Início » Economia » Karl Marx lança o livro ‘O Capital’
NESTA DATA

Karl Marx lança o livro ‘O Capital’

Em 14 de setembro de 1867, Karl Marx publica o primeiro volume do livro 'O Capital'

Karl Marx lança o livro ‘O Capital’
O livro foi resultado de 15 anos de pesquisas, e foi dividido em três volumes (Foto: Wikimedia)

Em 14 de setembro de 1867, o filósofo alemão Karl Marx publicou o primeiro volume de seu livro “O Capital: Crítica de Economia Política”. A obra se tornou base teórica e conceitual para diversas revoluções durante a Idade Contemporânea e para a formação de regimes de governo.

O livro foi resultado de 15 anos de pesquisas, e foi dividido em três volumes. No entanto, Marx publicou apenas o primeiro volume. Os outros dois volumes foram finalizados após a morte de Marx, por seu amigo Friedrich Engels, com base em fragmentos, bilhetes e anotações do filósofo alemão. Ao todo, a obra tem mais de 2.500 páginas.

Marx teve como principal objetivo fazer uma análise sobre a economia mundial e os seus mecanismos. A partir daí, ele fez uma investigação sobre o funcionamento das relações econômicas, desde suas origens até a produção. No entanto, o livro acabou revelando vários questionamentos de conceitos da atividade econômica e se tornou uma grande crítica ao sistema capitalista.

Marx buscou entender o capitalismo e em seu livro defende que ele era um modo de produção transitório na história, em que as suas próprias contradições resultariam na sua decadência e seria substituído por outro sistema econômico.

Em 14 de março de 1883, Marx morreu aos 64 anos de pleurisia em Londres. Entretanto, a sua obra ainda é amplamente discutida por críticos que refutam sua teoria e admiradores que a consideram pertinente até os dias atuais.

Fontes:
History-Lançado O Capital, obra-prima de Karl Marx

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Daniela Villa disse:

    O que chama atenção é a quantidade de pessoas que acreditam naquele amontoado de baboseiras. E até morrem por isso: o que agrega valor à mercadoria não é a Força Trabalho, mas o quanto se está disposto a pagar por ela.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *