Início » Economia » Internacional » Brasil é onde democracia mais retrocedeu nos últimos dois anos, diz relatório
QUALIDADE DA DEMOCRACIA

Brasil é onde democracia mais retrocedeu nos últimos dois anos, diz relatório

Brasil aparece na 56ª posição entre 201 países, atrás Cabo Verde, Benin, Panamá e São Tomé e Príncipe

Brasil é onde democracia mais retrocedeu nos últimos dois anos, diz relatório
Projeto V-Dem divulgou ranking 2018 (Fonte: Reprodução/V-Dem)

O relatório anual do projeto Variedades da Democracia (V-Dem), levado a cabo por uma rede global de pesquisadores e peritos e capitaneado pela Universidade de Gotemburgo, na Suécia, apontou que a Noruega é o país mais democrático do planeta, seguido da própria Suécia, Estônia, Suíça e Dinamarca.

O Brasil aparece na 56ª posição, atrás de países como Cabo Verde, Benin, Panamá e São Tomé e Príncipe.

Costa Rica, Finlândia, Austrália, Nova Zelândia e Portugal completam os “10 mais” em matéria de “qualidade da democracia”.

O projeto V-Dem leva em conta o respeito aos direitos e liberdades da população de cada um dos 201 país avaliados.

O relatório ressalta que três países dos Brics tiveram “retrocessos significativos” em suas democracias: Brasil, Rússia e Índia. O relatório inclui o Brasil entre os países que tiveram “tendências inquietantes” para democracia, ao lado de EUA e Turquia, e diz que a “autocratização” está se manifestando no Estado brasileiro.

O projeto V-Dem aponta mesmo que o Brasil é o país analisado onde a democracia mais sofreu retrocessos nos últimos dois anos, seguido da Polônia, Turquia, Croácia, Romênia e EUA. Apesar disso, o Brasil “ganhou” uma posição em relação ao ano passado, quando apareceu na 57ª posição.

Burkina Faso e Gâmbia são, segundo o estudo, os países onde a democracia mais avançou.

No fim do ranking da “qualidade das democracias” estão Iêmen, Arábia Saudita, Síria, Eritreia e, em último lugar, a Coreia do Norte.

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *