Início » Economia » Líbia no limite
país dividido

Líbia no limite

O maior produtor de petróleo do norte da África está perigosamente dividido

Líbia no limite
Crescimento e taxas de exportação caíram dramaticamente devido a instabilidade (Reprodução/Internet)

No terceiro aniversário da morte de Muammar Qaddafi, antigo governante da Líbia, o país está dividido em dois governos e dois parlamentos. Tanto a capital, Trípoli, como a segunda cidade, Bengasi, são controladas por diferentes correntes de milícias islâmicas. O governo reconhecido internacionalmente está refugiado em Tobruk, no leste do país, continuando suas operações em um quarto de hotel. A mílicia que agora controla Trípoli, chamada de Amanhecer Líbio, estabeleceu um “Governo para a Salvação Nacional” e promete dar apoio a famílias.

Tudo isso teve um impacto na economia do maior produtor de petróleo do norte da África. Crescimento e taxas de exportação tiveram uma queda significativa, devido a instabilidade, mas voltaram a subir quando a situação melhorou em 2012. Desde então, a economia e vendas de petróleo voltaram a cair dramaticamente.

O conflito está se transformando em uma guerra por porcuração. Semana passada o ex-general Khalifa Haftar lançou um novo ataque a Bengasi, com apoio do governo da Líbia, dos Emirados Árabes Unidos e, há rumores, do Egito. O governo oficial alega que o Catar está ajudando os rebeldes islâmicos. No início deste mês a milícia Ansar al-Sharia, que controla a maior parte de Bengasi e tem ligações com a al-Qaeda, declarou a cidade de Derna um emirado islâmico. Tudo isso mostra que a democracia estável no Mediterrâneo, sonhada por líderes de Estado no Ocidente quando sua campanha aérea ajudou a tirar Qaddafi do poder, ainda está muito longe.

Fontes:
The Economist - Libya on the edge

1 Opinião

  1. ney disse:

    Tudo isso é culpa dos Estados unidos e da nossa mídia televisiva podre, A Líbia estava em paz e segurança ate o ocidente atormenta-la, cadê a rede globo pra informar a situação atual de la?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *