Início » Economia » Moeda da Venezuela perde cinco zeros
PLANO ECONÔMICO DE MADURO

Moeda da Venezuela perde cinco zeros

Corte de zeros faz parte de pacote de medidas para tentar frear a hiperinflação, mas a expectativa é de que a moeda venezuelana continue desvalorizado

Moeda da Venezuela perde cinco zeros
Maduro mostra a nova moeda da Venezuela, o 'Bolívar Soberano' (Fonte: Palácio de Miraflores)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Entra em circulação nesta segunda-feira, 20, a nova moeda da Venezuela, o “Bolívar Soberano”. As novas notas têm um corte de cinco zeros em relação à moeda anterior.

O lançamento do Bolívar Soberano faz parte de um pacote de medidas do presidente Nicolás Maduro para tentar frear a hiperinflação que assola o país. Apesar da mudança, a expectativa é de que o dinheiro venezuelano continue desvalorizado.

De acordo com uma previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI), a inflação da Venezuela neste ano deve ultrapassar 1.000.000%.

A expectativa inicial era de que a nova moeda da Venezuela começaria a circular no início de junho, com três zeros a menos. Como as novas cédulas não chegaram a tempo, Maduro informou no fim do mês passado que o Bolívar Soberano teria cinco zeros a menos e ainda que seria indexada à criptomoeda lançada em 2017 no país, o petro.

O site “DolarToday” aponta que a moeda venezuelana perdeu 98% de seu valor em relação ao dólar desde o início do ano. A Assembleia Nacional estima que a nota mais alta do Bolívar Soberano vai valer US$ 6 até o final de agosto e apenas US$ 0,20 até o fim do ano.

Fontes:
Portal Exame - Venezuela lança nova moeda, com cinco zeros a menos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *