Início » Vida » Comportamento » China suspende quase 10 mil contas em redes sociais
CENSURA

China suspende quase 10 mil contas em redes sociais

Foram suspensas 9.800 contas acusadas de propagar conteúdos que estão em desacordo com as regras determinadas pelo governo para a internet

China suspende quase 10 mil contas em redes sociais
A China é um dos países que mais restringe conteúdo online do mundo (Foto: Pixabay)

A Administração do Ciberespaço (CAC),departamento responsável pela censura online na China, anunciou nesta terça-feira, 13, que suspendeu cerca de 9.800 contas em redes sociais por considerar que as informações estariam fora das regras determinadas pelo governo para a internet.

Segundo o CAC, a campanha para realizar uma “limpeza cibernética” iniciou-se no dia 29 de outubro. O órgão acusou plataformas como o Wechat  aplicativo semelhante ao WhatsApp  e o Sina Weibo – o Twitter da China – de “falta de responsabilidade, gestão negligente e tolerância diante da proliferação selvagem” desses tipos de conta.

De acordo com o CAC, “alguns usuários propagavam informação política danosa, alteravam maliciosamente a história do Partido Comunista e do país, caluniavam heróis e desacreditavam a imagem do país”. “Outros [usuários] criavam rumores, disseminavam informações falsas e perturbavam a ordem social”, relatou o departamento.

O CAC disse ainda que algumas das contas suspensas publicavam conteúdos de teor pornográfico, “desafiavam a moralidade”, extorquiam outros usuários ou infringiam direitos de propriedade intelectual, entre outras acusações.

Após se reunirem com os responsáveis pela censura cibernética, diretores das redes sociais atingidas afirmaram que “retificariam e administrariam de maneira estrita” suas plataformas.

O CAC pediu para que “toda a sociedade participe da limpeza e do desenvolvimento ordenado da mídia” e agradeceu aos colaboradores que denunciaram a “informação ilegal e danosa” para manter a ordem da comunicação em rede.

Em 2017, o governo chinês anunciou medidas para aumentar o controle sobre os meios de comunicação do país. Dentre elas está a imposição de editores-chefes em redações aprovados pelo governo. Os meios de comunicação do país seguem a linha do Partido Comunista, cumprindo medidas que o regime impõe diante de alguns eventos, como, por exemplo, publicar apenas informações de veículos oficiais em relação a desastres naturais ou outros assuntos sensíveis.

A China tem cerca de 700 milhões de usuários de internet, no entanto, é um dos países que mais restringe conteúdo online do mundo. Prova disso é o fato de plataformas populares como Google, Facebook, Twitter e YouTube estarem bloqueadas há anos no país.

Fontes:
Agência Brasil-Censura chinesa suspende 9.800 contas em redes sociais

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *