Início » Economia » Investimento em carros elétricos eleva o preço do cobalto
ALTA DEMANDA

Investimento em carros elétricos eleva o preço do cobalto

Aumento na demanda por carros elétricos fez saltar o preço do metal, que é usado na produção das baterias para os veículos

Investimento em carros elétricos eleva o preço do cobalto
Uso do níquel como substituto vem sendo cogitado (Foto: Wikimedia)

Para cada carro elétrico produzido são necessários cerca de 10 quilos de cobalto. Mais da metade das reservas mundiais e da produção do metal estão em um país perigosamente instável: a República Democrática do Congo.

Além disso, quatro quintos dos sulfatos e óxidos de cobalto usados ​​para fazer os cátodos para baterias de íons de lítio são refinados na China. O governo chinês já se mostrou disposto a restringir as exportações de metais raros para empresas estrangeiras. E embora a China não esteja pensando em manipular o mercado para o cobalto, a crescente demanda global fez saltar o preço do metal.

Fabricantes de baterias não chinesas já começaram a procurar formas de se proteger de uma possível escassez do recurso. A melhor alternativa até hoje é outro metal intimamente associado ao cobalto: o níquel. Algumas empresas estão produzindo cátodos com menos cobalto, aumentando o teor de níquel para até oito vezes a quantidade de cobalto. Isso permite que a bateria funcione por mais tempo com uma única carga – mas também aumenta o risco da bateria explodir em chamas. Até agora, o preço do níquel permaneceu estável. Mas, de acordo com a consultoria McKinsey, a demanda por níquel relacionada a carros elétricos deve subir 16 vezes em 2025.

Fontes:
The Economist-Electric vehicles are poised to unleash a cobalt boom

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *