Início » Economia » Dois terços dos milionários deixaram a Grã-Bretanha para evitar imposto de 50%
Carga tributária

Dois terços dos milionários deixaram a Grã-Bretanha para evitar imposto de 50%

Dados revelam que milionários estão preferindo se mudar da Grã-Bretanha a pagar o imposto de 50%

Dois terços dos milionários deixaram a Grã-Bretanha para evitar imposto de 50%
Aumentar a alíquota mais alta do imposto acabou por gerar uma redução de receitas para o governo (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

No ano fiscal de 2009-2010, mais de 16 mil pessoas declararam uma renda anual de mais de £ 1 milhão (US$ 1,6 milhão) para a Receita Federal inglesa.

Esse número caiu para apenas 6 mil após o ex-primeiro-ministro Gordon Brown introduzir a nova taxa máxima de 50% de imposto de renda pouco antes das últimas eleições gerais.

Esses dados foram usados pelos Conservadores para sustentar a afirmativa de que aumentar a alíquota mais alta do imposto acabou por gerar uma redução de receitas para o governo.

Acredita-se que britânicos ricos se mudaram para o exterior ou tomaram medidas para evitar pagar o novo encargo mediante a redução de rendas tributáveis.

George Osborne, o chanceler, anunciou no início de 2012, no orçamento, que a alíquota máxima de 50% será reduzida para 45% a partir de abril do ano que vem. Desde o anúncio, o número de pessoas que declararam renda anual de mais de £ 1 milhão subiu para 10 mil.

 

Fontes:
Telegraph - Two thirds of millionaires left Britain do avoid 50p tax rate

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Roberto Santiago disse:

    Lá, como cá, tudo é a mesma coisa. A Dilma que tente a mesma medida aqui, verá acontecer a mesma coisa.

  2. Carlos U. Pozzobon disse:

    Qualquer país recebe milionários de braços abertos. Portanto, aumentar alíquotas de imposto de renda espremendo os ricos só produz a migração do capital para outras terras, fazendo com que o governo perca tudo por querer mais do que o rico deseja pagar. Ao querer muito, não leva nada. E não existe uma forma de impedir isso, exceto o bom senso de considerar que os ricos tem uma função social importante e que precisam ser bem tratados, a despeito de pagarem mais do que os outros. Mas tudo tem um limite, acima do qual quem perde é o governo e a sociedade. E a França está neste rumo também. Os empresários estão tratando de arrumar outro paradeiro no governo de Hollande.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *