Início » Economia » Líderes do G7 pressionam Trump a apoiar declaração conjunta
TENSÃO DIPLOMÁTICA

Líderes do G7 pressionam Trump a apoiar declaração conjunta

Trump se recusa a apoiar a declaração final da cúpula, que determina que os países do grupo apoiam um 'comércio livre, justo e mutuamente benéfico'

Líderes do G7 pressionam Trump a apoiar declaração conjunta
Trump deixou a cúpula mais cedo para ir a Cingapura, onde se reunirá com Kim Jong-un (Foto: Flickr/Official White House/Shealah Craighead)

Os líderes do G7 estão pressionando o presidente dos EUA, Donald Trump, a apoiar a declaração conjunta emitida no final da cúpula do grupo, realizada no último final de semana, no Canadá.

A declaração estabelece que os líderes dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Itália, Alemanha e Japão (que compõem o G7) concordam com a necessidade de um “comércio livre, justo e mutuamente benéfico”. “Nós nos esforçamos para reduzir barreiras tarifárias, barreiras não-tarifárias e subsídios”, diz a declaração.

Trump saiu da reunião mais cedo para ir a Cingapura, devido ao seu encontro com o líder norte-coreano, Kim Jong-un. No avião, Trump usou seu Twitter para chamar o primeiro-ministro canadense e anfitrião do encontro, Justin Trudeau, de “fraco e desonesto”, e disse aos seus representantes na cúpula do G7 para não assinarem o acordo final. A atitude mostra um grande desentendimento entre Trump e seus aliados do grupo.

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que o comportamento de Trump foi “ligeiramente deprimente” e sugeriu que os políticos deveriam ser mais educados uns com os outros.

Trump já retirou os Estados Unidos do acordo nuclear do Irã e do acordo climático de Paris. Mais recentemente, Trump impôs novas tarifas ao aço e alumínio importado de países aliados.

Fontes:
The Guardian- Theresa May calls on Trump to honour G7 commitments
The Guardian- G7 in disarray after Trump rejects communique and attacks 'weak' Trudeau

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *