Início » Economia » Eike renuncia à presidência e ao conselho da OGPar
Reestruturação

Eike renuncia à presidência e ao conselho da OGPar

Medida faz parte dos planos de reestruturação da petroleira, que enfrenta o maior processo de recuperação judicial já registrado na América Latina

Eike renuncia à presidência e ao conselho da OGPar
Na semana passada, a OGPar protocolou na ANP o pedido de abandono de um de seus campos, o Tubarão Azul (Reprodução/Bloomberg)

O empresário Eike Batista renunciou ao cargo de presidente e de membro do conselho da petroleira OGPar, ex- OGX. A notícia foi dada na noite da última terça-feira, 27, em um comunicado emitido pela empresa, divulgado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo a CVM, a renúncia de Eike faz parte dos planos de reestruturação da empresa, que está em recuperação judicial desde 2013.

Na semana passada, a OGPar protocolou na Agência Nacional do Petróleo (ANP) o pedido de abandono de um de seus campos, o Tubarão Azul. Dessa forma, o Tubarão Martelo passa a ser seu único campo.

Contudo, para que o pedido de abandono seja aprovado, a OGPar terá de oferecer à ANP uma alternativa financeira para cobrir a vedação do campo. A exigência é uma norma da ANP comum a todas as empresas de petróleo que abandonam campos de produção. A OGPar estudou oferecer óleo como garantia, o que foi rejeitado pela agência. A ANP deu um prazo de 60 dias para que a petroleira apresente uma nova proposta.

A OGPar faz parte do conglomerado X de Eike e entrou com pedido de recuperação judicial em outubro de 2013, quando foi constatado que os poços da empresa produziram menos do que o esperado. O pedido foi aprovado em novembro de 2013, e se tornou o maior processo de recuperação judicial já registrado na América Latina.

Fontes:
Valor-Ogpar, ex-OGX, avisa à ANP que vai encerrar produção de Tubarão Azul
Estadão-Eike Batista renuncia à presidência e ao conselho da OGPar

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *