Início » Economia » Internacional » Como gerar lucro de um bilhão de amigos
Facebook

Como gerar lucro de um bilhão de amigos

Preço das ações do Facebook precisa caminhar na mesma direção que o seu número de usuários

Como gerar lucro de um bilhão de amigos
Gigantesca rede social atingiu a marca de um bilhão de usuários (Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Desde seu lançamento no mercado de ações americano no meio do ano, as ações do Facebook despencaram devido ao ceticismo dos investidores. No entanto, pelo menos uma coisa continuou a aumentar: no dia 4 de outubro a gigantesca rede social revelou que agora conta com 1 bilhão de usuários mensais ativos, o dobro em relação a julho de 2010. Marck Zuckerbeg, o presidente da empresa, gabou-se de que isso coloca a empresa no mesmo panteão de empresas como a Coca-Cola e o McDonald’s, que também contam com um vasto público global.

Isso é verdade, mas o Facebook ainda enfrenta perguntas importantes que precisam ser respondidas mais claramente para que o preço de suas ações comece a caminhar na mesma direção que o seu número de usuários. Uma dessas é como a empresa pretende ganhar mais dinheiro a partir de anúncios na arena móvel. A empresa revelou que agora conta com 600 milhões de usuários portáteis, um número também impressionante, e sua aquisição do Instragram no ano passado, um serviço de compartilhamento de fotos para smartphones, incrementou sua capacidade de crescimento no mercado móvel. No entanto, a empresa ainda está testando formatos de anúncios eficientes.

Outra questão importante é se a empresa poderá encontrar novos modos de compartilhar ainda mais dados das vidas online de seus usuários sem criar uma enorme repercussão negativa a respeito de questões de privacidade. A Facebook também precisa mostrar que consegue diversificar suas fontes de receita. É por isso que anda experimentando coisas como um serviço que permite que usuários comprem e enviem presentes através de seu serviço.

A rede social vai precisar enfrentar esse e outros desafios se quiser continuar crescendo de forma constante e lucrativa, além de elevar o preço de suas ações.

Fontes:
The Economist-With a little help from a billion friends

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Hivitality disse:

    Definitivamente, um publicador de fotos e mensagens, que tem como único motor o movimento de manada, não deve resistir ao desgaste natural de toda e qualquer moda, e a natural migração desse público a qualquer coisa nova e mais atrativa que surja no horizonte volátil da internet.

    Perguntem ao Orkut, ao MySpace, etc, etc, etc…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *