Início » Vida » Comportamento » Iranianas não terão novas autorizações para irem a estádios
APÓS IDA AUTORIZADA

Iranianas não terão novas autorizações para irem a estádios

Procurador-geral do Irã diz que não haverá novas autorizações, pois considera que permitir que mulheres assistam aos jogos 'leva ao pecado'

Iranianas não terão novas autorizações para irem a estádios
'Ver homens quase pelados com roupas de esporte, leva ao pecado', disse o procurador-geral (Foto: Twitter/AFC)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governo iraniano não concederá novas autorizações excepcionais para permitir que mulheres assistam partidas de futebol em estádios. A medida foi anunciada pouco mais de um dia após cerca de 100 mulheres, que receberam a autorização, comparecerem ao estádio Azadi, na capital Teerã, para assistir um jogo da seleção de seu país contra a Bolívia. A partida ocorreu na última terça-feira, 16, e encerrou com vitória do Irã por 2 a 0.

Segundo noticiou a agencia de notícias iraniana Mehr, o procurador-geral do Irã, Mohamed Jafar Montazeri, na última quarta-feira, 17, que não haverá novas autorizações para mulheres, pois ir assistir jogos masculinos é algo que “leva ao pecado”.

“Não concordo com a presença destas mulheres ontem [terça-feira] no estádio Azadi. Somos um Estado Islâmico, somos muçulmanos. […] Que uma mulher vá ao estádio e encontre homens quase pelados com roupas de esporte, isso leva ao pecado”, declarou o procurador-geral.

Desde a vitória da Revolução Islâmica em 1979, mulheres são proibidas, dentre outras coisas, de comparecer a estádios para assistir jogos de futebol masculinos, sob a alegação de protegê-las das grosserias dos homens.

A proibição, no entanto, é criticada até mesmo pelo sistema político iraniano. O presidente do Irã, Hassan Rohani, por exemplo, já afirmou publicamente que quer ver mulheres nos estádios, mas essa mudança na lei é barrada pela oposição ultraconservadora do governo.

Milhares de mulheres foram autorizadas a entrar no estádio Azadi, em 26 de julho deste ano, para assistir à transmissão em telão da partida entre Irã e Portugal, válida pela Copa do Mundo da Rússia.

Este ano, durante a Copa do Mundo, muitas iranianas aproveitaram o evento e viajaram para a Rússia para ver a seleção pela primeira vez. “Precisamos vir aqui, a 4.217 quilômetros, para estar em um estádio como uma família. Por que? Isso é estúpido”, disse na ocasião um iraniano identificado pela AFP como Amin.

Fontes:
AFP-Autoridade iraniana proíbe presença de mulheres nos estádios do país
G1-Mulheres recebem autorização para assistir a jogo de futebol no Irã

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *