Início » Economia » Dinamarca quer ser o 1º país a abolir os combustíveis fósseis
Energia Renovável

Dinamarca quer ser o 1º país a abolir os combustíveis fósseis

País no norte da Europa pretende se livrar das fontes sujas de energia até 2050

A Dinamarca, um minúsculo país no norte da Europa, está empenhada em criar a política de combate à mudança climática mais ambiciosa do planeta. O país pretende acabar com a queima de combustíveis fósseis até 2050 – e não apenas na produção da eletricidade, como alguns outros países também ambicionam fazer, mas nos transportes também.

Mas uma pergunta vem ganhando proeminência: conseguirá a Dinamarca manter as luzes acesas enquanto persegue esse objetivo sublime?

Os dinamarqueses essencialmente inventaram a moderna indústria de energia eólica e têm apostado nela mais avidamente do que qualquer outro país. Na sua rede elétrica, a energia renovável já representa mais do que 40% do total, devendo chegar a 50% até 2020. O consenso político no país para continuar neste caminho é quase absoluto.

O problema, se é que ele pode ser chamado assim, é que as fontes renováveis, como a eólica e a solar, não custam nada para produzir energia uma vez instaladas. Isso é potencialmente um enorme benefício a longo prazo, mas, por enquanto, este fato fará os preços da energia despencarem em períodos que costumavam ser os mais rentáveis do dia, levando à falência usinas convencionais que operam a gás, carvão ou urânio.

Por enquanto, essas plantas tradicionais ainda são necessárias para fornecer energia nos momentos em que o vento não está soprando e o sol não está brilhando. A Dinamarca está chegando à conclusão de que seu mercado de eletricidade terá de ser totalmente repensado se o pais não quiser abrir mão de sua meta ambiental nem correr o risco de apagões.

 

 

Fontes:
The New York Times - A Tricky Transition to Fossil Fuels

1 Opinião

  1. Iva disse:

    Mas, pelo jeito, eles não tem preguiça de pensar. Ao contra´rio de uns ou outros países totalmente dependentes de energia fóssil e hidrelétrica, onde os interesses de companhias geradoras estão acima de qualquer outro interesse.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *