Início » Economia » EUA podem ser mais flexíveis nas negociações da Rodada Doha
Negociações

EUA podem ser mais flexíveis nas negociações da Rodada Doha

O presidente americano George W. Bush afirmou que está disposto a mostrar flexibilidade nas negociações da Rodada Doha, principalmente na questão da agricultura.

A declaração foi feita após encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Nova Iorque. Fontes do governo americano informam que Bush espera um gesto de liderança de Lula para uma redução também nas tarifas industriais, ou seja, uma aceitação dos países emergentes do texto de abertura do setor industrial, sugerido pela OMC.

Fontes:
Portal Estadão - Bush diz a Lula estar disposto a mostrar flexibilidade em Doha

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. EDVALDOTAVARES disse:

    GEORGE WALKER BUSH – "Pit-Bull" com dentes cariados. Podem nada, terão que ser flexiveis nas negociações incompletas das questões não bem resolvidas no Qatar. No período de 2001 a 2005, quando ficou acordado na Organização Mundial do Comércio (OMC), o subsídio concedido aos agricultores americanos seria de no máximo US$ 19 milhões por ano. O governo do "pit" concedeu subsídios de mais de US$ 23 milhões anuais. Agora, com a maioria democrática no Congresso Americano, o "bull" quer dar uma de bonzinho na Rodada de Doha. O pouco mais de duas dezenas de países emergentes liderados pelo BRASIL, devem estar sempre alerta que, embora o Bush tenha os dentes com cáries – minoria republicana congressista -, ainda tem o poder de rosnar forte. A redução das tarifas industriais que implica na aceitação do texto de abertura do setor industrial por parte dos emergentes, proposto pela OMC, deve ser analisada com extremo cuidado. Lembrar que os dentes cariados do "pit-bull" podem estar com obturações de ouro. "BRASIL ACIMA DE TUDO". MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *