article image
Noruega e Venezuela - as extremidades da lista no preço do combustível (Reprodução/Internet)
Ranking do Petróleo

Confira lista com países onde combustível é mais caro e mais barato

Brasil não segue a tendência de queda no preço dos combustíveis e registra uma das maiores altas no último trimestre

fonte | A A A

A próxima vez que você reclamar do preço do combustível, lembre-se: tudo é relativo. Encher o tanque de 39 litros na Venezuela custa US$ 3,51. Na Noruega US$ 394,68.O custo médio para encher o tanque caiu quase 8% em todo o mundo nos últimos três meses. O alívio na bomba não foi igualmente dividido. Enquanto a disputa presidencial fez o preço do combustível despencar nos EUA, no Brasil as pessoas têm que trabalhar 15% mais tempo para comprar a mesma quantidade de combustível. A Bloomberg fez um ranking com os países em que se paga mais e menos pelo combustível. Confira:

Os 10 países com o combustível mais caro

1) Noruega

Preço por galão de gasolina: US$ 10,12
Alteração de preço desde o último trimestre: 4,4%

A Noruega é o único grande produtor de petróleo com o preço do combustível alto. No último trimestre, os valores subiram ainda mais. A greve dos trabalhadores de energia noruegueses reduziu a produção de petróleo em 15% e ameaçou encerrar a produção completamente, antes da intervenção do governo. De acordo com a Associação Norueguesa da Industria de Petróleo, a greve, que começou em 24 junho e foi até 9 julho, custou ao governo e as empresas US$ 508 milhões. Os noruegueses pagam mais do que qualquer nacionalidade para encher seus tanques. Isso porque em vez de subsidiar o combustível na bomba, o país usa seus lucros do petróleo para serviços como educação universitária gratuita e melhorias de infraestrutura. Ricos em recursos, os noruegueses absorvem os altos preços com relativa facilidade. A renda média diária da população US$ 272. A proporção de um dia de salário necessário para comprar um galão de gasolina é de 3,7%.

2) Turquia

Preço por galão de gasolina: US$ 9,41
Alteração de preço desde último trimestre: sem alteração

A Turquia é uma economia em rápido crescimento e a maior da Europa Oriental, mas o alto preço do combustível prejudica os orçamentos familiares. A renda média diária para os turcos é de US$ 30, e 32% do salário médio de um dia vai para a compra de combustível. O país tem um dos impostos mais altos do mundo no setor, que responde por mais da metade do custo de abastecimento. A arrecadação de impostos tem sido uma luta para o governo, 40% dos trabalhadores do país fazem parte de uma economia informal que não paga impostos. Apenas 4% do total da população paga imposto de renda pessoal.

3) Israel

Preço por galão de gasolina premium: $ 9,28
Alteração de preço desde último trimestre: sem alteração

Cercado por produtores de petróleo no Oriente Médio, Israel produz pouco petróleo. Os preços da gasolina são controlados pelo governo, e os impostos normalmente constituem cerca de metade do custo de um galão. Os preços da gasolina geraram um descontentamento generalizado e manifestações políticas. O primeiro-ministro, Netanyahu, interveio para impedir o aumento dos preços juntamente com a subida do preço global do petróleo. De acordo com o Ministério da Energia e Recursos da Água, no dia 1 de junho, o governo baixou 2,9% do preço dos combustíveis. A renda média diária em Israel é de US$ 87, o que significa que 11% do salário médio de um dia vai para comprar um galão de gasolina.

4) Hong Kong

Preço por galão de gasolina: U$$ 8,61
Alteração de preço desde último trimestre: -3,1%

Hong Kong é uma parte da China, mas tem sua própria constituição, a sua própria estrutura política e seu próprio preço de combustível. Residentes de Hong Kong pagam 76% a mais por um galão de gasolina que os seus vizinhos na China, onde o governo limita o preço na bomba. Ainda assim, com maiores rendas, os motoristas em Hong Kong sentem menos o preço da gasolina do que os demais chineses. A renda média diária em Hong Kong é de US$$ 99, e a parcela de um dia de salário necessária para comprar um galão de gasolina é de 8,7%.

5) Holanda

Preço por galão de gasolina: US$ 8,26
Alteração de preço desde último trimestre: -12%

A Holanda tem o maior número de bicicletas por habitante do mundo. Fileiras e mais fileiras delas estão estacionados nas estações de trem, museus e parques nacionais. Uma vasta infraestrutura de ciclovias e vias, túneis e sinais de trânsito faz do ciclismo a melhor maneira de se locomover. A renda média diária na Holanda é de US$ 131. A proporção de um dia de salário necessária para comprar um galão de gasolina é de 6,3%.

6) Dinamarca

Preço por galão de gasolina: US$ 8,20
Alteração de preço desde último trimestre: -13%

Os elevados preços do combustível da Dinamarca não têm reduzido o consumo do país. Os dinamarqueses estão entre os maiores consumidores de combustível do mundo. A renda média diária é de US$ 157 e a  proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 5,2%.

7) Itália

Preço por galão de gasolina: US$ 8,15
Alteração de preço desde último trimestre: -13%

Os preços do combustível têm sido um choque para o país que criou a Ferrari e a Lamborghini, e onde a taxa de propriedade de automóveis está entre os maiores do mundo. Segundo a Fiat, a demanda por automóveis caiu para o seu nível mais baixo desde 1979.  A empresa de Turim disse no dia 2 de agosto que está temporariamente travando novos investimentos na Itália. A  Itália aumentou os impostos sobre os combustíveis em cerca de 25% no ano passado, como parte dos esforços de austeridade do primeiro-ministro Mario Monti. O imposto é hoje o maior da Europa, o que fez o consumo de gasolina da Itália cair 6,9% em junho, em comparação com o ano anterior, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Econômico. A renda média diária dos italianos e de US$ 93. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 8,8%.

8 ) Suécia

A Suécia pagou cerca de US$ 2,71 bilhões para subsidiar petróleo em 2010. Em meio a queda dos salários diários, a quantidade de tempo os suecos tiveram que trabalhar para pagar um galão de gasolina subiu 4,3% no último trimestre.

A renda média diária na Suécia é de US$ 158. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 5,1%.

9) Grécia

Preço por galão de gasolina: US$ 7,92
Alteração de preço desde último trimestre: -14%

Os salários na Grécia declinaram em meio à crise financeira atual. A queda dos preços do combustível ajudou a aliviar o corte orçamentário. A Grécia teve a sexta maior queda de preços do ranking. O grego ganha em média US$ 66 por dia. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 12%, inalterado desde o último trimestre. A foto mostra Saint George Bay, também conhecida também como Shipwreck Beach. Este navio está preso na praia desde 1980 e está sendo consumido lentamente pela areia.

10) Reino Unido

Preço por galão de gasolina: US$ 7,87
Alteração de preço desde último trimestre: -11%

Os preços elevados de combustível no Reino Unido têm reduzido o consumo. De acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas, a venda de gasolina caiu 2,2% em junho, um mês antes, de acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas. A renda média diária no Reino Unido é de US$ 106. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 7,4%.

Os 10 países com o combustível mais barato

1) Venezuela

Preço por galão de gasolina: US$ 0,09
Alteração de preço desde último trimestre: 0%

Sonhando com gás mais barato? Vá para a Venezuela! Mesmo com um rendimento diário relativamente baixo, de US$ 30, a proporção de um dia de salário necessário para comprar um galão de gasolina é o menor comparado com qualquer lugar: 0,3%. Décadas de combustível barato ter persuadido muitos venezuelanos a considerá-lo parte do contrato social. A última vez que o país tentou cortar os subsídios, em 1989, foi tomado por protestos que mataram centenas de pessoas. O custo para encher o tanque de 39 litros de um Chevrolet Suburban na Venezuela é de US$ 3,51, comparado com US$ 146,25 nos EUA e US$ 394,68 na Noruega.

2) Arábia Saudita

Preço por galão de gasolina: $ 0,61
alteração de preço desde último trimestre: 0%

A Arábia Saudita, que detém um quinto das reservas de petróleo do mundo, está buscando a energia eólica, solar e nuclear para ajudar a cortar pela metade o uso do gás natural e do petróleo para gerar sua energia. De acordo com o governo, o país quer gerar um terço de sua eletricidade através de fontes alternativas de energia dentro de duas décadas. Produtores de petróleo do Golfo Pérsico estão buscando novas maneiras de gerar energia, porque eles preferem vender o seu petróleo caro para países famintos por combustíveis. A renda média diária é de US$ 62 e 1% do salário de um dia vai para pagar por um galão de gasolina.

3) Kuwait

Preço por galão de gasolina: US$ 0,89
Alteração de preço desde último trimestre: 1,1%

O petróleo responde por quase metade do produto interno bruto do Kuwait e 95% de suas exportações e de renda do governo. Em 2010, o país aprovou um plano para gastar 130 milhões de dólares em cinco anos para diversificar a economia. Quando os preços globais de combustíveis aumentam, o lucro dos kuwaitianos também sobe. Este ano, a receita do petróleo aumentou a arrecadação no Kuwait e gerou aumentos salariais para funcionários públicos.

A renda média diária no Kuwait é de US$ 146. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é inferior a 1%.

4) Egito

Preço por galão de gasolina: US$ 1,73
Alteração de preço desde último trimestre: 0%

A renda média diária é de US$ 8,52.  A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 20%.

5) Emirados Árabes

Preço por galão de gasolina: US$ 1,89
Alteração de preço desde último trimestre: 0%

Desde que foi descoberto petróleo nos Emirados Árabes, na década de 1960, a região evoluiu da pobreza dos principados para um estado rico e moderno, com um alto padrão de vida e diversos mercados, especialmente em Dubai e Abu Dhabi. Os esforços para a diversificação econômica nos últimos anos reduziu a importância do petróleo e do gás para a economia para 25%. Os Emirados Árabes são o oitavo maior produtor de petróleo do mundo. A renda média diária é de US$ 191. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é cerca de 1%.

6) Nigéria

Nigéria Preço por galão de gasolina: US$ 2,32
Alteração de preço desde último trimestre: -0,4%

A Nigéria tem um dos combustíveis mais barato do mundo, mas está fora de alcance para a população pobre do país. Maior produtor africano de petróleo, o país tem gasto toda a receita que recebe da indústria de petróleo – cerca de US$ 8 bilhões – para subsidiar o preço da gasolina. Os subsídios têm drenado os cofres do governo e contribuído para a corrupção. Uma investigação parlamentar deste ano constatou que US$ 7 bilhões foram pagos ilegalmente desde 2009 para os importadores de gasolina. A Nigéria depende de importações para cerca de 70% do seu combustível, pois lhe falta a capacidade de refino para transformar o petróleo em gasolina. A renda média diária da Nigéria é de US$ 4,53. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 51%.

7) Irã

Preço por galão de gasolina: US$ 2,80
Alteração de preço desde último trimestre: 0,7%

Os preços dos combustíveis globais subiram no início deste ano após os EUA e a UE reforçarem as sanções contra o Irã e seu programa nuclear. O Irã é um dos maiores produtores de petróleo do mundo. Enquanto o Irã tem o sétimo preço de combustível mais barato, os baixos salários aumentam o impacto do custo no bolso dos iranianos. A renda média diária no Irã é de US $ 18. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 16%.

8) Malásia

Preço por galão de gasolina premium: $ 3,23
Alteração de preço desde último trimestre: -7,4%

A renda média diária é de US$ 29.  A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 11%.

9) México

Preço por galão de gasolina: US$ 3,24
Alteração de preço desde último trimestre: 1,3%

Os subsídios mexicanos e as favoráveis ​​taxas de câmbio podem levar alguns motoristas dos EUA a atravessarem a fronteira para abastecer. No entanto, a diferença entre os dois países continua a diminuir. O México estabelece um preço fixo para a sua gasolina. Quando os preços globais do petróleo caem, como aconteceu neste trimestre, o preço do combustível no México nem sempre segue a tendência. A renda média diária é de US$ 29. A proporção de um dia de salário necessário para comprar um galão de gasolina é de 11%.

10) Paquistão

Preço por galão de gasolina: US$ 3,55
Alteração de preço desde último trimestre: sem alteração

Enquanto os paquistaneses recebem menos do que seus vizinhos indianos, o preço do combustível é menor. Os paquistaneses também se beneficiam da maior frota de automóveis a gás natural no mundo – 3,1 milhões de veículos.

Ainda assim, o preço da gasolina pesa sobre os paquistaneses. A renda média diária no Paquistão é de US$ 3,57, o menor incluído no ranking. Os paquistaneses têm de trabalhar um dia inteiro para comprar um galão de gasolina.

O Brasil no ranking:


Preço por galão de gasolina: US$ 6,92
Alteração de preço desde último trimestre: 8%

Entre os 60 países avaliados, o Brasil foi o 21º país com o combustível mais caro do mundo. O Brasil é uma das superpotências da Terra em recursos naturais. O petróleo não é uma exceção para a riqueza do país, são mais de 2,3 milhões de barris extraídos todos os dias. O Brasil também é líder mundial em biocombustíveis, apresentando as maiores taxas de uso do etanol. No entanto, o preço do combustível no país aumentou consideravelmente no último trimestre, em contraste com o declínio em todo o mundo. A Petrobras, empresa estatal de petróleo, foi autorizada a reajustar os preços no atacado. Ao mesmo tempo, o preço do etanol subiu devido a pior seca dos EUA em décadas ter elevado o preço do milho.

Um galão de gasolina no Brasil custa agora mais do que a média global, e com uma renda média modesta, o preço pesa sobre os brasileiros. A renda média diária é de US$ 34. A proporção de um dia de salário necessários para comprar um galão de gasolina é de 20%.

 

 

 

 


 

 

 

 

 

De volta ao topo comentários: (11)

Sua Opinião

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Estado

Cidade

  1. gomess31 disse:

    CORREÇÃO DE ERROS NA DIGITAÇÃO: Goverdo = governo; para = paga; DO UM BEM DO GOVERNO = Do que um bem do governo; QUE esse= Governo esse que nada mais é do que seu inimigo n, não ajuda úmero UM; Não pense que o governo ajuda a população, não ajuda não viu; governam em causa própria; correção do que foi postado por gomess31 OBRIGADO PELA Liberdade de expressão VALEU; VOTEMOS COM SABEDORIA – SÓ O VOTO MUDA O BRASIL.

  2. gomess31 disse:

    Vivemos no Brasil, por incrivel que pareça, dizem os nossos políticos ” todos poder emana do povo e em seu nome é exercido” – Mentira o poder é exercido em causa própria deles OS POLÍTICOS; Aqui no BRASIL ninguém é dono de nada; o goverdo é dono de tudo se não vejamos: você tem uma fazenda ou melhor pensa que tem uma fazenda todo ano você para Imposto da fazenda, é só você dividir o valor do IMPOSTO em 12 doze parcelas você não é dono simplesmente aluga esta fazenda – isto é IGUAL PARA tudo que você pensa que tem UM CARRO por exemplo paga SEU IMPOSTO que é caríssimo divide esse IMPOSTO que é pago uma vez ANO ou seja em 12 parcelas você somente esta alugando o carro que nada mais é DO UM BEM DO GOVERNO – que esse que nada mais é do que seu inimigo número UM não pensa em ajudar a população. SE TIVÉSSEMOS um governo amigo da população advindo da população que governasse para a população as coisas não seria como presenciamos dia-a-dia; só falcatrua. FICA AQUI MEU DESABAFO. Não confio e nunca confiei no Governo BRASILEIRO.

  3. Rogério gam disse:

    Pra um pais produtor de petróleo como o Brasil tem o combustivel mais caro do Mundo !
    Grécia, Holanda etc… não são produtores de petróleo. ” 0 Jazidas ”
    ” Curitiba = A gasolina mais cara do Mundo “

  4. MAICON disse:

    EU SOU FRENTISTA DO AUTO POSTO MIRANDA E COMO A NOSSA CIDADE FICA NA DIVIZA COM O ESTADO DE SÃO PAULO NÓS ABAIXAMOS O PREÇO DO ETANOL PARA 1.839 E DA GAZOLINA PARA 2.639 E NISSO MELHOROU MUITO POR QUE EM MINAS TA MUITO CARO O CUMBUSTIVEL…

  5. Antonio disse:

    Na minha opinião,o Brasil é o celereiro do mundo. O que está acontecendo é que aqui não há mais patriotismo. Nós, brasileiros, de modo geral devíamos dar mais valor ao nosso país, pois no mundo não há outro igual. Agora, eu pergunta a mim mesmo porque as coisas aqui são tão caras, sendo que podem sere mais baratas. Basta sermos menos individualistas e pensarmos na coletividade. As empresas no Brasil só falam em aumento de preços ao consumidor final, que, queiram ou não, acabam assumindo o prejuízo dos que deitam e rolam gastando seus bens pouco administrados e muito gastados. Imagino que o Brasil produz muito para o exterior. Nós, que somos donos da terra, comemos o que sobra das exportações. Tudo que não serve para exportar é o que resta para nosso cosumo, nosso combustivél e um dos mais caros do mundo. Aqui, 10% come a carne e 90% rói o osso, meia duzia come a fruta o resto engole o carroço.

  6. Luiz Angelo disse:

    Aqui na fronteira temos diariamente acompanha os preços na Argentina e Paraguay, estão bem mais baratos que o nosso combustível. Lá não tem Petrobras, Agência reguladores, Refinarias e Distribuidoras ganhando nas costas do povo para manter o cabide de emprego de Diretores, Conselheiros além dos empregados presentes e fantasmas.
    Se um conselheiro para trabalhar dois dias por semana ganham R$ 75.000,00, quanto não ganha a presidente?

  7. João Cirino Gomes disse:

    E o motivo, para que os combustíveis brasileiros estejam entre os mais caros do mundo?

    O cabide de emprego que mantem salários exorbitantes de pelegos e parentes de políticos despreparados!

    Vamos ser bem claro: Antes da Dilma se eleger além de ministra, ela exercia o cargo conselheira da Petrobras, mas também ganhava para não ver nada, e quer saber, nem precisava ir ao trabalho para ganhar mais de um milhão de reais por ano!

    Nas vésperas da eleição este fato foi denunciado e ela prometeu abrir mão do cargo!

    Esta é a justiça social e justa distribuição de renda, que cada um dos nossos políticos pregam!

    Por isso sou a favor do abaixo assinado contra a lei de imunidade e fórum privilegiado!

    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=Janciron

    Se estiver de acordo assine e ajude a divulgar!

  8. ney disse:

    DEPOIS QUE FHC, mexeu nos preços nas bombas e vendeu parte da Petrobras ficou assim a gasolina mais caro e con tantas reservas naturais, para onde esta indo o dinheiro da venda de nosso petroleo?

  9. Ma. das Dores Souza disse:

    Conclusão: Que o Brasil é uma superpotência em recursos naturais, ninguém têm dúvida, mas o porquê dos brasleiros pagarem tantos impostos e não serem beneficiados nem com o básico do básico em segurança, saúde e educação é que não temos respostas. Trabalhamos todos os dias oito, dez e até doze hs. por dia, vai de onibus ou pé p/ o trabalho porque alguns até consegue comprar um usadinho financiado, mas não têm dinheiro para abastecer. Ser brasilsiro de caráter, honesto e ter dignidade e humildade nesse país é morrer sem tempo de ver a vida mesmo permanecendo por aqui por um bom tempo. Essa é real situação mesmo que os governos usem uma costina para afuscar essa realidade, não adianta, a vida da grande maioria dos brasileiros, não é essa coisa bonita que parece, principalmente na TV. a fome acabou, o crédito aumento,a bobreza acabou,etc,etc, Não, na verdade é o trabalhador passar fome para dividir o miserável salário que ganha com o governo, via injustos impostos..

  10. Everaldo Uzeda Rodrigues da Costa disse:

    Em resumo dentro de dois ou mais anos seremos um pais falido. Com tantos politicos cheio de mordomias não tem dinheiro que chegue. No final os impostos serão só para pagar aos politicos.

  11. Everaldo Uzeda Rodrigues da Costa disse:

    Em resumo somos um pais falido. Com tantos politicos a ganhar sem nada fazer.