Início » Economia » Foxconn quer substituir metade dos trabalhadores por 1 milhão de robôs
China

Foxconn quer substituir metade dos trabalhadores por 1 milhão de robôs

Em abril, a Foxconn anunciou que planeja fazer investimentos no Brasil da ordem de US$ 12 bilhões, o que pode gerar até 100 mil empregos diretos e indiretos

Foxconn quer substituir metade dos trabalhadores por 1 milhão de robôs
Operários chineses na fábrica da Foxconn em Shenzhen, na China (Reprodução/Época)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A empresa de eletrônicos Foxconn pretende substituir metade da mão-de-obra por robôs até o final de 2014, de acordo com um comunicado feito pelo fundador e presidente da empresa taiwanesa, Terry Gou, na última sexta-feira, 29. Ao todo, serão 1 milhão de robôs, dos quais 300 mil já estarão em funcionamento em 2012.

Leia também: China vai investir R$ 18,9 bilhões em produção de tablets no Brasil

Com atuais 1,2 milhão de funcionários, a Foxconn conta com 10 mil robôs que operam máquinas de soldagem, borrifo de químicos e montagem. As novas máquinas irão desempenhar a mesma função. De acordo com a empresa, maior montadora de componentes para Apple e Nokia, as mudanças serão feitas na China continental — onde a fábrica mantém 1 milhão de funcionários.

A motivação para o uso massivo de robôs seria o corte em despesas operacionais — devido aos crescentes salários dos trabalhadores — e o aumento da eficiência na produção.

Suicídios

Uma das fábricas que vai passar por essas transformações é a de Shenzhen. Ela já foi alvo dos noticiários há mais de um ano, quando foi registrada uma série de suicídios de trabalhadores. Em um ano, foram 11 casos de funcionários que saltaram do alto dos prédios da empresa.

Investimentos no Brasil

A Foxconn planeja fazer investimentos no Brasil da ordem de US$ 12 bilhões, o que pode gerar até 100 mil empregos diretos e indiretos, segundo o governo brasileiro. Pelo acordo firmado com Dilma Rousseff em abril, a fábrica deverá ter mão-de-obra majoritariamente brasileira para a produção de tablets e telas para iPad.

Fontes:
BBC Brasil - Foxconn planeja empregar 1 milhão de robôs até 2014

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *