Início » Economia » Conheça a cidade mais cara do mundo
Gráfico

Conheça a cidade mais cara do mundo

Cingapura ultrapassou Tóquio e Paris, embora possa haver distorção no ranking por causa de impostos sobre alguns itens, como alimentos importados e transporte

Conheça a cidade mais cara do mundo
Impostos sobre carros tornam os preços absurdos (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Cingapura, uma pequena cidade-estado com cerca de 5 milhões de habitantes, finalmente alcançou a marca de cidade mais cara do mundo. De acordo com a revista Economist, após uma década de constante ascensão na tabela das cidades mais caras, ela saltou do 18º lugar para ocupar a posição normalmente reservada para a capital japonesa, Tóquio. Paris é agora a segunda cidade mais cara, à frente de Oslo, na Noruega. Talvez a única surpresa é que Cingapura tenha levado tanto tempo para chegar ao topo dessa lista. Afinal de contas, ela já tem o maior número de milionários por família em todo o mundo.

Entretanto, como o governo de Cingapura foi rápido em apontar, a marca de cidade mais cara também é bastante enganadora. O quadro geral é fortemente distorcido por poucos itens extremamente caros. Um deles é o custo de um carro, o qual é inflado por uma taxa chamada de “certificado de direito”, incluído no preço. Seu custo sobe e desce de acordo com a oferta e a demanda, mas, como regra geral, o valor de um carro pode superar US$ 63.300. E há uma abundância de impostos menores também, além do COE. Um consultor financeiro calculou que pode custar até US$ 1,3 milhões para financiar um carro médio. No entanto, se estes preços exorbitantes são para intimidar as pessoas deste pequeno país a pegar estradas, o plano não está funcionando. As estradas estão mais lotadas a cada dia.

Além do alto preço dos carros, de acordo com a Economist, o custo do transporte público é três vezes maior do que em Nova York. No entanto, também é verdade que os táxis em Cingapura são relativamente abundantes e baratos, assim como o sistema de transporte público. O problema com o metrô, que é eficiente, é que sua cobertura da cidade ainda é bastante limitada.

A Economist observa que alguns alimentos em Cingapura são extremamente caros. Vinho, pão e outras coisas tendem a ser importadas. Mas, por outro lado, se você pode resistir à tentação de um copo regular de Bordeaux e pão importado, comer iguarias nacionais também pode ser relativamente barato.

Fontes:
The Economist- Of price and place
The Economist- Sing on a shoestring

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Luiz Antonio disse:

    Na verdade, nos lugares onde se é bem remunerado, é assim mesmo, tá bom demais.

  2. Paulo Fernando disse:

    Algo de muito atraente tem essa cidade para superar as grandes capitais como Paris e Tóquio. Do ponto de vista geográfico, tem bastante influencia.

  3. Cláudio Alves disse:

    É a tal Lei da Oferta e da Procura. “Esvazie”-se a cidade e os preços despencam… Simples assim.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *