Início » Economia » Crise em Portugal marca abertura da cúpula da UE
Bruxelas

Crise em Portugal marca abertura da cúpula da UE

País pode se converter no terceiro da zona do Euro a precisar de um resgate financeiro do bloco

Crise em Portugal marca abertura da cúpula da UE
Líderes da UE posam para foto antes da cúpula em Bruxelas (Fonte: AFP)

O ex-primeiro-ministro português, José Socrates, se recusou a fazer comentários sobre a situação interna de Portugal ao chegar à cúpula de líderes da União Europeia (UE) nesta quinta-feira, 24, um dia após renunciar ao cargo. A demissão do premier e a crise da dívida em Portugal devem dominar a pauta da cúpula, que começou hoje em Bruxelas.

A agenda da reunião se concentra no debate sobre medidas para conter a crise da dívida na zona do euro. Líderes europeus disseram que países do bloco estão prontos para oferecer a Portugal uma ajuda de até 75 milhões de euros caso haja um pedido nesse sentido.

Portugal está sob uma pressão cada vez maior para recorrer ao Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FESF), de modo a acalmar o nervosismo dos mercados financeiros e evitar um contágio da especulação financeira em outros países.

“Sempre pensei que seria útil organizar uma ajuda, simplesmente porque isso permite pagar menos encargos sobre a dívida (…) e pedir menos esforços, por vezes muito pesados, à população”, afirmou Didier Reynders, ministro belga das Finanças. “Estamos evidentemente prontos para intervir e ajudar, mas é preciso primeiro um pedido de Portugal”.

No ano passado, o pacote de ajuda à Grécia foi de 110 mil milhões de euros e, na Irlanda, foram disponibilizados 85 mil milhões de euros.

Entretanto, uma eventual ajuda só será autorizada em troca de um programa rigoroso de redução do déficit orçamental português. Os europeus querem saber quais são os planos de Socrates e averiguar as possibilidades de se chegar a um consenso nacional em torno de um programa de consolidação orçamental.

Protestos

Milhares de manifestantes se reuniram em frente ao gabinete do primeiro-ministro belga, em Bruxelas, para denunciar a política de austeridade dos governos da UE. O grupo provocou enfrentamentos com a polícia, que respondeu com jatos d’ água para impedir a entrada dos manifestantes no local da reunião dos chefes de Estado europeus.

Fontes:
AFP - UE realiza cúpula sob temor de um resgate financeiro para Portugal
RTP - Europa diz-se pronta a ajudar Portugal mas põe condições

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *