Início » Economia » Internacional » EUA se preparam para chagada do furacão Matthew
DESASTRE NATURAL

EUA se preparam para chagada do furacão Matthew

Cerca de 2 milhões de pessoas nos EUA estão se deslocando para o interior do país; este é o maior êxodo por conta de desastre natural em dez anos

EUA se preparam para chagada do furacão Matthew
Fenômeno deve chegar aos EUA ainda nesta noite (Foto: NASA/NOAA GOES Project)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Depois de causar transtorno e mortes ao passar por Cuba, Haiti e República Dominicana, o furacão Matthew ganhou força ao passar, nesta quinta-feira, 6, pelas Bahamas. O próximo destino será os Estados Unidos, que já estenderam seu alerta da Flórida à Georgia. Pelo menos 27 pessoas morreram por conta do fenômeno climático, mas segundo a Reuters, este número pode chegar a 39.

Leia mais: Furacão Matthew causa transtorno no Haiti
Leia mais: Furacão provoca destruição no Haiti e pode atingir os EUA

Nesta manhã, o furacão estava a 160 km/h ao sudeste da capital de Bahamas, Nassau. O fenômeno deve chegar aos Estados Unidos ainda nesta noite, segundo o Centro Nacional de Furacões americanos. Autoridades americanas acreditam que o furacão possa recuperar a categoria 4 (ventos de até 250 km/h), depois de ter sido rebaixado para 3. A escala vai até 5.

Cerca de 2 milhões de pessoas que moram no litoral dos estados da Flórida, da Carolina do Sul e da Geórgia estão se deslocando para o interior do país. Este é o maior êxodo provocado por desastres naturais registrado nos Estados Unidos em dez anos. O governador da Flórida, Rick Scott, orientou os moradores a se prepararem para um “impacto direto” e advertiu que os danos podem ser catastróficos. Flórida, Geórgia, Carolina do Sul e Carolina do Norte, os quatro estados americanos no caminho do furacão, declararam estado de emergência, logo, seus governos podem mobilizar a Guarda Nacional.

A ONU considerou que esta é a pior crise humanitária a atingir o Haiti desde o terremoto de 2010. A situação no país é preocupante porque dezenas de milhares de pessoas ainda vivem em barracas e habitações improvisadas desde os tremores de 2010, que mataram 200 mil pessoas. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 350 mil haitianos estão necessitando de assistência imediata. Eles precisam de abrigo, de medicamentos, alimentos e água. Para piorar, os hospitais do Haiti estão lotados e não há mais como receber novos pacientes.

Fontes:
O Globo-Furacão ganha força, e EUA ordenam retirada de 2 milhões de pessoas
Agência Brasil-Furacão Matthew provoca êxodo de 2 milhões de pessoas nos Estados Unidos
Folha de S.Paulo-Milhões de pessoas fogem nos EUA antes da chegada do furacão Matthew
G1-Obama alerta para passagem do furacão Matthew pelos EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *