Início » Economia » Dólar vale R$ 3, a maior cotação desde 2004
Economia

Dólar vale R$ 3, a maior cotação desde 2004

Crise econômica e falta de perspectiva de aprovação das propostas de ajuste fiscal do governo motivam a alta da moeda americana

Dólar vale R$ 3, a maior cotação desde 2004
A moeda americana subiu mais de 27% nos últimos 12 meses (Foto: Reprodução/Internet)

O dólar comercial atingiu o maior valor desde 16 de agosto de 2004, chegando a R$ 3 reais nesta quarta-feira, 4. A alta de 2,46% se deve à instabilidade econômica e às incertezas sobre a aprovação do ajuste fiscal proposto pelo governo, que tramita no Congresso.

O dólar subiu mais de 12% em 2015 e mais de 27% nos últimos 12 meses. Em fevereiro, a moeda estava cotada em R$ 2,75. A bolsa de valores segue em ritmo inverso, caindo 1,44% e atingindo a marca de 51.303 mil pontos.

Na última terça-feira, 03, o presidente do Senado, Renan Calheiros, um dos 54 políticos denunciados por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, recusou a medida provisória (MP) de ajuste fiscal apresentada pela equipe econômica de Dilma. De acordo com os economistas do governo, essa MP é essencial para reequilibrar as finanças e colocar o país de volta no rumo do crescimento.]

Pessimismo do investidor

Segundo o estrategista-chefe do banco Mizuho no Brasil, Luciano Rostagno, a valorização da moeda americana acontece pois o mercado entende que o governo não tem apoio para aprovar as medidas de ajuste necessárias para fazer o país voltar a crescer.

“A questão política interfere bastante na percepção dos investidores em relação à capacidade de o país levar adiante o ajuste fiscal necessário para manter o grau de investimento. A perspectiva é que o cenário econômico se deteriore ainda mais ao longo do primeiro semestre, o que deve tornar mais difícil a implementação de novas medidas de austeridade fiscal necessárias para manter o grau de investimento”, concluiu Rostagno.

Fontes:
Folha-Dólar bate em R$ 3, maior valor desde agosto de 2004

1 Opinião

  1. Roberto Santhiago disse:

    Com a divulgação, mesmo sendo controversa, da baixa produtividade do trabalhador brasileiro, aumenta, sobremaneira, o risco de o Brasil perder o grau de investimento.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *