Início » Economia » Fed deve anunciar corte na taxa de juros na próxima quarta
ESTADOS UNIDOS

Fed deve anunciar corte na taxa de juros na próxima quarta

Expectativa é de que o corte seja de 0,25%. Porém, a decisão será difícil para o Fed, pois não há consenso em relação à medida

Fed deve anunciar corte na taxa de juros na próxima quarta
Será o primeiro corte na taxa de juros desde a crise de 2008 (Foto: PxHere)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, deve anunciar, na próxima quarta-feira, 31, o primeiro corte na taxa de juros desde a crise financeira de 2008. A estimativa do mercado é que o corte seja de 0,25%.

O corte só será divulgado após uma reunião de dois dias do Comitê de Política Monetária do Fed. No entanto, apesar de sinalizar estabilidade da economia, a decisão do banco central levanta questionamentos sobre os motivos para o corte de juros.

Essa é uma decisão difícil para o Fed, pois não há um consenso entre as autoridades sobre os motivos para anunciar o corte da taxa. Alguns diretores acreditam que ainda não há um argumento forte para reduzir as taxas.

Enquanto isso, outras autoridades do Fed apontam o fraco crescimento econômico global e a longa disputa comercial com a China como motivos para reduzir as taxas de juros. De acordo com o presidente do Fed, Jerome Powell, “as incertezas em torno do crescimento global e do comércio continuam pesando sobre as perspectivas”.

Ainda não se sabe como será aplicado o possível corte da taxa de juros. O mercado aposta em uma medida estendida até o próximo ano, enquanto outra possibilidade aponta para uma medida mais limitada. Acredita-se que, após esse corte de 0,25%, outra redução igual deva ser anunciada ainda neste ano, totalizando 0,50%.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é um ferrenho crítico da política do Fed. Em diferentes oportunidades, Trump direcionou críticas à taxa de juros. Mesmo com a expectativa de que um corte seja anunciado, o presidente usou as redes sociais nesta segunda-feira, 29, para criticar a decisão do banco central.

“Enquanto nosso país está indo muito bem, a potencial geração de riqueza, que foi perdida, especialmente quando comparada à nossa dívida, é impressionante. Nós estamos competindo com outros países que sabem jogar o jogo contra os EUA. […] O Fed fez todos os movimentos errados. Um corte pequeno na taxa não é suficiente, mas vamos ganhar de qualquer maneira!”, escreveu Trump.

O banco central opera de forma independente da Casa Branca. Ao anunciar o corte na taxa de juros, o Fed quer deixar claro que o movimento é de precaução, por medidas acadêmicas, e não por uma pressão política feita pelo governo federal. A intenção é impedir que a expansão econômica dos Estados Unidos, que tem registrado resultados positivos, desapareça.

Atualmente, a taxa de desemprego dos EUA é a mais baixa dos últimos 50 anos. A economia também segue em expansão, apesar do crescimento ter desacelerado no segundo trimestre deste ano, indo a 2,1%, um ponto percentual a menos do que o registrado no primeiro trimestre. O resultado, no entanto, foi acima do 1,8% previsto por analistas.

A baixa taxa de juros estimula o consumo, a produção e aquecendo a economia. Atualmente, a taxa básica de juros está entre 2,25% e 2,5%, menos da metade dos 5,25% do período antes da crise de 2008. O maior risco de uma baixa taxa de juros é a limitação do espaço de atuação do Fed em uma possível recessão.

Fontes:
The New York Times-Fed Poised to Cut Rates for First Time Since Financial Crisis, Ending an Era
Terra-Corte de juros do Fed está a caminho. E depois?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *