Início » Economia » Internacional » Maduro ordena reabertura de fronteira com a Colômbia
INTERNACIONAL

Maduro ordena reabertura de fronteira com a Colômbia

A fronteira entre os países foi fechada em fevereiro deste ano, quando o presidente da Colômbia declarou apoio a Juan Guaidó

Maduro ordena reabertura de fronteira com a Colômbia
A relação entre os países está rompida desde fevereiro (Foto: Nicolás Maduro/Twitter)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou, através de seu Twitter, que autorizou a reabertura da fronteira com a Colômbia no estado de Táchira a partir deste sábado, 8.

As relações entre os países estão interrompidas desde fevereiro deste ano, após o presidente da Colômbia, Iván Duque, declarar apoio ao autoproclamado presidente interino venezuelano, Juan Guaidó.

A fronteira foi fechada no último dia 22 de fevereiro. Na época, o vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, atrelou a decisão a “sérias e ilegais ameaças do governo da Colômbia contra a paz e soberania da Venezuela”. No mesmo mês, Maduro também ordenou o fechamento da fronteira com o Brasil.

Com o bloqueio, três das quatro pontes que ligam os países estavam bloqueadas e somente estudantes e pessoas com razões médicas estavam autorizadas a atravessá-las.

Apesar da confirmação, Maduro não declarou se as pontes também serão liberadas para a realização do transporte terrestre, que foi proibido desde 2015 devido a um ataque a militares venezuelanos realizado por contrabandistas.

Diariamente, venezuelanos buscam caminhos alternativos para comprar mantimentos e abastecerem veículos na Colômbia, enquanto a Venezuela enfrenta uma grande escassez de medicamentos e alimentos.

Os países compartilham fronteiras em outras duas regiões, que seguem as mesmas restrições aplicadas em Táchira. Apenas pedestres estão autorizados a atravessá-la.

Fontes:
O Globo - Maduro ordena reabertura da fronteira com a Colômbia
G1-Maduro ordena reabrir fronteira com a Colômbia no estado de Táchira

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *