Início » Economia » ‘Fim’ do franco trará 500 milhões de euros ao Estado francês
França

‘Fim’ do franco trará 500 milhões de euros ao Estado francês

Na data limite para trocar as notas que sobraram da antiga moeda nacional pela europeia, franceses se mostram nostálgicos

‘Fim’ do franco trará 500 milhões de euros ao Estado francês
Um terço dos franceses gostaria que o país voltasse ao franco

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O dia 17 de fevereiro, data limite para trocar notas de francos por euro, está vendo grandes filas na Banque de France. Apesar dos avisos da instituição para que não se deixasse a troca para o último dia, os retardatários vão aproveitar os derradeiros momentos para se livrar dos francos esquecidos no fundo das gavetas. Depois de dez anos, a antiga moeda nacional deixará de ser convertida para a moeda europeia – e a expectativa é de que a última leva irá render 500 milhões de euros ao Estado francês.

O jornal Les échos noticia que as filas se alongam em frente às sucursais do banco francês. Para o jornal especializado em economia, entretanto, o Estado prefere que os franceses não façam a troca, já que “quanto menos se troca, mais fica nas caixas”. Em outros termos, as notas trazidas serão reembolsadas pelo Estado.

Até 31 de dezembro de 2011, ainda sobravam o equivalente a 600 milhões de euros em francos a serem trocados. O que talvez comprove a nostalgia da população – um terço dos franceses gostaria que o país voltasse ao franco, segundo uma pesquisa de dezembro de 2011.

Fontes:
Les échos - La fin des billets en francs va rapporter 500 millions d'euros à l'Etat

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Jonnathan Germano disse:

    Será que esse é um bom momento para a França se jogar de cabeça na substituição total do franco pelo euro? Talvez isso ajude a alavancar a moeda e a situação da moeda no mundo….

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *