Início » Economia » Internacional » Brasil e Argentina ganham a preferência dos ‘sacoleiros’ paraguaios
Tríplice Fonteira

Brasil e Argentina ganham a preferência dos ‘sacoleiros’ paraguaios

Desvalorização do real e do peso argentino muda comércio na Tríplice Fronteira

Brasil e Argentina ganham a preferência dos ‘sacoleiros’ paraguaios
Guarani paraguaio foi a única moeda da região a manter o valor, fazendo o comércio local perder a atratividade (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Paraguai deixou de ser o destino preferido dos “sacoleiros” brasileiros. Com a desvalorização do real e do peso argentino, o guarani paraguaio foi a única moeda da Tríplice Fronteira que manteve o valor. Com isso, o comércio em cidades paraguaias deixou de ser atraente para os contrabandistas.

Opinião: Dólar, muito mais que uma moeda

Enquanto isso, cidades argentinas e brasileiras próximas à fronteira viram seu comércio aumentar expressivamente. Eletrodomésticos e móveis estão entre os itens mais comprados em Foz do Iguaçu. Já em Clorinda e Porto Iguazú, na Argentina, os itens mais procurados são produtos do dia a dia, como botijão de gás e produtos de higiene. “Comprar no Brasil é bom para quem está montando casa. Para as compras do dia a dia, Puerto Iguazú de longe é mais procurada”, diz Nelson Zapata, editor do jornal paraguaio Vanguardia.

O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, está preocupado com essa mudança. Empresário e dono de uma empresa de cigarros, há anos Cartes é acusado de tirar proveito do comércio informal com o Brasil. Durante uma entrevista, Cartes demonstrou preocupação com a situação cambial no país. “Hoje está entrando tudo o que se pode imaginar vindo da Argentina. É um problema cambial e de aduana. Enquanto não tivermos uma moeda única sempre existirá isso. Somos um país com seus maiores centros em fronteiras. Às vezes as coisas saem do Paraguai. Outras vezes entram”, disse o presidente.

Fontes:
Valor-Brasil e Argentina recebem agora sacoleiros paraguaios

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. ROSANGELA disse:

    nos os sacoleiros precisamos das mercadorias mas como o dolar esta,sem condiçoes…meus estoques ja estao se esgotando o jeito e irmos onde podemos comprar com o menor preço

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *