Início » Economia » Como os pensionistas se financiam
Gráfico

Como os pensionistas se financiam

Nos países ricos da OECD, transferências financiadas por impostos representam menos de 60% da renda bruta média dos aposentados

Como os pensionistas se financiam
O Brasil tem o sistema de pensões mais generoso do mundo (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Como fazer com que os idosos vivam sem transformar as contas nacionais em uma crise permanente é uma questão crítica. Embora em geral sejam retratados como dependentes dos cofres públicos, tais transferências financiadas por impostos representam menos de 60% da renda bruta média dos aposentados nos países da OECD. A dependência do Estado é maior no Europa; na Bélgica e Finlândia as pensões públicas representam mais de 80% da renda dos idosos.

Em outros países da OECD, um grupo de 34 Estados em sua maioria ricos, os idosos contam mais com o trabalho e o capital (isto é, poupança e pensões privadas). Essas fontes são especialmente importantes no Chile, país que mudou para um sistema administrado por fundos de pensões privados em 1981.

Outros países não foram tão longe, mas estão caminhando na mesma direção a fim de desonerar as contas públicas. Uma idade mínima para a aposentadoria também significa mais renda para os idosos e um fardo menor para o Estado. Na OECD, em média, um quarto da renda recebida por aqueles com mais de 65 anos vem do trabalho.

Brasil: ponto fora da curva

Segundo especialistas, o Brasil tem o sistema de pensões mais generoso do mundo. Não há paralelo de outro país que, simultaneamente, pague 100% do benefício original, não exija carência mínima de convivência entre os cônjuges para o benefício ser concedido, estenda este indefinidamente até o falecimento do(a) pensionista e não restrinja a acumulação em caso de existência de um segundo benefício.

 

Gastos com pensões por morte como porcentagem do PIB


Fontes:
The Economist - Lucre in Twilight
Instituto Millenium - O alto gasto do Brasil com pensões

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *