Início » Economia » Internacional » Metrópoles da Austrália vivem risco de crise de água
CLIMA SECO

Metrópoles da Austrália vivem risco de crise de água

Escassez de chuvas e altas temperaturas fazem cair em 50% o nível dos reservatórios de Sydney, Darwin, Brisbane e Melbourne

Metrópoles da Austrália vivem risco de crise de água
Níveis dos reservatórios são os mais baixos já registrados em quase uma década (Foto: Pexels)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em meio à escassez de chuvas e altas temperaturas, as cidades de Sydney, Darwin, Brisbane e Melbourne estão enfrentando a redução de capacidade de 50% de seus reservatórios.

Em Sydney, os níveis dos reservatórios de água já são considerados os mais baixos desde o ano de 1940. As 11 usinas da Grande Sydney chegaram a capacidade de 55% no último domingo, 5, em relação aos 73% do mesmo período no ano anterior.

Sydney ativou sua usina de dessalinização em janeiro, quando os níveis dos reservatórios caíram abaixo de 60%, mas os níveis continuam a cair 0,4% por semana. Restrições de água mais rigorosas entrarão em vigor se o nível cair abaixo de 50%. A última vez que os níveis se aproximaram dos 50% foi em 2011.

No Território do Norte, o reservatório do rio Darwin recebeu a menor precipitação já registrada em março, marcando sua estação úmida mais seca em 27 anos. No domingo, o reservatório estava com 76% de capacidade, em comparação com 98% no ano passado.

Em Melbourne, os níveis ficaram em 51% na última segunda-feira, 6, em comparação com 59% no mesmo período no ano passado, e 61% no ano anterior. No mês passado, a Melbourne Water alertou que o armazenamento “não está tão baixo desde abril de 2011”.

Em Queensland, os reservatórios também registraram os menores níveis em quase 10 anos. Neil Brennan, executivo-chefe da Seqwater, disse em abril que os níveis de água estavam no patamar mais baixo desde fevereiro de 2010. Os reservatórios de Brisbane estavam com 70% de capacidade no domingo, abaixo dos 82% do ano passado.

Prevê-se que as condições de seca e precipitação pluviométrica abaixo da média persistam ao longo do outono e inverno no país, com as previsões meteorológicas do Gabinete de Meteorologia prevendo um maio “mais seco do que a média” para o leste da Austrália.

Em Sydney, uma série de regras permanentes de Waterwise já estão em vigor, e pedem aos moradores que só reguem os jardins antes das 10h e depois das 16h, além de proibir a lavagem de calçadas, a menos que por motivos de saúde ou segurança.

No entanto, mais restrições entrarão em vigor quando os níveis de água caírem abaixo de 50%. Um porta-voz da Sydney Water disse que a composição precisa das restrições ainda está sendo finalizada.

Fontes:
The Guardian - Australia's capital cities face water restrictions as dams near 50%

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *