Início » Economia » Ford enfrenta dificuldades na Europa
montadora em apuros

Ford enfrenta dificuldades na Europa

Previsões de lucro decepcionantes ofuscaram o lançamento dos novos modelos da montadora na Europa

Ford enfrenta dificuldades na Europa
A Ford originalmente esperava um ano de bons resultados, com um recorde de 27 veículos lançados em 2014 (Reprodução/Getty)

Quando a Ford revelar as últimas versões dos seus conhecidos modelos C-Max, S-Max e Mondeo no Paris Motor Show nesta semana, a esperança é fortalecer suas operações europeias, que enfrentam dificuldades há muito. Mas a reviravolta que a montadora americana esperava provavelmente terá que ser adiada novamente.

Em 29 de setembro a Ford afirmou que só teria US$ 6 bilhões de lucro neste ano, o que representa uma queda de quase US$ 2 bilhões em relação a estimativas anteriores. E, o que é ainda pior, a Ford da Europa, a qual se esperava que gerasse lucro em 2015, terá um prejuízo de US$ 1,5 bilhão nos próximos dois anos. A má notícia assustou os investidores da empresa. Desde o anúncio o preço das ações da Ford caiu mais de 10%.

A revisão das previsões surpreendeu muitos analistas. A Ford originalmente esperava um ano de bons resultados, com um recorde de 27 veículos lançados em 2014. Os executivos também disseram que a montadora tinha boas perspectivas de longo prazo. A Ford projetava um aumento de vendas de 55% ao fim da década, com margens que chegariam a 9% – entre as maiores do setor.

Mas a queda no preço das ações da Ford é inteiramente racional? Os executivos da empresa acham que não. Mark Fields, CEO da Ford,espera que o faturamento da empresa se recupere para cerca de US$ 9 bilhões em 2015, à medida que novos modelos forem lançados.

Os modelos que devem vender muito incluem o novo Mondeo na Europa, os novos caminhões F-150 e a edição de 50 anos do Mustang – que estará disponível no mundo inteiro pela primeira vez. Mas a fim de atingir as suas ambiciosas metas de vendas, Fields terá que conquistar tanto os clientes como os investidores. E com rivais como Cadillac, General Motors e Volvo planejando oferecer muitos novos veículos também, essa tarefa não será fácil.

Fontes:
The Economist-A few local difficulties

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *