Início » Vida » Ciência » Banho sonoro, a meditação da vez
BEM-ESTAR

Banho sonoro, a meditação da vez

Técnica que usa sons emitidos por taças tibetanas ganha popularidade nos Estados Unidos

Banho sonoro, a meditação da vez
As taças tibetanas são vasilhas de metal e cristal que emitem sons de diferentes frequência (Foto: Pixabay)

Algumas pessoas relaxam com um banho de espuma, outras preferem um banho sonoro. A técnica já foi cientificamente relacionada com a redução de estresse e ansiedade. O banho sonoro está ficando popular nos Estados Unidos, talvez pelo aumento no interesse em saúde, bem-estar e meditação.

Sentado num pufe, a pessoa escuta tons transcendentais das taças tibetanas, uma coleção de vasilhas de metal e cristal que emitem sons de diferentes frequência. Os sons são usados para estimular a meditação e o relaxamento.

“Pesquisadores descobriram que ondas sonoras afetam o sistema nervoso humano e diminuem a pressão sanguínea mais do que a meditação tradicional”, disse Robert Lee, especialista em banho sonoro.

“Tibetanos usam estes instrumentos, considerados tecnologias de frequência sônica, por mais de 2 mil anos. Os Estados Unidos, por sorte, renovaram seu interesse na prática, que vem ganhando popularidade. Nós temos empresas nos procurando para ajudá-los a integrar a meditação em seu programa de bem-estar. Também houve um aumento na demanda durante a corrida eleitoral. Nossos números aumentaram pelo menos 15 a 20%. Foi insano. Claramente, as pessoas estavam procurando algum tipo de alívio e clareza”, disse Monte Hansen, especialista na técnica.

 

Fontes:
The Washington Post-What to know about ‘sound baths,’ an ancient wellness practice gaining steam in the West

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *