Início » Economia » Depósitos de petróleo pelo mundo estão perto de sua capacidade máxima
Energia

Depósitos de petróleo pelo mundo estão perto de sua capacidade máxima

Em um mundo inundado de petróleo, produtores estão enfrentando um dilema inusitado: onde armazenar os bilhões de barris que não serão vendidos imediatamente

Depósitos de petróleo pelo mundo estão perto de sua capacidade máxima
Tanques de petróleo em instalação de Oklahoma estão cheios (Reprodução/AP)

Empresas produtoras de petróleo estão bombeando cerca de 1,5 milhões de barris a mais por dia do que o mundo precisa, devido a uma combinação entre desaceleração da demanda mundial e aumento da produção nos EUA. Isso significa que o petróleo armazenado hoje pode ficar em depósitos por anos. Caso a oferta continue crescer a um ritmo mais acelerado que a demanda, mais produtores poderão ser forçados a fechar poços, efetivamente armazenando o petróleo no subsolo. A alternativa — os depósitos em terra –estão perto da capacidade máxima.

Leia também: Estoques de petróleo atingem recordes nos EUA

Nos Estados Unidos, o estoque de petróleo bruto atingiu seu nível mais alto em mais de 80 anos, atingindo 70% da capacidade dos depósitos do país. Um dos principais depósitos, em Oklahoma, deve atingir sua capacidade máxima até a primavera no Hemisfério Norte.

De acordo com estimativas do Citigroup Inc., os depósitos europeus já estão perto de 90% cheios e os da Coreia do Sul, África do Sul e Japão já podem estar em mais de 80% da sua capacidade.

O problema de ficar sem lugar para armazenar o petróleo bruto é que os preços, que já caíram 50% desde junho, deverão continuar sua trajetória espiral, na medida em que produtores são forçados a vender o recurso com desconto para os poucos compradores com espaço para armazená-lo. Os consumidores, no entanto, continuarão sendo os grandes vencedores, já que as refinarias terão de converter um oceano cada vez maior de petróleo bruto em gasolina e outros combustíveis.

Fontes:
Wall Street Journal - Oil Glut Sparks Latest Dilemma: Where to Put it All

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *