Início » Brasil » Mercosul e União Europeia fecham acordo de livre comércio
APÓS DUAS DÉCADAS

Mercosul e União Europeia fecham acordo de livre comércio

Negociações ocorriam desde 1999. Alíquotas de diferentes produtos devem ser zeradas

Mercosul e União Europeia fecham acordo de livre comércio
Em 2018, comércio entre blocos movimentou US$ 94 bilhões (Foto: Mapa/Divulgação)

Após duas décadas de negociações, a União Europeia e o Mercosul fecharam um acordo de livre comércio nesta sexta-feira, 28. As negociações ocorriam em Bruxelas desde a última quarta-feira, 26. Um anúncio oficial deve ser feito em breve.

O anúncio foi dado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pelas redes sociais. O acordo deve zerar parte da alíquota nas negociações entre os blocos econômicos, que englobam 28 países europeus e quatro sul-americanos – Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.

“Com a vigência do acordo, produtos agrícolas de grande interesse do Brasil terão suas tarifas eliminadas, como suco de laranja, frutas e café solúvel. Os exportadores brasileiros obterão ampliação do acesso, por meio de quotas, para carnes, açúcar e etanol, entre outros. As empresas brasileiras serão beneficiadas com a eliminação de tarifas na exportação de 100% dos produtos industriais”, explicou o Mapa, através de um comunicado.

Vários ministros do Mercosul e da União Europeia intensificaram as negociações ao longo desta semana. Representando o Brasil estava a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Em um vídeo publicado nas redes sociais, Tereza Cristina e outros representantes dos blocos aparecem aplaudindo o acordo.

“O acordo garantirá acesso efetivo em diversos segmentos de serviços, como comunicação, construção, distribuição, turismo, transportes e serviços profissionais e financeiros. Em compras públicas, empresas brasileiras obterão acesso ao mercado de licitações da UE, estimado em US$ 1,6 trilhão. Os compromissos assumidos também vão agilizar e reduzir os custos dos trâmites de importação, exportação e trânsito de bens”, destacou o comunicado do Mapa.

Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro, que participa do G20, no Japão, celebrou a conclusão do acordo entre os blocos econômicos. O chefe de Estado classificou o pacto como “histórico”, garantindo que esse será “um dos acordos comerciais mais importantes de todos os tempos”.

O acordo de livre comércio entre os blocos econômicos é negociado desde 1999, quando as conversas foram iniciadas. As negociações foram interrompidas em 2004 e retomadas em 2010.

Estima-se que o acordo pode beneficiar 780 milhões de consumidores. Segundo estimativas do Ministério da Economia, o acordo pode incrementar US$ 87,5 bilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 15 anos. Caso seja considerada a redução das barreiras não tarifárias, as cifras podem chegar a US$ 125 bilhões.

Apenas no ano passado, segundo um comunicado do Mapa, o comércio entre os blocos movimentou US$ 94 bilhões. A União Europeia é a segunda maior parceira do Mercosul, ficando atrás apenas da China, que movimentou US$ 120 bilhões em 2018.

Leia também: UE e Mercosul podem estar perto de fechar acordo

Fontes:
Estadao-Mercosul e União Europeia fecham acordo de livre-comércio
G1-União Europeia e Mercosul fecham acordo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *