Início » Economia » Internacional » Inundações deixam mais de 8 mil desabrigados no Uruguai
INTERNACIONAL

Inundações deixam mais de 8 mil desabrigados no Uruguai

As chuvas estão atingido o país há mais de uma semana. Pelo menos uma pessoa morreu e milhares foram obrigadas a deixar suas casas por medida de segurança

Inundações deixam mais de 8 mil desabrigados no Uruguai
Durazno é a província mais afetada até o momento, com mais de 6,2 mil desabrigados (Foto: Twitter/@InfoviasVl)

Pelo menos uma pessoa morreu e outras 8.774 precisaram deixar suas casas devido às inundações que afetam o Uruguai há mais de uma semana. Metade do país está sob alerta meteorológico.

Com as chuvas, um homem de 44 anos, que retornava para casa para tentar salvar alguns de seus pertences, foi arrastado pelas águas em Santa Lucia, a 60 quilômetros ao norte Montevidéu. Seu corpo foi encontrado horas depois.

As províncias mais afetadas até o momento são Durazno, na região central do país, com 6.229 pessoas desabrigadas, e na região de Canelones, com 1.494 desalojados. Além disso, diferentes estradas do país estão com o tráfego interrompido devido às inundações.

Não é a primeira vez que o Uruguai passa por dificuldades nesta semana. No último domingo, 16, os uruguaios também ficaram às escuras devido ao mesmo apagão que atingiu a Argentina, decorrente de uma falha no sistema de transmissão de energia.

Ademais, a situação do Uruguai deve continuar instável nos próximos dias. De acordo com um relatório do Instituto Uruguaio de Meteorologia (Inumet), divulgado na última quinta-feira, 20, as chuvas devem continuar entre o próximo sábado, 22, e a próxima terça-feira, 25. A probabilidade de chuva é baixa para sábado e domingo, porém alta para segunda e terça-feira. Por outro lado, há baixa probabilidade de inundações.

Fontes:
AFP-Um morto e 8.800 desabrigados por inundações no Uruguai

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *