Início » Economia » Fórum de Davos discute ‘o novo contexto global’
Economia mundial

Fórum de Davos discute ‘o novo contexto global’

Entre os principais temas a serem debatidos estão terrorismo, instabilidade geopolítica e segurança cibernética

Fórum de Davos discute ‘o novo contexto global’
Fórum Econômico Mundial de Davos, com a nata da economia mundial (Fonte: Reprodução/AFP)

Mais de 40 chefes de Estado e de governo, cerca de 1.500 CEOs, além de inúmeros acadêmicos e líderes de ONGs de todo o mundo se reúnem entre esta quarta-feira, 21, e a próxima sexta-feira, 24, para discutir “o novo contexto global” no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.

Entre os principais temas a serem debatidos estão terrorismo, instabilidade geopolítica e segurança cibernética, além da queda do preço do petróleo, a desaceleração da economia da China e os novos temores sobre o euro.

O Brasil será representado em Davos pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que têm como missão reconquistar a confiança do mercado internacional, atraindo assim mais investimentos para a nova rodada do programa de concessões na área de infraestrutura.

A presidente Dilma Rousseff cancelou a viagem a Davos para acompanhar nesta quinta-feira, 22, a posse do presidente Evo Morales, na Bolívia.

Joaquim Levy ressaltou que “a mensagem (para Davos) é que o Brasil é uma economia que tem grandes recursos e que vem passando por uma transformação (…). É também um país com bastante maturidade política e que, diante de mudanças importantes no mundo, também sabe fazer mudanças em termos de condução da política macroeconômica, com o reforço do arcabouço microeconômico, porque, obviamente, o Brasil é uma economia de mercado, em que a iniciativa privada toca a banda”.

Fontes:
Agência Brasil - Levy vai a Davos participar do Fórum Econômico Mundial
G1 - Levy e Tombini vão ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, em busca da confiança do mercado

1 Opinião

  1. Victor Ivens disse:

    O cancelamento da Dilma, seja por qualquer motivo, como apoiar um colega, me deixa satisfeito: pelo menos ela não poderá fazer nada para manchar a imagem do Brasil e dificultar a tarefa dos que realmente trabalham.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *