Início » Economia » Internet supera jornais impressos em audiência nos EUA
Leitura e publicidade

Internet supera jornais impressos em audiência nos EUA

Sites de notícias também tiveram uma receita publicitária superior a dos jornais impressos nos EUA no ano passado

Internet supera jornais impressos em audiência nos EUA
Tradicionais jornais impressos perdem espaço nos EUA (Fonte: Thinkstock)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um levantamento feito pelo Instituto Poynter revelou que, pela primeira vez, os sites de notícias superaram os jornais impressos nos EUA em número de leitores.

Ainda de acordo com o levantamento, 34% dos entrevistados disseram que leram notícias na internet nas 24 horas anteriores à pesquisa, contra 31% que o fizeram em jornais. Esses dados foram obtidos no final do ano passado.

Os sites de notícias tiveram ainda uma receita publicitária superior a dos jornais impressos nos EUA em 2010. Também foi a primeira vez que isso aconteceu.

Mudança no comportamento

O levantamento mostrou ainda que o uso de celulares e tablets contribuiu para essa mudança no comportamento dos leitores norte-americanos.

Uma pesquisa divulgada no início desta semana pelo Pew Research Center revelou que a receita publicitária dos jornais impressos nos EUA caiu 46% em quatro anos, e ficou em US$ 22,8 bilhões no ano passado. Já a receita publicitária dos sites de notícias foi de US$ 25,8 bilhões no mesmo período.

Leia mais:

Toda publicidade é boa publicidade?

Fontes:
Veja - Web supera jornal como fonte de informação nos EUA
Destak - Leitura e publicidade on-line já superam jornais

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Janilton Brito disse:

    Que pena que as agencias de jornais estão migrando para a vida virtual em passos de tartaruga e assinatura virtual ainda não condiz com o ideal já que reduz custos porque não ter uma assinatura de jornais,revistas etc,bem mais barato até porque o desperdício de matéria-prima com a confecção dos mesmos e não interessa 100% o conteúdo exposto.Eu por exemplo desejaria de ter uma assinatura de jornal diário ,só que não me interessa ou não leio 40% de tudo.Taí um nicho de mercado a ser explorado se as agências não fizem certamente as redes sociais,blogs,podcast e outras mídia farão.
    Muito Obrigado pelo espaço concedido.

    Janilton Brito
    Cabula-Salvador-Bahia

  2. jaderdavila the small shareholder disse:

    o monopolio do papel.
    quem tinha a estrutura pra imprimir
    era dono do fluxo de ideias.
    a internet publica oque cada um quiser dizer.
    pode ver que site que nao é wiki,
    fecha mesmo estando na internet.
    quando o principal é a ideia
    e nao o modo de transmiti-la,
    ganha o modo mais livre.

  3. Regina Caldas disse:

    São inúmeras as vantagens de ler noticias online. Atualização permanente, acesso aos jornais de qualquer canto do planeta e grande economia de papel…

  4. Amadeu Pereira dos Santos disse:

    Apesar dessa informação dando conta de que os sites de notícias superaram os jornais impressos nos EUA em número de leitores, eu não confio tanto num texto virtual como confio nas palavras escritas num jornal. Mas confesso que ultimamente tenho lido muito mais no virtual.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *