

China investe no ensino de português

Expansão da língua tem dimensão econômica e geopolítica

China investe no ensino de português
A administração da cidade é oficialmente bilíngue: português e cantonês (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O português é a terceira língua que mais cresce no mundo, atrás apenas do inglês e do espanhol. Diante disso, a China está apostando no ensino da língua. Nos últimos dez anos, o número de universidades chinesas que ensinam português saltou de seis para 23. O vetor dessa expansão está em Macau. A cidade chinesa foi de domínio português entre 1557 e 1999.

Segundo o coordenador do Centro da Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau, Carlos Ascenso André, a China tem incentivado o aprendizado de português. Há, por exemplo, centenas de bolsas para estudantes do interior irem para Macau para aprender a língua.

Macau

As negociações sobre o futuro de Macau começaram depois de um motim liderado por grupos pró-Pequim nos anos 1960. Macau foi formalmente devolvida à República Popular da China em 1999. Atualmente, a cidade é gerida por uma junta administrativa autônoma, que vai governar até 2049. Depois, a região vai ser integrada definitivamente ao sistema administrativo chinês.

A administração da cidade é oficialmente bilíngue: português e cantonês. Toda a sinalização é escrita nas duas línguas.

Mas a expansão do português também tem uma dimensão econômica e geopolítica, que está ligada a interesses estratégicos chineses na América Latina, e na África lusófona. Em setembro de 2016, a Angola se tornou o maior fornecedor de petróleo para a China, enquanto Moçambique está entre os cinco países com maior concentração de investimentos chineses. Com os escândalos brasileiros de corrupção envolvendo empreiteiras como Odebrecht, OAS e Andrade Gutierrez, que têm grande volume de investimentos em Angola e Moçambique, a China parece ser o país com melhores condições para preencher esta lacuna. Além disso, desde 2009, a China é o maior parceiro comercial do Brasil.

Fontes:
BBC-Por que a China aposta na língua portuguesa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. laercio disse:

    A China cresce devido a simplicidade e praticidade de suas ideias! Eles pensam: o Brasil é grande fornecedor de materia prima e tem um mercado consumidor que não para de crescer! Então investe no aprendizado do idioma português! Simples assim.

    Mas não para por aí, eles também estão contabilizando o crescimento intelectual futuro, que se mede por ações do presente! Ele imaginam: a criança brasileira que tem um ano hoje, como estará quando estiver com quinze anos?
    Sem muitas informações.
    Com baixo nível de aprendizagem.
    Viciada em alguma droga.
    Muitas estarei na prostituição e tráfico…

    Então, o Brasil será um grande mercado consumidor porque sua população não está apta a produzir nada! Aqueles que estiverem aptos irão para outros países porque não querem submeter suas famílias a pena de morte sem crime…

    “Os grandes ratos formados por nossas universidades já sabem disso”… Eles estão produzindo todo tipo de entretenimento (lixo) para continuar mantendo o povo dormindo…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *