Início » Vida » Comportamento » Empresa neozelandesa adota jornada de quatro dias na semana
QUALIDADE DE VIDA

Empresa neozelandesa adota jornada de quatro dias na semana

De acordo com o presidente da empresa a nova jornada trará mais comprometimento e reduzirá os níveis de stress

Empresa neozelandesa adota jornada de quatro dias na semana
Nova carga horária de trabalho facilita na vida pessoal de trabalhadores (Foto: PixaHere)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após oito semanas de treinamento no início deste ano, a empresa neolandeza Perpetual Guardian implementou aos seus 250 funcionários a jornada de apenas quatro dias por semana, sem redução de salário ou benefícios.

Os trabalhadores que optaram por continuar trabalhando cinco dias na semana, receberam opções de trabalho flexível, onde poderiam iniciar, ou terminar seu expediente mais cedo, ou até mesmo auxiliar em questões fora de expediente.

De acordo com o presidente, essa nova forma de trabalho traria mais comprometimento e, também, reduziria os níveis de stress. Uma pesquisa, realizada em 2017, revelou que apenas 54% dos funcionários conseguiam equilibrar a vida pessoal com o trabalho.

Andrew Barnes, que é o diretor da Complectus Limited , empresa que abrange a Perpetual Guardian, tornou essa jornada de trabalho oficial para seus funcionários. Barnes se perguntou se ter um dia extra, para administrar a vida familiar, tornaria a equipe mais produtiva e concentrada, revelando que seu estudo foi um sucesso.

“Para nós, trata-se de nossa empresa obter maior produtividade com maior eficiência no local de trabalho. Não há desvantagem para nós. A atitude correta é um requisito para que tudo funcione. Todos precisam estar comprometidos e levar a sério para que possamos criar um modelo de longo prazo viável para nossos negócios “, disse Barnes.

Os níveis de stress da equipe diminuíram em sete pontos percentuais, enquanto o estímulo, comprometimento e de liderança no trabalho, melhoraram significativamente. O ministro das Relações de Trabalho da Nova Zelândia, Iain Lees-Galloway, descreveu essas conclusões como “muito interessantes” e disse que estava interessado em sugerir o novo modelo de trabalho para outras empresas.

 

 

Leia mais: São necessários cinco dias de trabalho por semana?

Fontes:
The Guardian- 'No downside': New Zealand firm adopts four-day week after successful trial

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *